[Maná] O poder da graça

“Mas ide, dizei a Seus discípulos e a Pedro, que Ele vai adiante de vós para a Galiléia. Lá o vereis, como Ele vos disse” (Marcos 16:7).

Pedro vira a Jesus muitas outras vezes, em diferentes circunstâncias. Ele O tinha visto Se levantar e acalmar a tempestade com uma única palavra. Ele próprio fora resgatado quando afundava nas águas da noite tempestuosa. Pedro tinha visto Jesus estender as mãos e, num toque, curar leprosos. Pedro testemunhara a cena em que Jesus tinha ressuscitado um morto, enterrado havia quatro dias. Estivera com Jesus no monte da transfiguração e vira Sua glória. Havia pessoalmente visto Jesus submetendo e expulsando demônios. Mas nada disso o havia convertido.

Agora, em imenso contraste, Aquele que repreendera os ventos, curara os leprosos, ressuscitara mortos e fora glorificado no monte está ali, à sua frente, sozinho, sofrendo o abuso dos homens, acusado e desprezado. Na providência divina, o cantar de um galo chama a atenção de Pedro para Cristo, e os olhares se cruzam. Jesus tentara antes chamar a atenção de Pedro para conduzi-lo a uma compreensão realista de si, de sua autossuficiência e arrogância. Mas a tentativa não surtia qualquer efeito. Agora, é o olhar de Jesus que o toca e comove. Não há nenhuma repreensão ou acusação naquele olhar. Isso faz o que nada tivera poder de realizar. Esse é o poder inexplicável da graça. Mais bela e poderosa do que qualquer outro recurso, a graça nos constrange, subjuga, persuade e transforma.

Certamente o olhar de Cristo alcançara Pedro, mas ele tinha que ser restaurado diante dos outros do grupo. Pedro ainda sente-se curvado sob um enorme fardo de vergonha e remorso. As mulheres vão ao sepulcro. “Ele não está aqui”, diz um anjo (Mc 16:6). No verso seguinte, Pedro é nominalmente mencionado. Jesus queria encontrar-Se com ele. Como você acha que Pedro teria se sentido ao ouvir isso? Jesus, o líder extraordinário, estava erguendo Seu discípulo. Em I Coríntios 15:4 e 5, Paulo sugere que, antes de Jesus aparecer a qualquer outro, Ele teve uma audiência a sós com Pedro. Na privacidade desse encontro, Pedro teve a oportunidade de dobrar-se perante Cristo e pedir perdão por todos os anos de cegueira. E lá, só eles dois, Jesus restaura Pedro completamente. “Pedro, Eu o perdoo. Eu havia orado por você. Agora, vá e testemunhe de Mim”.

Esse perdão e também esse desafio são colocados diante nós hoje.

Vamos orar? Assim, Pai, como Tua graça maravilhosa alcançou e transformou a vida de Pedro, por favor, que ela me alcance e alcance cada um de meus ouvintes. Em nome de Jesus, amém!

Fonte

 

Anúncios

[Maná] Temos grande valor

“Que me amou e a Si mesmo Se entregou por mim” (Gálatas 2:20).

Tente, agora mesmo, imaginar a figura de Jesus com as mãos estendidas. Imagine aqueles pregos cruéis, enferrujados e rombudos sendo cravados em Sua tenra carne. Imagine os nervos e tendões esticados sobre a cruz. Imagine a dor atroz que se alastra pelos Seus braços e pernas ao Ele ser suspenso entre o céu e a terra. Imagine a coroa de espinhos empurrada sobre Sua cabeça e o sangue espesso brotando de Sua testa e correndo pela Sua barba. Veja os Seus olhos cheios de agonia. Ouça o Seu grito de aflição. Escute suas palavras de pesar. Sinta a dor que atravessa todo o Seu corpo.

Apesar de tudo isso, o Seu sofrimento físico, por mais doloroso que fosse, constitui apenas uma fração do Seu real sofrimento. A culpa do mundo, a qual Ele levou, O separa do Seu amoroso Pai. Ele é julgado como um pecador – desprezado, condenado e acusado. Na cruz, Ele está sozinho. Ele sente Sua própria alma sendo dilacerada. Separado do Pai, Ele pende na cruz, agonizante. Por que sofreu assim?

Ele experimentou a dor que os pecadores sentirão no fim do tempo, ao estarem totalmente separados de Deus. Ele sente o que é estar perdido. Naquelas horas agonizantes na cruz, Ele absorve em Si mesmo toda a vergonha e degradação do pecado.

Naquele momento tenebroso, Jesus não Se vê atravessando a porta do sepulcro. Ele vê apenas a escuridão da sepultura e os horrores da morte. Mas Ele está disposto a passar por tudo isso por você e por mim. O Calvário brada para nós: “Vocês têm valor! Vocês são Meus por Eu tê-los criado. Eu os fiz. Eu os moldei. Vocês são Meus por meio da redenção. Vocês são mais do que pele cobrindo ossos.”

