O Reino está perto…

Leitura do dia: Mateus 4:12-17

O Reino está perto…

…Jesus começou a anunciar a sua mensagem e dizia:

 “Arrependam-se dos seus pecados porque o Reino dos Céus está perto!” (V.17)

 

        Último dia do ano! Ano de idas e vindas. Será que temos feito algo que requer arrependimento? Tivemos apenas alegrias nos 365 dias vividos em 2010? Passamos por dificuldades? E o que fizemos com a mensagem que Jesus deixou para anunciarmos? Guardamo-la para nós ou seguimos o exemplo do Mestre que, depois de ter ven­cido as tentações que lhe foram impostas por Satanás, deu início ao seu ministério de pregação?

        Foi na Galiléia que Jesus começou a sua obra redentora. Foi ali que ele começou a dizer ao povo a que veio: cumprir a lei em nosso lugar, morrer e ressuscitar em favor de toda a humanidade, para que todas as pessoas tivessem vida. Foi ali que ele começou a chamar as pessoas ao arrependimento, para que a vida que ele veio trazer e anunciar pudesse tornar-se realidade. “Arrependam-se dos seus pecados porque o Reino do céu está perto!”. Arrependam-se! Este desafio começou na Galiléia, veio até nós e continua valendo também hoje.

        Deus espera de nós, seus filhos, duas coisas: que nos arrependamos dos pecados que cometemos no decorrer de 2010 e nos voltemos a ele, de coração: que não calemos, mas divulguemos essa mensagem de fé e esperança, que vivemos no tempo da graça, para que outras pessoas também se arrependam e tenham vida.

        Que Deus nos dê coragem de pedir perdão pelos pecados que co­metemos em 2010; e que continuemos a falar de Jesus e de sua obra também no novo ano que se inicia amanhã.

Oremos:

        Senhor Jesus, perdão pelos muitos pecados que cometi em 2010. Que eu possa buscar-te de maneira mais constante no ano que inicia amanhã. Abençoa a mim e a todas as pessoas que me são caras. Faze de mim um instrumento do teu Evangelho. Em teu nome, Jesus. Amém.

Fonte: Castelo Forte

Anúncios

O Grande Sacerdote

Leitura do Dia: Hebreus 9:1-10

 

 Mas somente o Grande Sacerdote entra na parte de trás, que é o Lugar Santíssimo, e isso apenas uma vez por ano (v. 7).

Quando o Senhor apareceu a Moisés numa chama de fogo no meio de um espinheiro, foi logo avisando: “Pare aí e tire as sandálias, pois o lugar onde você está é um lugar sagrado” (Exodo 3.5). Moisés reagiu cobrindo o rosto porque ficou com medo de olhar para Deus.

 O Lugar Santíssimo referido na Carta aos Hebreus era uma sala interna do templo (2 Crônicas 3.8), onde ficava a arca da aliança com as placas de pedra que continham os mandamentos – era lugar sagrado. Ali, só o Grande Sacerdote entrava, uma vez por ano, com a cabeça curvada e os pés descalços, para oferecer o sangue de animais, como sacrifício pelos seus próprios pecados e pelos pecados cometidos pelo povo.

 O autor da Carta aos Hebreus retoma este aspecto do culto da primeira aliança para mostrar que Cristo é o único Grande Sacerdote. Ele veio e entrou no Lugar Santíssimo, uma vez por todas, para oferecer o seu próprio sangue e “fazer uma nova aliança, para que os que foram chamados por Deus possam receber as bênçãos eternas que o próprio Deus prometeu” (Hebreus 9.15).

 Há momentos em que o Senhor precisa nos dizer: pare aí e tire não as sandálias, mas o orgulho e a incredulidade do coração, pois é tempo da graça. E isso o que as Escrituras Sagradas dizem: “Se hoje vocês ouvirem a voz de Deus, não sejam teimosos” (Hebreus 3.15).

 Tendo Cristo como o Grande Sacerdote, estamos com o coração limpo para nos encontrarmos com Deus em qualquer lugar e ouvir a sua voz.

 Oremos:

 Pai celeste, posso falar contigo por causa do teu querido Filho Jesus, nosso Grande Sacerdote, que, com o seu sangue me limpou de todo o pecado. Encoraja-me a ouvir a tua voz e a falar aos que estão afastados de ti que Jesus é o único que pode nos levar ao céu. Amém.

Fonte: Castelo Forte