[e-News] Porque ler ou assistir Cinquenta Tons de Cinza é má ideia!

50_tons_de_cinza_02.jpg

Cada um de nós sabe, ou pelo menos deve saber, o que é bom para nossa vida como indivíduos ou famílias. Como maridos e esposas que amam, procuramos investir tempo e trabalharmos juntos para construir uma vida feliz. Como pais e mães tomamos muito cuidado com aquilo que fazemos como exemplo e com o que permitimos entrar em nossos lares.

Nem tudo o que é popular é correto, nem o que está na moda é aceitável. Já sabemos disso em relação a novelas, minisséries, revistas, websites na internet, filmes, livros e, muitas vezes, a realidade bem próxima de cada um de nós. Valores são traduzidos como frescura; arbítrio como anarquia, tentando-nos enganar ou fazer-nos esquecer de que cada escolha traz uma consequência, nem sempre desejada. Muitas vezes procuramos por certas coisas achando que somos “adultos” o suficiente e que não nos influenciarão. Será que não?

Se você leva a sério e ainda se preocupa com o futuro de seus filhos, os direitos das mulheres e também a moral dos homens, a manutenção do casamento e a sacralidade da família, leia atentamente: Pense bem se você quer se inspirar ou ensinar seus filhos sobre o “amor” sendo uma vítima, ou agindo como um protagonista, nessa guerra da inversão de valores. Não veja o filme, nem leia o livro, nem procure saber sobre o tema “Cinquenta Tons de Cinza“. Não venda o que você ou sua família ainda têm de bom por uma curiosidade incontrolável.

O que faz um pai ou uma mãe achar normal que seus filhos aceitem com naturalidade sadomasoquismo, violência sexual elitizada, “romantismo” desvirtuado em forma de sociopatia, perversão, dominação, mulher facilmente impressionável ou imoralidade? Isso não é o que você nem sua família precisa.

Felizmente, a maioria das pessoas que conheço, principalmente mulheres, condena o título e despreza o filme. Mas muitas outras, infelizmente, incluindo religiosas e líderes, além dos famosos quase em sua totalidade, têm promovido abertamente esse estilo de pornografia.

Se você acha que tudo isso é muito puritano de minha parte, considere pelo menos estas contradições:

A maioria das mulheres não gosta que seus maridos vejam pornografia. Então porque elas permitem-se ver, ler ou assistir? Algumas até têm postado em suas páginas sociais sua “ansiedade” para ir ao cinema.

Casais lotam as salas de terapeutas ao redor do mundo devido ao vício em pornografia que retira do homem o tato e respeito à mulher, ou devido à violência doméstica e também depressão. Enquanto isso, as cadeias estão abarrotadas de pessoas que cometeram crimes passionais e estupros. As estatísticas de meninas e adolescentes que povoam clínicas de recuperação devido a transtornos alimentares é absurda, porque a sociedade em si ensina que seu corpo é a primeira impressão causada.

A mulher não é e não precisa ser atraída a um homem somente se ele for másculo, autoconfiante, poderoso, sensual e dominador. Ou seja, o mesmo tipo de sociopata que temos lutado contra por gerações para a proteção de nossas filhas e jovens.

O que me entristece mais é que mais de 50% dos leitores deste livro têm de 13 a 23 anos de idade. Pesquisas comprovam que adolescentes têm pouca capacidade para tomar decisões. Pelo fato de que seu cérebro não tem essas funções totalmente desenvolvidas, é comprovado que os vícios são mais facilmente estabelecidos nessa fase. E, também, estudos comprovam que o consumo de pornografia por adolescentes modifica seu cérebro de tal forma e, ao serem expostos ao sadomasoquismo, violência e abuso, têm dificuldade triplicada de construírem e viverem em relações saudáveis.

Não há diferença entre “erótico” e “pornográfico”. Esse tipo de paliativo também não resolve os problemas do sexo no casamento.

Como pais e mães, vocês gostariam de ensinar aos seus filhos que abuso sexual é aceitável ou excitante e apresentar um exemplo de pornografia mascarada como “romance”? Queremos que nossas filhas vejam a submissão sexual e o abuso como algo tolerável que deva ser celebrado? Do fundo de meu coração, espero que não.

Isso não tem a ver com religiosidade, feminismo ou hipocrisia. Tem a ver com felicidade real, decência, casamentos saudáveis, mulheres sendo respeitadas e não objetificadas, homens sendo respeitosos e não sociopatas.

Esposas, maridos, pais e mães: Isso não diz respeito somente a este filme. Inclua também revistas, novelas, videogames e todo tipo de mídia que entra em seu lar, além do palavreado, ações e reações em seu casamento e outros relacionamentos. Podemos ensinar nossos filhos e viver a vida baseando-nos em melhores exemplos.

Não precisamos comer esterco para sabermos que o mesmo cheira mal.

Fonte: familia.com.br

Anúncios

[Fim dos Tempos] Cartilha Escolar ensina crianças a se masturbarem!

pornagrafia infantil nas escolasFigura usada numa aula de redação! O que está subentendido aí?