O Calvário revela a imensidão do amor de Deus. Gosto da maneira como o poeta Frederick William Faber se expressa:

“O amor de Deus é mais vasto
Que a medida da mente do homem.
O coração do Eterno é o mais maravilhoso e bondoso.”

O Seu cálido coração quebranta o meu frio coração de pedra, e eu ajoelho-me diante dEle em louvor.

Fonte

A “Lei” da “Graça” – O “Princípio” das “Aplicações”

A Lei da Graça – O Princípio das Aplicações

Um querido amigo de longa data, homossexual, enviou-me o link do texto abaixo para reflexão. Achei interessante postá-lo juntamente com a resposta sábia de um instrumento de Deus, para que todos venhamos a refletir e saber argumentar e, com amor, ensinar os que precisam entender a Soberana e Imutável Vontade de Deus. Boa leitura!

Texto

Digo isso a propósito de uma carta dirigida a Laura Schlessinger, conhecida locutora de rádio nos Estados Unidos que tem um desses programas interativos que dá respostas e conselhos aos ouvintes que a chamam ao telefone. Recentemente, perguntada sobre a homossexualidade, a locutora disse que se trata de uma abominação, pois assim a Bíblia o afirma no livro de Levítico 18:22. Um ouvinte escreveu-lhe então uma carta que vou transcrever:

“Querida doutora Laura, muito obrigado por se esforçar tanto pra educar as pessoas segundo a lei de Deus. (…) Mas, de qualquer forma, necessito de alguns conselhos adicionais de sua parte a respeito de outras leis bíblicas e sobre a forma de cumpri-las: gostaria de vender minha filha como serva, tal como o indica o livro de Êxodo 21:7. Nos tempos em que vivemos, na sua opinião, qual seria o preço adequado?

O livro de Levítico 25:44 estabelece que posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, desde que não sejam adquiridos de países vizinhos. Um amigo meu afirma que isso só se aplica aos mexicanos, mas não aos canadenses. Será que a senhora poderia esclarecer esse ponto? Por que não posso possuir canadenses?

Sei que não estou autorizado a ter qualquer contato com mulher alguma no seu período de impureza menstrual (Levítico 18:19, 20:18 etc.). O problema que se me coloca é o seguinte: como posso saber se as mulheres estão menstruadas ou não? Tenho tentado perguntar-lhes, mas muitas mulheres são tímidas e outras se sentem ofendidas.

Tenho um vizinho que insiste em trabalhar no sábado. O livro de Êxodo 35:2 claramente estabelece que quem trabalha aos sábados deve receber a pena de morte. Isso quer dizer que eu, pessoalmente, sou obrigado a matá-lo? Será que a senhora poderia, de alguma maneira, aliviar-me dessa obrigação aborrecida?

No livro de Levítico 21:18-21 está estabelecido que uma pessoa não pode se aproximar do altar de Deus se tiver algum defeito na vista. Preciso confessar que eu preciso de óculos para ver. Minha acuidade visual tem de ser 100% para que eu me aproxime do altar de Deus?

Eu sei, graças a Levítico 11:6-8, que quem tocar a pele de um porco morto fica impuro. Acontece que adoro jogar futebol americano, cujas bolas são feitas de pele de porco. Será que me será permitido continuar a jogar futebol americano se usar luvas?

Meu tio tem um sítio. Deixa de cumprir o que diz Levítico 19:19, pois que planta dois tipos diferentes de semente ao mesmo campo, e também deixa de cumprir a sua mulher, que usa roupas de dois tecidos diferentes -a saber, algodão e poliéster. Será que é necessário levar a cabo o complicado procedimento de reunir todas as pessoas da vila para apedrejá-la? Não poderíamos queimá-la numa reunião privada?

Sei que a senhora estudou esses assuntos com grande profundidade de forma que confio plenamente na sua ajuda. Obrigado de novo por recordar-nos que a palavra de Deus é eterna e imutável”.

Rubem Alves, na Folha de S.Paulo.

Resposta

“Brilhante o texto! Quem nunca teve essas dúvidas? Se Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente, porque em tempos antanhos determinadas coisas eram proibidas e hoje em dia não mais?

A meu ver a resposta é um tanto quanto simples: a sociedade evolui. A Bíblia, no que diz respeito a exigência de conduta em distintas circunstâncias, pode ser analisada, a grosso modo, em um amontoado de princípios e aplicações.

A meu ver, os princípios seriam imutáveis, as aplicações não.

