[Fim dos Tempos] “Sou muito usada por Deus”, diz varoa que dormiu com Justin Bieber!!

justin bier e sua amiga

Justin Bieber é o desviado mais conhecido do mundo. Num tempo que cultivava todos as virtudes do bom moço, dizia-se cristão evangélico e pregava a virgindade e a pureza total. De uns anos para cá, chutou o balde e passou a fazer exatamente o contrário. Bieber faz absoluta questão de demonstrar ao seu público uma vida de promiscuidade, exibindo-se com prostitutas e organizando bacanais.Já Tati Neves, a famosa da semana, jura, de pés juntos (para variar,rs),  estar arrasada porque o vídeo em que aparece com o cantor vazou na web. Tati garante que não é prostituta, contudo tem fotos peladas em um site pornô e está aproveitando a fama!

PALAVRA DO PROFETA: E virá neste sítio de internet um varão para lembrar: O importante é que o evangelho esteja sendo pregado. Não julgueis para não ser julgados… Etecetera e tal. 

   Para a reflexão:  

Não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne. Colossenses 2:23

Em breve, Tati Gospel assina contrato na MK.

 Genizah

Anúncios

[Exortação] Estou cansado, suas festas, eu as odeio, são um fardo para mim!

desespero1

Este desabafo poderia ser meu, ou de milhares de Cristãos que estão incomodados com os rumos da Igreja Evangélica. Mas se fosse nosso, com certeza seríamos bombardeados por falsos profetas, pelos “Apóstolos da Prosperidade”, que nos taxariam de rebeldes, incrédulos.

Mas estas palavras são do Senhor Nosso Deus ao Profeta Isaías mais de 600 anos antes da vinda de Jesus. Escutem a instrução de nosso Deus! Está escrito:

“Para que me oferecem tantos sacrifícios? – pergunta o Senhor. Para mim, CHEGA de holocaustos de carneiros e da gordura de novilhos gordos; NÃO TENHO NENHUM PRAZER no sangue de novilhos, de cordeiros e de bodes! “Quando lhes pediu que viessem à minha presença, quem lhes pediu que pusessem os pés em meus átrios? Parem de trazer ofertas INÚTEIS! O incenso de vocês é REPUGNANTE para Mim. Luas novas, sábados e reuniões! NÃO CONSIGO SUPORTAR suas assembléias cheias de iniquidade. SUAS FESTAS da lua nova e suas festas fixas, EU AS ODEIO. Tornaram-se um FARDO PARA MIM NÃO AS SUPORTO MAIS.” (Isaías 1:10-14)

O diabo criou algo muito perspicaz, sugerir à igreja que sua missão consiste em promover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo. A igreja abandonou a pregação, seu testemunho; passou a aceitar e justificar as frivolidades que estavam em voga no mundo,começou a tolerá-las em suas fronteiras; agora, a igreja as adotou sob o pretexto de ganhar as multidões.

Primeira constatação: as Escrituras não afirmam, em nenhuma de suas passagens, que promover entretenimento para as pessoas é uma função da igreja. Se esta é uma obra cristã, por que o Senhor Jesus não falou sobre ela?

“Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16:15) — isso é bastante claro. Se Ele tivesse acrescentado: “E oferecei entretenimento para aqueles que não gostam do evangelho”, assim teria acontecido. No entanto, tais palavras não se encontram na Bíblia. Sequer ocorreram à mente do Senhor Jesus.

Novamente, promover entretenimento está em direto antagonismo ao ensino e à vida de Cristo e de seus apóstolos. Qual era a atitude da igreja em relação ao mundo? “Vós sois o sal”, não o “docinho”, algo que o mundo desprezará. Se Cristo houvesse introduzido mais elementos maleáveis e agradáveis em seu ministério, teria sido mais popular e com certeza teria tipo mais seguidores. Mas não O vemos dizendo: “Pedro, vá atrás do povo e diga-lhe que teremos um culto diferente amanhã, algo atraente e breve, com pouca pregação. Teremos uma noite agradável para as pessoas, com vários “ídolos da música Gospel” (ih! Ídolo pode se for gospel?). Vá logo, Pedro, temos de ganhar as pessoas de alguma maneira!”.