“Meus Deus!!!! eu tenho falado denunciado enquanto psicóloga que esta educação sexualizada nas escola só está facilitando a vida do pedófilo e tornando nossas crianças perversas e compulsivas sexualmente. Mas as autoridades fingem que não veem fazem barulho e nada de concreto. Não sei mais o que fazer para enfiar na cabeça das autoridades que a nossa EDUCAÇÃO está sob comando de gente pornográfica e perversa. DEUS SALVE NOSSAS CRIANÇAS.”
.
(via Facebook)
Marisa Lobo

[Exortação] Como se livrar do vício da PORNOGRAFIA!

Começo este post com duas observações. Primeiro, este texto foi especialmente escrito para aqueles que entendem a pornografia como algo prejudicial para sua vida e da sua família, e gostariam de se ver livres dela. Segundo, não sei se você é crente, ateu, judeu, muçulmano, espírita, umbandista ou de qualquer outra denomiação. Se você é um ser humano normal assim como eu, com falhas e imperfeições, invista nesta leitura! Como creio em Deus e tenho a Bíblia como meu grande “manual de instruções para viver aqui na terra“, foi nela (e em Deus) que busquei informações para escrever o post. Não gosto de enrolar muito, por isso, vou direto ao ponto, sem meias palavras.

Gostaria primeiro de definir a palavrapornografia“: é a representação, por quaisquer meios, de cenas ou objetos obscenos destinados a serem apresentados a um público e também expor práticas sexuais diversas, com o intuito de despertar desejo sexual no observador. Quase sempre a pornografia assume caráter de atividade comercial, seja para os próprios modelos, seja para os empresários do setor. As mídias mais comuns para exibição de pornografia são o cinema, as  revistas (fotografias ou ilustrações), e, mais raramente, pinturas e esculturas. Recentemente a internet deu novo fôlego à indústria pornografica, que fatura hoje pelo menos vinte vezes mais do que nas décadas de 1980  de 1990.

A grande maioria das pessoas, têm receio de tratar de assuntos delicados como este. Receio do que vão achar, do que vão falar ou medo de serem julgados ou acusados. Desculpem-me, mas vejo a pornografia como qualquer outro vício, assim como o álcool, cigarro, a irritabilidade, a raiva, arrogância, murmuração ou legalismo. E Deus pensa da mesma forma. Ele sabe que somos humanos, limitados e pecadores. Mas acredito que para conseguirmos viver num relacionamento profundo e cheio de intimidade com nosso cônjuge, noivo, namorado e principalmente com Deus, precisamos nos ver livres de algumas coisas… E como se ver livre da pornografia se não falarmos nela? É por isso que estou aqui mais uma vez, tratando de um assunto polêmico. Assunto este que atormenta a vida muitos homens e mulheres. Não sou a “dona sabe tudo”, mas gostaria (com a orientação de Deus), de ajudar de alguma forma.

Você pode estar se perguntando: “Mas qual o problema com a pornografia?” Se você não se incomoda e não acredita no que Jesus nos ensina a respeito deste assunto, desconsidere o texto. Agora, se você costuma dizer que tem fé em Deus, independente de religião, vale a pena saber o que Ele tem a dizer sobre o assunto:

“Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher (que não seja a sua) para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” Mt 5:28 

“Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo” 1 Jo 2:16

“Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.” Col 3:5

“mas, por causa da imoralidade sexual, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido” 1Cor 7:2

O sexo foi criado por Deus para a procriação e demonstração de amor entre um homem e uma mulher. O problema acontece quando o ser humano deturpa essa forma linda de expressão de amor. E a Bíblia fala claramente quais são as formas erradas de se praticar o sexo: fornicação (sexo fora do casamento), prostituição, adultério, incesto (sexo entre parentes muito próximos), pornografia, bestialismo (sexo com animais), pedofilia, swing, homossexualismo, entre outros.

Conheço alguns homens (casados), que levam isso como a coisa mais natural do mundo! E além de verem pornografia diariamente, sentem prazer em enviar a outros homens, induzindo-os ao vício. Pra mim, o nome disso é DESRESPEITO. Desrespeito com sua família e principalmente com sua esposa. Para uma mulher, essa atitude é extremamente humilhante. Faz com que ela não se sinta suficientemente boa para satisfazer os desejos de seu marido. Ser “macho” com “m” maiúsculo, não significa querer mostrar ao mundo (e a si mesmo) o potencial do seu pênis e seu ávido desejo por sexo, mas sim ter coragem suficiente para sentar com sua esposa, contar o que está acontecendo, pedir perdão e solicitar que ela o ajude a suprir suas necessidades sexuais. Mulheres, se querem ver seus esposos livres da pornografia, estejam abertas a coisas novas! Se você só costuma fornecer a ele o tradicional “papai e mamãe” apenas 1 vez por semana (e olhe lá!), também tem uma parcela de culpa nisso. Que tal tentar novas posições? Carinhos diferentes? Aumentar a frequência sexual? Agora falo aos maridos: para que isso aconteça naturalmente, você também precisa contribuir com sua esposa, sendo mais carinhoso e ajudando nos serviços de casa. Falo mais sobre estes assuntos nos textos: Sexo é pecado? e Ele não me ajuda em nada!