Temos muitos exemplos, entre eles, o fato de o povo judeu não poder comer carne de porco: princípio imutável = integridade física (saúde) do povo. Aplicação = não ingestão de carne de porco. Atualmente, essa aplicação insubsiste, visto que temos meios muito eficazes de sanar as doenças desse tipo de carne antes de sua ingestão, mas o princípio da integridade fisíca do ser humano persiste.Seria o mesmo, nos dias atuais, a questão do semáforo. Qual é o principio que rege a imposição do semáforo? Proteção e segurança. Qual a aplicação? obedecer às luzes do semáforo. Porém, às 3 da manhã, em uma pista vazia, a aplicação para o princípio da proteção e segurança é passar o sinal, ainda que esteja vermelho. (A aplicação MUDA, mas o Princípio PERMANECE)

Concluindo, as vicissitudes sociais mudam as hipóteses de aplicação dos princípios bíblicos que são imutáveis.

A questão de antigamente poder comprar escravo e atualmente não, não quer dizer que a Bíblia mudou. A Bíblia existe para preservar a vida humana, seja ela natural quer seja e, principalmente, espiritual. A questão é que desde a origem, a sociedade aceitava o ser humano como objeto comercial (escravo) e isso perdurou até meados do século XIX no Brasil. Deus gostava que o alguns homens fossem feitos de escravos? Tenho convicção que não, mas se o pensamento social era aquele, O Espírito Santo de Deus buscava passar para nós, inspirando Moisés e Paulo, o melhor proceder de um cristão ante aquela prática social deplorável(Ef. 6.5-9).

O princípio bíblico que se aproxima dessa situação da escravidão seria o servir uns aos outros independente de sermos servos ou senhores (patrão ou empregado), visto que Deus não faz acepção de pessoas. Que os servos sirvam como que estivéssemos servido a Cristo e que os senhores saibam que o verdadeiro senhor é Cristo, logo somos todos servos. O princípio imutável seria esse(“somos todos servos“). A aplicação à epoca de Paulo? O bom proceder tanto do servo como do senhor, pois assim era configurada a relação de trabalho = escravidão. Atualmente, é pela carteira de trabalho e pela CLT. O princípio não mudou(continuamos todos servos), mas a aplicação sim. Não tendo mais escravidão, se Paulo nos escrevesse agora diria para que observássemos a CLT e a CF juntamente com o princípio descrito no inicio desse parágrafo.

Porém, há evoluções sociais que o Espírito Santo nos constrange em não aceitá-las, como seria o caso do homosexualismo. Princípio bíblico imutável = respeito à criação de Deus, pureza, santificação. Deus criou homem para a mulher e a mulher para o homem e instituiu o casamento para que ambos fossem uma mesma carne e se multiplicassem(necessidade de um casal para isso ocorrer). Aplicação do princípio = homem nao pode ficar com homem nem mulher com mulher, nem mesmo homem com animal, etc. Atualmente, a aplicação é a mesma. Não há um consenso que nos induza a uma diferente aplicação desse princípio.

O argumento da parte de lá é o amor ao parceiro. Mas o principio bíblico imutável, antes de todas as coisas, é o amor a Deus (que nos induz a renunciar a carne, o erro, o pecado e fazer a sua vontade).

Minha humilde e resumida opinião sobre o texto. Penso muitas outras coisas, mas aí seria abusar do espaço.”

