O coração humilde!

Conduz os humildes na justiça e lhes ensina o seu caminho. SALMOS 25·9

A verdadeira humildade não é fazer pouco de si mesmo, mas pensar em si mesmo da maneira correta. O coração humilde não diz “não posso fazer nada”. Em vez disso, ele diz: “Não posso fazer tudo. Sei do meu potencial e estou feliz com isso”.

Considerar os outros melhores que você não é dizer que você não tem espaço; é dizer que você conhece o seu lugar.

O coração humilde honra os outros.

Mais uma vez, Jesus não é o nosso exemplo? Contente em ser conhecido como carpinteiro. Feliz por ser confundido com o jardineiro. Serviu seus seguidores ao lavar-lhes os pés. Ele nos serve fazendo a mesma coisa. A cada manhã ele nos presenteia com a beleza. A cada domingo ele nos chama à sua mesa. A cada momento ele habita em nosso coração. E por acaso ele não fala do dia em que o senhor “se vestirá para servir, fará que [seus servos] se reclinem à mesa, e virá servi-los?”(Lc 12. 37).

Se Jesus está tão disposto a nos honrar, não podemos fazer o mesmo pelos outros? Faça das pessoas sua prioridade. Aceite sua parte no plano dele. Seja rápido para compartilhar o aplauso. E, acima de tudo, considere os outros mais importantes que você mesmo. Compreendendo o seu real valor!

***Siga-me nas redes sociais para receber reflexões diárias!***

O Verdadeiro Coração Arrependido

         O Verdadeiro Coração Arrependido         

             “Fui buscado pelos que não perguntavam por mim; fui achado por aqueles que me não buscavam; a um povo que se não chamavam do meu nome eu disse: Eis-me   aqui.” (Isaias 65. 1)

              Quantas vezes conhecemos pessoas, que viviam declaradamente no pecado, até mesmo nos crimes, fazendo tudo contrário à vontade de Deus, e as leis dos homens, e não acreditavam em religião, e ainda duvidavam da existência de Deus.  Porém, de uma hora para outra, simplesmente se transformaram, e hoje são servos de Deus, cumpridores dos seus deveres para com Deus, família e a sociedade, ao contrário de muitos que se dizem Cristãos, e que  há anos freqüentam igrejas, mas continuam fazendo todo tipo de coisas erradas, pecando, e têm prazer em dizer que freqüentam esta ou aquela igreja há anos, outros que nasceram em famílias evangélicas, sabem a Bíblia de cor e salteado, conhecem todos os hinos e vivem cantando, falam do amor de Deus, porém vivem no ódio, e muitas das vezes, têm o hábito de criticar aqueles que antes viviam  no pecado e hoje são zelosos da palavra de Deus.
             “Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terra plana.” (Salmos 143.10
 
               Veja que o salmista Davi pede a Deus para ensiná-lo a fazer a sua vontade, ele não pede para conhecer a vontade do Senhor, mas sim fazer a vontade Dele.  Pois assim vivem muitos religiosos, crentes ou freqüentadores de igrejas, que conhecem a vontade de Deus, porém não as pratica, sabe que não se deve odiar, trair, ser desonesto, mentir, adulterar, fornicar ou qualquer outro pecado, porém os fazem, e ainda conseguem distorcer a palavra de Deus para justificar os seus pecados e erros. Estes não conheceram e não conhecem a Deus, portando, é ainda mais pecador do que o ímpio que desconhece os mandamentos.
            “Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos símplices.” (Romanos 16. 18
 
               Devemos andar o nosso Deus, mesmo que não sejamos um religioso ou freqüentador de igrejas, mas devemos ser um praticante da sua palavra, devemos ter atitudes de verdadeiros seguidores de Jesus, pois Cristãos verdadeiros são os que seguem os mandamentos de Jesus; somente quando trilhamos este caminho é que o encontraremos, e Ele nos Dirá, Eis me aqui. Leia e pratique a Bíblia. Que Deus o Abençoe. Um abraço.                   
                                      
Por Henrique