A posição de Jesus era firme, estava alicerçada na Palavra de Deus, e não aceitava qualquer tipo de manipulação para agradar as multidões, conforme João 6:59-66:

“Ele (Jesus) disse estas coisas na sinagoga, ensinando em Cafarnaum. Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: DURO ESTE DISCURSO; quem o pode ouvir? Sabendo, pois, JESUS em si mesmo que os seus discípulos murmuravam disto, DISSE-LHES ISTO VOS ESCANDALIZA? Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava? O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; AS PALAVRAS QUE EU VOS DIGO SÃO ESPÍRITO E VIDA. Mas há alguns de vós que não creem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar. E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido. Desde ENTÃO MUITOS DE SEUS DISCÍPULOS TORNARAM PARA TRÁS, e já NÃO ANDAVAM COM ELE.”

Jesus se preocupa e manda os seus 12 Discípulos atrás da multidão prometendo um discurso mais brando? NÃO, em João 6:67 temos o posicionamento de Jesus:

“Então disse Jesus aos doze: QUEREIS VÓS OUTROS TAMBÉM RETIRAR-VOS?”

A missão de promover entretenimento falha em conseguir os resultados desejados. Causa danos, pois os novos convertidos, são alcançados por um evangelho parcial e os cansados e oprimidos buscam paz através de um show musical. O resultado é óbvio: a missão de promover entretenimento não produz convertidos verdadeiros. A necessidade atual para o ministro do evangelho é uma instrução bíblica fiel, bem como ardente espiritualidade; uma resulta da outra, assim como o fruto procede da raiz. A necessidade de nossa época é a doutrina bíblica, entendida e experimentada de tal modo, que produz devoção verdadeira no íntimo dos convertidos. Senhor, limpe a igreja de todo o lixo e baboseira que o diabo impôs sobre ela e traga-nos de volta aos métodos dos apóstolos, ao verdadeiro Evangelho.

Este texto poderia ser meu ou de qualquer escritor contemporâneo que esteja acompanhando o que está ocorrendo nas igrejas evangélicas , mas pasmem, é um texto adaptado de um sermão de Charles Spurgeon, pregador da Palavra de Deus que morreu em 31/01/1892,  portanto ESCRITO HÁ MAIS DE 100 anos.

Assim como sugere Spurgeon: OREMOS!

Fonte: http://estudos.gospelmais.com.br/estou-cansado-suas-festas-eu-as-odeio-sao-um-fardo-para-mim.html

SUPLEMENTO

Caso queira um vídeo com o Texto de Spurgeon acima em audio, faça o download abaixo! Clique no video, em seguida, clique em Share(no canto esquerdo superior) e depois em Download:

[Apostasia] Nova Heresia Gospel surge nos EUA: a “Hipergraça”!

desespero

Os Estados Unidos são responsáveis pela produção da maior parte da teologia consumida e ensinada no mundo todo. Desde os movimentos missionários dos séculos 19 e 20, que levaram o evangelho por todo o mundo, até as mais novas heresias e modismos do mundo gospel.

Segundo o site da revista pentecostal Charisma, um movimento novo tem preocupado pastores e líderes americanos, pois está se espalhando rapidamente por outros países. Chamado de “Hipergraça”, seus ensinamentos se baseiam em uma visão de que Deus não pune ninguém. Provavelmente influenciados pela exigência quase onipresente para que as pessoas sejam “politicamente corretas”, muitos de seus ensinamentos confrontam diretamente a Bíblia.

Para os críticos, o movimento é uma “evolução” de uma igreja que nas últimas décadas tem presenciado um declínio na doutrina e pregação bíblica. Paulatinamente, a teologia da lugar à terapia motivacional nos púlpitos. De outro lado, a busca pela prosperidade minou alguns dos fundamentos onde o cristianismo se sustentou por séculos.

Com isso, muitas igrejas e pregadores se recusam a combater o pecado. Raramente se menciona a necessidade de arrependimento ou nem se fala sobre temas como inferno e julgamento. Muitas dessas igrejas permitem que seus líderes vivam sem se preocupar em prestar contas, mesmo que claramente estejam distantes do que se esperaria deles.