Por Josué L. Silva

O Amor Manifesto por Deus

O Amor Manifesto por Deus

Por Andreia Ferreira da Silva

Bom…..aqui estou…para falar mais um pouquinho do nosso amado DEUS…Amados hoje ao escolher alguns hinos pra eu louvar o santo nome de DEUS logo mais a noite…. me deparei com um que verdadeiramente mexeu comigo…que me levou a meditar…
 .
De fato não merecemos o amor de DEUS…Como pode um pecador..como eu..como você ,que está lendo, receber…as graças que vem de DEUS…podemos sentir as bençãos em nosso viver…exemplo…você acordou hoje respirando esse ar ambiente..é porque DEUS cuida de você de uma forma toda especial…Eu não vejo razão nenhuma em mim para merecer o amor de DEUS….Às vezes o meu coração se torna tão duro…que me leva a tomar decisões que ferem as vontades de DEUS…mas mesmo assim ELE me ama! Estende as Suas mãos, dá proteção!
 .
Ele me abraça e quando estou fraco Ele enviará forças e mesmo que minha fé hesite em meio as dificuldades…O meu Deus nunca irá me abandonar. Sabe porque isso tudo? Por que Deus está interessado no homem …podemos dizer que o DEUS que servimos é amor.
.
Mas, mais especificamente, é porque Deus ama o homem…Se Deus não amasse o homem, Ele não precisaria salvá-lo. A salvação se cumpriu porque, por um lado, o homem pecou e, por outro, Deus amou. Se o homem não tivesse pecado, não haveria lugar nem maneira de o amor de Deus ser manifestado(de forma tão palpável)…
 .
Mas veja bem, isso não significa que, por esse motivo, iremos sair por ai cometendo erros …até porque se você ama a DEUS também …não cometerá erros
 .
A palavra de DEUS, a Bíblia, nunca deixa de chamar a atenção ao amor de Deus…confira você mesmo leitores o que diz… 1 João 4:16. Aqui não diz que Deus ama. Tampouco diz que Deus poderia amar ou que Deus pode amar ou que Deus amou ou amará. Pelo contrário, diz que Deus é amor.
 .
Que significa dizer que Deus é amor? Significa que o próprio Deus, Sua natureza e Seu ser, é amor. Se pudéssemos dizer que Deus tem uma substância, então a substância de Deus é amor.
 .
A maior revelação da biblia é que DEUS é amor… É isso que o homem precisa…É engraçado…mas às vezes nos fantasiamos …criamos… suposições conceitos em torno de DEUS… que DEUS é assim …assado…quais as suas intenções para com o homem…é bem simples responder as intenções de DEUS para com o homem..ou como podemos defini-lo…DEUS É AMOR …até mesmo quando ELE.. usa o seu chicotinho… contra você.. contra mim… isso não significa que DEUS seja cruel… Mas que Ele o ama…e sabe o que é melhor para ti…Vou ilustrar para os amados esse amor:
 .
Tudo aconteceu…no Getsêmani lugar de lutas e derramamento da graça fortalecedora…e de salvação eterna…onde JESUS CRISTO foi entregue no meu lugar e no seu…levou sobre si a culpa do pecado…para nos conceder a salvação eterna…ali Jesus revelava naquele momento, os limites e fraquezas que são comuns a todo ser humano. O Deus encarnado estava tendo uma profunda experiência naquele instante com as fragilidades que fazem parte da natureza humana.A humanidade de Jesus permitiu que Ele experimentasse o medo, a angustia e tristeza profunda. Mas nenhum desses sentimentos afastou  Cristo do seu alvo….que foi de morrer em nosso lugar!
 .
 Isso ocorreu porque…Deus Amou o Mundo de Tal Maneira que deu seu único filho para conceder a salvação eterna…
 .
O amor verdadeiro é expresso por ações e não somente verbalmente como HÁ EU TE AMO…Facil né…assim é muito facíl..
 .
Nada no mundo se compara ao grande Amor de DEUS para com o homem..Ele expessou esse amor…atraves de JESUS!
 .
Uma vez que Deus é amor, a questão da graça surge….E ainda tem mais devemos agradecer….muito muito muito …ao Senhor porque no amor de Deus não há apenas a graça, há também outro grande item: a misericórdia.
 .
A Graça…é o favor eterno e totalmente gratuito de Deus manifestado na concessão de bênçãos espirituais e terrenas às criaturas culpadas e indignas. A Graça é a concessão de favores a quem não tem mérito próprio, e pelos quais não se exige compensação alguma da parte do homem”. Graça é Deus dar ao pecador aquilo que ele NÃO MERECE, ou seja, a salvação. Graça é favor imerecido dado por Deus. Quando Deus é bondoso, ele revela a sua bondade que chamamos de graça….
 .
Misericordia…ela se relaciona com a graça…Vou colocar um exemplo aqui mui mui interessante que ouvi ..um pastor falar….Misericórdia é, por exemplo, um juiz chegando a decisão de que você é culpado, resolver impedir, conter qualquer castigo. Graça é receber algo que você nunca poderia imaginar. Um presente inexplicável. É como se o mesmo juiz, após descobrir sua culpa, lhe desse um prêmio acumulado da mega sena rssrrs..entendeu?
Neste sentido, a misericórdia pode ser vista como o oposto da graça…mas o amor de DEUS é manifestado nesta misericórdia.
 .
Amados…como disse lá …no inicio…eu creio que nenhum de nós merecemos nada vezes nada da parte de DEUS…mas no entanto ELE nos ama Sendo nós ainda pecadores…ELe nos ama …e tem uma linda aliança conosco…que se chama MORADA CELESTIAL…Tenho certeza que você não vai querer quebrar essa aliança..então expresse o seu amor para com DEUS da seguinte forma…amando ELE acima de qualquer coisa…renunciando TUDO  aquilo que fere o coração de DEUS. Viva em santidade… essas são provas de amor…
 .
Amor que de fato devemos sentir por esse PAI maravilhoso que servimos – DEUS! Aleluias!
Minha opinião: Nada a acrescentar… Deus já falou tudo através da irmã!
.
Que coloquemos o propósito de viver de forma a manifestar a nossa Gratidão por tão Grande Amor manifestado por nós!
.
Obrigado, Deus! Obrigado, Jesus!
.
Paz…