Bom, mas é importante lembrar que você não é pior ou melhor do que ninguém por não conseguir resistir ao vício da pornografia. Assim como você, eu e toda a humanidade, temos áreas na vida em que precisamos lutar diariamente. Eu particularmente, não tenho o vício da pornografia, mas certamente tenho fraquezas em outras áreas. Todos nós temos!

“Como está escrito, não há nenhum justo, nem um sequer… Não há distinção, todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus.” Rm 3:10 e 23

Mas tenho uma boa notícia pra você: Deus não pede que tenhamos ausência de pecado, mas sim que saibamos o que fazer quando pecamos! O grande problema está em ser escravo do pecado, ou seja, ter sua vida presa a ele. Em 1 João 2.1, a Bíblia diz:

“não pequem, se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”

Não precisamos de mais nada para sermos perdoados! Deus já nos deu Jesus, e você pode falar com Ele a qualquer momento, seja em voz alta ou pensamento, e Ele vai te perdoar se encontrar um coração sincero!

Vai levar um tempo para você se ver livre da pornografia, assim como é difícil para alguém se livrar do cigarro ou álcool, mas existe um segredo. Quando peco, devo estar pronto a confessar rapidamente. E, quando confesso, acabo com o poder de Satanás, que é enganador, e deseja me fazer acreditar em mentiras como: “eu não fiz nada errado”, ou “meu pecado é tão horrível que não posso me achegar a Deus”. Pela confissão sincera, minha força para lutar contra a próxima tentação aumenta muito, pois sei que o inimigo não tem nada que possa usar como acusação contra mim. Cristo é meu defensor diante do Pai, Ele afirma que fui perdoado. Satanás não tem mais nada a dizer.

Diante disso, muita gente pensa: Ah, agora posso fazer o que quiser! Depois é só confessar meu pecado que tudo estará resolvido! Desculpe dizer, mas o negócio não é tão fácil assim… O amor de Deus não é uma licença para pecarmos. Graça*, sem disciplina, pode levar à desgraça. Deus conhece seu coração e suas intenções. Você pode enganar a mim, mas não a Ele.

Quando você for tentado a ver pornografia, seja sozinho ou com a sua esposa, o ideal é que resistam a essa tentação:

“Se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um só olho do que tendo dois olhos ser lançado no inferno.” Mc 9:47

Calma, não estou dizendo que você deve arrancar seus olhos para se ver livre da pornografia! Este versículo é apenas uma “figura de linguagem”. Ele quer dizer que se você costuma ficar sozinho a noite vendo TV depois que sua esposa dorme, evite fazer isso. Vá ler um livro! Não fique sozinho no computador quando seus colegas saem para almoçar, saia junto com eles! Se você costuma comprar revistas pornográficas, não compre mais. Se você fez um cadastro em algum site pornográfico, descadastre-se! Se você só consegue fazer sexo com sua esposa assistindo pornografia, converse com ela, orem e lutem juntos contra isso. Ou seja, arranque da sua vida todos os caminhos que te levam a pornografia.

Pra muitos isso vai parecer absurdo, mas contar para sua esposa sobre o seu vício, vai ajuda-lo a se livrar dele! Sugiro que leiam juntos este texto. Uma vez ouvi o depoimento de um homem que tinha problema com pornografia, vejam o que ele disse:

“Passei a prestar contas à minha esposa sobre a área da lascívia, e ela tem sido uma imensa fonte de afirmação para mim. Ora por mim, ouve quando conto as lutas ocasionais e jamais me condena. Lembro que contei a ela, hoje já mais velho, que uma olhadela rápida em pornografia havia causado um grande impulso físico em mim. “Bem,” disse ela, “pelo menos isso prova que você ainda tem alguma coisa”. Posso ser sincero com minha esposa, e ela comigo.” (George Werwer – diretor internacional de Operação Mobilização, organização missionária mundial com sede em Londres, na Inglaterra.).

E por fim, assim como qualquer outra pessoa que combate um vício, sua luta será diária. Terão dias mais fáceis e outros mais difíceis, mas o importante é saber que sempre que der uma passo para trás, Deus estará disposto a ajudá-lo a dar dois para frente. Esposa, lembre-se, você é peça fundamental nesta luta! A sua disposição de ajudar (e não de criticar), fará toda a diferença!

Bom, por hoje é só, espero ter te ajudado de alguma forma. Esse é meu sincero desejo!

*Graça: dom gratuito, imerecido e sobrenatural dado por Deus para conceder à humanidade todos os bens necessários à sua existência e à sua salvação. Esta dádiva é motivada unicamente pela misericórdia e amor de Deus à humanidade, movida por Sua iniciativa própria, ainda que seja em resposta a algum pedido a Ele dirigido.

Fonte: http://salvemeucasamento.blogspot.com.br