[Fim dos Tempos] Globo exibe nu frontal pela primeira vez na TV!

bundas-533x300Está escrito:

“E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem.

Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.

Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;

Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.

Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar.”

Lucas 17:26-30

.
O mundo está mais “livre, leve e solto”, como canta Lulu Santos na clássica “Dancing Days”. Até a Globo está entrando na onda. Ontem, surpreendentemente, a emissora exibiu cenas de nudez frontal na reestreia do game show Amor & Sexo, que está em sua sétima temporada.

O programa comandado por Fernanda Lima teve o assunto “nudez” como tema e apresentou um rápido desfile de figurantes totalmente nus, uma cena inédita na Globo. Até o ator e ex-apresentador Otaviano Costa entrou na “brincadeira” e fez um striptease, coberto apenas por algumas plumas.

De acordo com o site Notícias da TV, do jornalista Daniel Castro, o programa reestreou com média de 14 pontos, 2 a mais que a estreia da última temporada.

O mais próximo da nudez explicita e proposital, talvez tenha sido no famoso caso do sushi erótico do Faustão ou então nas transmissões de carnaval.

Redação Adnews

Amor e sexo

SUPLEMENTO

Anúncios

[e-News] Vídeo de uma suposta imagem de Jesus Cristo na vagina de uma mulher, cria REVOLTA!!!

porta-dos-fundos-jesus-imagem1

Nesta segunda feira, o deputado federal e pastor Marco Feliciano criticou um vídeo publicado no YouTube pelo grupo humorístico Porta dos Fundos, que mostra a reação de um médico e um grupo de pessoas ao encontrar uma suposta imagem de Jesus Cristo na vagina de uma mulher, durante um exame ginecológico.

Intitulada “Oh, Meu Deus!”, a polêmica peça de humor é descrita por seus produtores como “um vídeo sobre fé e como ela costuma aparecer nos lugares mais imprevisíveis, quentes e úmidos da nossa ginecologia”, e mostra uma moça, interpretada pela atriz Clarice Falcão, durante uma consulta com um ginecologista quando o médico “descobre” uma imagem de Jesus Cristo em sua vagina.

Após descobrir a suposta imagem, o médico, interpretado por Luis Lobianco, chama outras pessoas para ver a imagem, provocando uma peregrinação para ver as partes íntimas da paciente. O vídeo termina com várias pessoas cantando músicas religiosas diante das partes íntimas da moça.

Através do Twitter, Feliciano criticou o vídeo, classificado por ele como “podre”, e iniciando uma campanha para que o conteúdo seja retirado do ar.

tuite-porta

– Assim caminha a humanidade… Vídeo podre! Ajudem a denunciar para retirá-lo do ar – declarou Feliciano na rede social, indicando o link para o vídeo e pedindo para que seus seguidores na rede social denunciem o conteúdo, para que ele seja retirado do ar.

Em suas diretrizes, o YouTube reprova a publicação de vídeos com “sexo e nudez”, com “apologia ao ódio” e com conteúdo “chocante e repugnante”. Até o fechamento dessa matéria o vídeo já teve mais de 1.204.985 visualizações, com cerca de 58 mil avaliações positivas e mais de 10 mil avaliações negativas.

O deputado federal e ativista gay Jean Wyllys criticou o comentário de Marco Feliciano sobre o vídeo, classificando as críticas feitas pelo pastor como “fundamentalismo religioso”.

– O fundamentalismo religioso (ou a má fé) é uma ameaça às artes e à diversidade cultural – afirmou Wyllys.

O humorista Fábio Porchat, um dos fundadores do “Portas dos Fundos”, também comentou a crítica feita por Feliciano, afirmando que isso só beneficia o grupo humorístico, produzindo “uma grande jogada de marketing” para o vídeo.

– Isso só dá mais visibilidade para o nosso vídeo. Sem querer, o Feliciano produziu uma grande jogada de marketing pra gente. Agora, todo mundo quer assistir à esquete para ver o que ela tem. Ele tem todo o direito de não ter gostado, mas, para nós, o vídeo não ofende ninguém. Somos cinco pessoas aprovando todos os textos, por isso é difícil algo ofensivo passar – comenta Porchat, ao jornal O Globo.

– Estamos dando risada da situação e esperando para ver qual será o próximo passo do Feliciano. Se ele entrar com um processo contra o canal, vamos acionar advogado para cuidar disso. Não há nada mais para ser feito – completou o humorista, ressaltando que “religião é sempre um assunto polêmico”, mas que se um vídeo “está engraçado”, será publicado sem censura pelo grupo.

