Cristão e a Sexualidade

 

Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se. Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. (1 Coríntios 7. 9,10)

Se somos solteiros, solteiras e estamos vivendo uma abstinência forçada que  faz, até mesmo, pecarmos com o pensamento, está difícil manter a barra? E os nossos hormônios estão a flor da pele, e nossos pensamentos mesmo involuntariamente se conduzem para questões sexuais, está difícil? Então se case e simplesmente não viva abrasado. São conselhos do Senhor. Veja que o apóstolo Paulo faz questão de dizer que quem manda é o Senhor, não ele. Então vejamos: é orientação, palavras do Senhor, se estamos passando por lutas nesta área, que devemos buscar alguém compatível com nós, devemos pedir que o Senhor  nos mostre aquela pessoa que será o nosso cônjugue, e então namoremos e casemos. Devemos saber que principalmente com o pecado não se brinca, portanto, buscar conhecer ao máximo possível da outra pessoa com quem queremos  nos casar sem estar muito próximo. O namoro do Cristão é de pouca duração, exatamente para evitar a tentação, sofrimento e conseqüentemente o pecado, porque se teimarmos em prolongar acabaremos pecando. Também sabemos que  namoro Cristão não tem intimidades de espécie alguma, assim sendo devemos evitar lugares propícios ao pecado, ficar a sós, e etc.etc.etc..

“Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6. 18)

A fornicação (relacionamento sexual  entre solteiros) e o adultério (casados(as) que se relacionam com outros(as) que não são os seus cônjuges)  são denominados como forma de prostituição, e, em ambos os casos, nenhum herdará o reino de Deus, pois são pecados contra o próprio corpo, o templo do Espírito Santo.

“Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se PROSTITUEM, e os homicidas, e o idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.” (Apocali pse 22.15)

Deus se preocupa com todos os detalhes, principalmente com referência às questões de prostituição, adultério, fornicação, separação, divórcios. Veja que Ele deixa bem explícito os cuidados que devemos ter para buscarmos e mantermos a santidade. Ele nos ensina como nos mantermos  firmes e sem pecar, porque quando cometemos adultério isto por mais lógica/razoável que seja a desculpa, é adultério; cometemos pecado, e por ele seremos condenados.

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, PROSTITUIÇÃO, impureza, lascívia…” (Gálatas 5.19)

O adultério ocorre quando somos infiéis às nossas esposas, maridos, companheiros, namorada ou namorados e não é necessário acontecer o ato sexual em si, mas creia, só com beijos, ou insinuações, olhares, desejos, maquinar já estamos traindo, pois nos nossos pensamentos já cometemos o adultério. Cometemos fornicação quando, sendo  solteiros , mantemos intimidades com alguém, pode ser nossas namoradas ou namorados, poder ser a pessoa com quem pretendemos casar, o amor das nossas vidas. Se ainda não aconteceu o casamento de fato, em cartório ou em juízo; se não foi legalizado esta união diante dos homens e diante de Deus, então estamos fornicando. Portanto  para Deus é pecado, por mais que alguém diga o contrário, é pecado e por ele ganharemos a morte eterna. “Porque bem sabeis isto: que nenhum FORNICADOR, ou impuro, ou avarento, o qual é idolatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus” (Efésios 5.5)

Leia e pratique a Bíblia. Que Deus te abençoe.

Fonte: Atalaia de Deus(Por E-mail)

Anúncios

O que a Bíblia diz sobre o incesto?

No Dicionário Aurélio, encontramos a seguinte definição de incesto: ?União sexual ilícita entre parentes consangüíneos, afins ou adotivos?. Pessoas com grau de parentesco próximo que se envolvem sexualmente.

A Bíblia tem algo bem claro para dizer sobre o assunto. Está em Levítico 18:6-18, onde especificamente no verso 14, é claramente mencionada a relação com tio ou tia como uma abominação diante do Senhor.

Além deste relacionamento ferir um princípio bíblico temos ainda o fator biológico, pois uma gravidez incestuosa põe em risco a vida da mãe e também a vida do bebê, em conseqüência da sua consangüinidade.

Não é aconselhável aprender a gostar da pessoa errada, pois é muito dolorido ter que abandonar os sentimentos por esta pessoa. É necessário dar muita atenção a este assunto, pois a sua felicidade eterna está em jogo.

Se alguma pessoa está presa vítima de um sentimento de atração para com algum parente próximo deve pedir humildemente a Deus para afastar-se desse relacionamento.

Mesmo que seja uma decisão difícil Deus espera que esta atitude seja tomada. Deus dará força para esta decisão. Isaías 27:5 garante: ?Que homens se apoderem da minha força e façam paz comigo; sim, que façam paz comigo.?

Deus está interessado em ajudar qualquer pessoa que precise resolver problema semelhante. “Nada do que de algum modo se relacione com a nossa paz é tão insignifi¬cante que o não observe. Não há em nossa vida nenhum capítulo demasiado obscuro para que o possa ler; perplexidade alguma por demais intrincada para que o possa resolver. Nenhuma calamidade poderá sobrevir ao mais humilde de seus filhos, ansiedade alguma lhe acossar a alma, nenhuma alegria possui-lo, nenhuma prece sincera escapar-lhe dos lábios, sem que seja observada por nosso Pai celeste, ou sem que Lhe atraia o imediato interesse? Portanto apresentai este caso a Deus certos de que Ele proverá o auxílio necessário.?

Fonte: Novo Tempo