[Maná] Como ouvir Deus na oração

Minhas ovelhas ouvem minha voz e eu as conheço e elas me seguem. João 10:27

Conhecer a voz de Deus é um privilégio exclusivamente para os filhos de Deus. Ele quer falar conosco, quer comunicar-se com seus filhos, como vemos em Apocalipse 3:20:

“Eis que estou a porta e bato. Se algum homem ouvir minha voz e abrir a porta eu entrarei e cearei com ele e ele comigo”.

Eu li uma citação maravilhosa de Loren Cunningham. Ele afirmou que Deus almeja nos deixar saber que Ele, não está apenas vivo, bem e no comando do todo o universo, mas também está interessado em falar pessoalmente com seus filhos. E eu não poderia deixar de concordar com estas palavras. A Bíblia diz em Êxodo 33:11:

“E o Senhor falou com Moisés face a face, como um homem fala com seu amigo”.

Conhecer a voz de Deus é muito real. Essa experiência é uma das mais altas formas de relacionamento e intimidade. O que meditação é? Não há nada complicado sobre meditação bíblica. Ela pode ser colocada de forma bem simples, você pode não concordar com minha definição, mas estou disposto a dizer que é ouvir a Deus, mas não é místico, não é assustador, não há mantras envolvidos e nenhuma experiência cósmica.

O Deus que adoramos ainda fala, como uma das maravilhosas verdades ensinadas na Escritura. Porque ele falou, por definição, ainda está falando. O Senhor Jesus Cristo, Lucas relata, começou a fazer e a ensinar. Você está disposto a acreditar nisso? Que o Senhor Jesus Cristo ainda está fazendo e ainda ensinando? Existe, ou não existe, algo como sendo ensinado pelo Espírito?

Deus está falando, mas você está ouvindo? E se você está ouvindo, você está discernindo? É assim que abordamos o assunto da meditação. Queremos ser amigos de Deus e algumas pessoas tiveram esse maravilhoso título. Queremos ser capazes de cantar “ele anda comigo e fala comigo“, mas nós queremos ser capazes de cantar? Porque, na verdade, é a nossa própria experiência. Não é apenas uma música escrita por outra pessoa. Queremos saber na experiência diária o que significa alimentar-se do pão de vida.

Meditação é ouvir a Deus. Agora eu quero enfatizar isso hoje porque é importante. Para deixar claro que não estamos falando sobre o que os gurus modernos falam com ideias estranhas. Bem, a meditação bíblica é completamente o oposto disso. Nossa intenção é ouvir a Deus.

Enquanto lemos os Evangelhos 12 vezes ou mais, vemos nosso Senhor Jesus Cristo desaparecer e se isolar. Agora, o que ele fazia? Bem, às vezes, é nos dito muito especificamente o que ele fazia – ele orava a noite toda para Deus. Mas o importante não era o que ele fazia, mas sim como fazia.

Agora, quero que preste bem atenção. Provavelmente, se eu perguntasse: você ora? Responderia sim. Pelo quê você ora principalmente? Responderia por minhas necessidades, naturalmente, pelos meus amigos, pessoas que estejam doentes etc.

Bem, quando você ora, por quanto tempo você ora? Sobre o que você ora? Então quanto tempo, depois de terminar de falar, você escuta? Você entende que não pode ter um relacionamento íntimo se só você fala, não é mesmo?

Se você é casado ou tem um amigo e, durante um diálogo, ocorre um monólogo, onde só você fala e a outra pessoa nunca tem a chance de dizer qualquer coisa, o que acontece depois de um tempo? O que eles fazem? Eles se fecham. Eles desistem de dizer qualquer coisa, porque você demonstrou que não escuta. Isso, você não está interessado no que eles têm a dizer, pois só está interessado no que você tem a dizer.

Agora eu sei o que você está pensando: quer dizer então que ao fazer as minhas orações devo esperar que Deus fale de volta para mim? Sim. Pela simples razão de que ele nos criou e se revelou a nós através de Seu Filho Jesus Cristo, a fim de desenvolver este relacionamento íntimo conosco. Você nunca poderá ter uma intimidade com alguém, se você não der ouvidos as pessoas, como você pode descobrir suas dores, suas necessidades, seus desejos. Como você pode descobrir o que está acontecendo na vida deles, se você não os ouvir.

E como vimos muitas vezes antes nas crianças e nos adolescentes. O que eles querem em relação aos seus pais? Serem ouvidos. Todo mundo quer ser ouvido.

Portanto eu o pergunto: qual foi a última vez em que você orou, parou e disse ao Senhor agora eu quero ouvir o que tem a me dizer. Talvez você ainda pense que “Deus não fala comigo”! Mas sim Ele fala! O Espírito dele fala com o seu, mas você tem que estar disposto a ouvi-lo. Dê-lhe tempo para falar. Se você faz uma oração e logo se levanta ou vai orar e só se lembra que dormiu, então com toda certeza não ouviu a voz de Deus. Você apenas expressou seus sentimentos.

Lembre-se de que Ele nos criou com o propósito principal de desenvolver uma intimidade pessoal conosco, porque somos a única parte de sua criação com quem Ele pode ter um relacionamento. Ele disse:

“Façamos o homem à nossa própria imagem”. Gn 1:26a

Veja qual foi a maior honra que Ele poderia nos dar senão sermos criados a sua Imagem e portarmos o seu Santo Espírito, a fim de que se conecte com nosso espírito e possamos sentir essa unidade, proximidade, intimidade e indescritível relacionamento, mas você tem que estar disposto a ouvir.

Mesmo assim alguém pode dizer: “eu acho que Deus nunca falou comigo”. Sim, Ele já falou! Poderiam me indagar: você não sabe se Ele já falou ou não. Sim, eu sei. Como posso ter certeza? Porque eu sei quem Ele é. E Deus fala sim e de maneiras diferentes.

Mas, se você vai ter um relacionamento íntimo com Ele, tem que descobrir como ele pensa, age, trabalha. Para isso nós temos a Palavra de Deus para nos ajudar a entender quem ele é.

Por mais rico que alguém seja, se este livro não fizer parte do seu coração, ela está na pobreza. Não importa quem seja, pois é aqui que a verdade está. A Verdade sobre Deus. Ele nos deu sua palavra, para que ela nos dê entendimento, a fim de compreendermos a maneira como ele pensa e trabalha na vida de uma pessoa.

Intimidade de vida significa que devo estar disposto a escutá-lo. O que Ele quer me dizer? Ore e permita que Ele fale!