A campanha de Feliciano foi divulgada nas redes sociais e recebeu centenas de “retuitadas” no Twitter e posts no Facebook. Muitos comentários ofendem os produtores, outros defendem o direito de “livre expressão”. Mas como o link do vídeo está em quase todas as postagens, a tendência é aumentar o número de visitas. Para denunciar é necessário entrar na página do Youtube onde ele foi postado e clicar no ícone da “bandeira” que se encontra na parte inferior do vídeo, abaixo do número de exibições. Um menu se abrirá com as opções “Conteúdo abominável ou abusivo”. Basta marcar e confirmar.

Assista ao vídeo que motivou a polêmica (O conteúdo abaixo pode ser considerado ofensivo)

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/marco-feliciano-video-porta-fundos-retirado-ar-assista-59675.html

[Apostasia] Nudismo Evangélico

Agora parece que virou moda tirar a roupa para Jesus! O irmão não leu errado não. É isto mesmo. No Brasil já há vários grupos de evangélicos praticantes de nudismo realizando reuniões de oração do jeito que vieram ao mundo. Nos Estados Unidos e na Austrália há igrejas em que todos participam do culto nús, do pastor às crianças; da vovó à irmã bonitona.

 E não são poucos os adeptos desta prática. Eles se chamam “naturistas cristãos” e tem até site, na verdade vários. Sim, pois pude identificar pelo menos seis grupos distintos em atuação no país.

Conheça o site: http://naturistascristaos.org/0menu.htm

Estevão Prestes, na foto acima, catarinense e Andréia Baia são os webmasters do site. Estevão gosta de orar nu e já foi expulso de uma igreja. Assim se definem:

Somos um grupo de cristãos de diferentes igrejas que descobriram na prática naturista uma forma de desenvolvimento pessoal, de comunhão mais profunda ou, em alguns casos, apenas uma saudável opção de lazer. Apesar do direcionamento predominantemente evangélico estamos abertos a cristãos de todas as correntes, já que não acreditamos na discriminação.

Assim como o cristianismo, o naturismo também não se restringe a grupos sociais específicos, sendo composto por pessoas das mais diferentes profissões, níveis de escolaridade, faixas etárias e classes sociais. Naturistas aprendem a enxergar o outro além dos rótulos: antes de sermos desta ou daquela classe social, desta ou daquela raça, desta ou daquela religião ou nacionalidade, somos antes de tudo, depois de tudo e em todo o tempo, seres humanos, criados à Imagem e Semelhança de Deus, e esta imagem é o que pode existir de mais sagrado e presente em todos.

A comunhão entre Deus e nudismo custou caro ao arquiteto curitibano Estevão Prestes, 31 anos. Evangélico há 14 anos e freqüentador da Praia do Pinho (Santa Catarina) há três, ele foi expulso da Igreja do Evangelho Quadrangular, da qual foi professor da escola dominical. “Quando meus hábitos foram descobertos, fui chamado pelos pastores a um conselho. Houve a leitura de acusação formal de comportamento imoral”, conta Estevão, que hoje é membro da Igreja Presbiteriana. “Não escondo que sou naturista, mas também não ando com crachá. Os que sabem, me aceitam”, garante.

Estevão gosta de orar sozinho na praia e de ler a Bíblia – nu, é claro: “A vivência naturista me aproxima da espiritualidade. Tenho momentos de comunhão com a natureza, com Deus e com próximo”, justifica. Há muitos evangélicos naturistas no Brasil. A pureza da alma não está ligada às roupas. Considero o naturismo uma visão da Criação. As pessoas ainda têm preconceito contra o nu por falta esclarecimento. Sempre fui atuante na Igreja e não esperava ser excluído de minhas atividades de uma maneira tão desagradável. Mas a religião não deixou de estar no meu dia-a-dia. Converso com Deus seja onde for. Não escondo que sou naturista. Não tenho do que me envergonhar.

Depoimentos:

Não me considero um pecador’ . Na minha vida, o naturismo antecedeu a religião. Fico nu há 15 anos, desde que fui à Praia de Trancoso, na Bahia. Já freqüentei Abricó e gosto da Praia Olho de Boi. Há sete anos, eu me tornei evangélico. Não me considero um pecador (será? Ler 1 Jo 1:8-10) por ainda buscar praias de nudismo. Onde está na palavra de Deus que é proibido ficar nu? Temos o espírito livre e puro. O que dizer do Carnaval, então? E das revistas de mulheres ou homens pelados? Nós temos uma filosofia de vida: a do respeito ao próximo. Carlos Moreira, 44 anos, comerciante.

Não é só no Rio que os evangélicos estão deixando de lado as indumentárias mais do que comportadas. Considerada um paraíso naturista, a Praia de tambaba,em João Pessoa, Paraíba, reúne entre seus freqüentadores um grupo de pelo menos 15 cristãos, segundo o ex-presidente da Sociedade Naturista de Tambaba Nelci Rones Pereira de Sousa, 47 anos.

Nascido em família evangélica, Nelci é naturista há mais de 20 anos. “Detesto roupas, o que não quer dizer que eu não tenha Deus no coração. Imoral é o que se faz de sujo com o corpo”, defende ele, que está afastado da Igreja Batista há 10 anos. “Não sofri nenhuma crítica. É pura falta de tempo mesmo”, diz o programador de computadores.

Já o aposentado Carlos Antonio Pereira de Moraes, 52 anos, deixou os cultos por se sentir “incomodado com o conservadorismo e o fanatismo”: “Optei pelo naturismo e sou livre. Ser cristão é pregar o Evangelho onde for”.

Naturistas Famosos?

Uma das coisas mais curiosas que vi no site foi uma lista de (supostos) naturistas cristãos famosos, segundo os autores:

AMY GRANT: Esta querida cantora gospel causou uma grande comoção em meados dos anos oitenta ao declarar ter tomado banho de sol e de mar completamente nua numa praia africana.

BILLY GRAHAN: O respeitado e completo evangelista foi conhecido por apreciar banhos em pêlo nas piscinas da Casa Branca em companhia do presidente americano Lyndon Johnson.

C. S. LEWIS: Respeitado conferencista e autor cristão, apreciava a tradicão de natação masculina sem roupas de Oxford e fez referências a vários amigos naturistas em seus escritos.

Obs: Não encontramos nenhuma fonte confiável para corroborar estas alegações.

Nudismo Pentecostal

O nudismo evangélico é uma idéia é tão inovadora, que muitos preferem o anonimato, como a líder de instituição pentescostal há 15 anos, Márcia, 48 anos, que trocou o nome para não ser reconhecida por seus fiéis. A pastora se converteu ao naturismo há três anos, após visitar a Praia Olho de Boi, em Búzios. “Me encantei com o respeito e a pureza. Ser naturista é estar em contato pleno com o Senhor”, defende ela, que visita sítios de lazer e já frequentou a Praia do Abricó, no Recreio, interditada ao nudismo por força de liminar.

 Márcia diz ter aprendido que o naturismo não tem conotação sensual(“Igual o biquini para muitos Pastores e Mulheres hoje“). “Vemos a nudez com olhos do espírito, sem malícia”, ensina a “pastora”, que lamenta o preconceito que enfrenta. “A igreja evangélica está recheada de dogmas e tabus. Somos tolhidos de vermos o mundo como é. Não poderia abrir minhas opiniões aos fiéis. Causaria grande rebelião”, pondera a pastora naturista. Ela também compartilha a palavra de Deus com amigos em recantos de nudismo. “Certa vez, uma irmã estava com sérios problemas e prestei favores espirituais para ela ali mesmo, em um sítio de convívio naturista”, recorda.

Nos Estados Unidos a pouca vergonha corre solta!

Nos Estados Unidos esta prática já não é nem mais novidade. Além de diversos campos, praias e clubes de nudismo apenas para evangélicos (veja o site em inglês: http://www.christiannc.com/index.htm ) agora tivemos a notícia de duas igrejas urbanas onde os membros e os pastores participam nus do culto. Uma fica em um condomínio em Tampa na Flórida e a outra (do vídeo a seguir) fica o Estado americano da Virginia (nordeste dos Estados Unidos). Na capela de Whitetail – uma comunidade nudista fundada em 1984, na cidade de Ivor, roupas são um item opcional.

“Eu não acredito que Deus se importe com a maneira como você se veste quando você faz suas orações. O negócio é fazer as orações”, diz Richard Foley, um dos frequentadores.”

 Mas, entre os que não fazem parte da congregação, a ideia de uma igreja nudista não agrada muito. Várias pessoas ouvidas nas ruas de Ivor se surpreenderam e disseram achar o conceito de uma igreja nudista desrespeitoso. O pastor Allen Parker discorda:

“Jesus estava nu em momentos fundamentais de sua vida. Quando ele nasceu estava nu, quando foi crucificado estava nu e quando ressuscitou, ele deixou suas roupas sobre o túmulo e estava nu. Se Deus nos fez deste jeito, como isso pode ser errado?”

Clique AQUI para assistir uma matéria feita pelo canal BBC Brasil

Lucro

A comunidade nudista de Whitetail vai de vento em popa apesar dos tempos de crise. Segundo a administração do resort, mais de dez mil pessoas visitaram o local no último ano e os lucros subiram 12% no período. Os visitantes dizem que ser nudista é algo libertador. Para eles, em um ambiente como este não há julgamento de classe social e todos ficam livres para ser quem realmente são. Além disso, o clima seria de igualdade. Um frequentador exemplificou isso dizendo que, na comunidade, não é possível dizer quem está desempregado, quem é alto-executivo e quem é encanador.

“Aqui, todos participam, todos são compreensivos e preocupados com a comunidade e com a família. Temos uma das congregações mais ativas da região. Eu considero isso um presente de Deus e um privilégio”, disse o pastor Parker.”

Genizah (com informações de BBC, GLOBO e sites de naturistas citados)