O movimento da Hipergraça seria uma versão atualizada da antiga heresia conhecida como antinomianismo (em grego, anti significa “contra” e nomos , “lei”). Trata-se da crença que a lei moral do Antigo Testamento foi totalmente abolida. Como vivemos depois da vinda de Cristo, podemos viver do jeito que queremos, pois já não estamos debaixo da Lei, mas debaixo da graça. Assim, resta ler o Antigo Testamento apenas metáforas, tipos e símbolos sobre a vinda de Cristo. O Novo Testamento acaba com a Lei do Antigo Testamento, por isso tudo é graça!

Ideias como palavras proféticas, busca pelo Espírito Santo, batalha espiritual, ou ouvir a voz de Deus são propositalmente ignoradas e muitas vezes ridicularizadas. Para os teólogos e pastores que estão alertando sobre esse movimento, ele pode colocar em risco o futuro do cristianismo e enganar milhares de pessoas.

Obviamente os líderes que integram esse movimento não admitirão que pertencem a ele. Afinal, não se trata de um movimento organizado, mas sua existência e influência tem crescido através de literatura cristã que enfatiza o sucesso pessoal e eclesiástico. Possivelmente não usam o termo e dirão que chegaram a essas conclusões sozinhos.

Com certeza a Bíblia fala sobre graça, mas aparentemente essas pessoas não leram ou convenientemente esqueceram de textos como Romanos 6: 1-2 “Que diremos então? Continuaremos pecando para que a graça aumente? De maneira nenhuma! Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele?”

Contudo, o teólogo Joseph Mattera listou os 8 sinais mais claros de que uma igreja está seguindo a Hipergraça:

1. Os pregadores nunca falam contra o pecado

Se você estiver em uma igreja como esta, irá notar que a palavra “pecado” normalmente só é mencionada no contexto do perdão dos pecados em Cristo. Por vezes, recrimina-se as pessoas que ousam insistir no assunto, classificando-as de “legalistas” e “fariseus”.

2. O pastor nunca toma uma posição firme sobre a santidade

Na tentativa de atrair mais pessoas, tudo é feito para tornar os cultos mais agradáveis, em especial o sermão. Os ministros não tomam posição pública, nem ensinam os membros, sobre questões que estão na ordem do dia como aborto, homossexualidade, legalização das drogas, ou qualquer coisa que possa confrontar o público presente. Ignora-se qualquer tentativa de se estabelecer ou cobrar dos membros os parâmetros para uma vida de santidade.

3. O Antigo Testamento é quase totalmente ignorado

Nessas igrejas, o Antigo Testamento é tratado como um registro que não tem valor real com nosso estilo de vida moderno. Convenientemente, não se menciona os Dez Mandamentos nem as porções bíblicas onde Deus é mostrado como juiz.

4. Os líderes são autorizados a ensinar e pregar mesmo vivendo abertamente em pecado

Se não há mais condenação, pecados como imoralidade sexual, ganância e embriaguez são tolerados. Seja para membros comuns ou pessoas em posição de liderança, isso não é “importante”, pois não refletiria o amor ao próximo e respeito pelas suas escolhas.

5. As mensagens muitas vezes se voltam contra a “igreja institucional”

Os pastores que adotaram a hipergraça constantemente se voltam contra as igrejas mais “conservadoras”, pois acreditam que sua mensagem não é mais relevante para a cultura de hoje. Além disso, esses “fundamentalistas” apenas colaboram para que as pessoas em geral tenham uma má impressão dos evangélicos.

6. Os pastores pregam contra o dízimo

A hipergraça não estimulas as pessoas a lerem a Bíblia e chegarem às suas próprias conclusões, mas se preocupa em dizer no que elas não podem acreditar. Embora falem sobre ofertas e anunciem as necessidades financeiras da igreja, os pastores defendem que o dízimo é mais uma lei que foi abolida em Cristo. Portanto, cada membro pode decidir se deseja ou não se envolver financeiramente.

7. Os pastores pregam apenas mensagens motivacionais positivas

Dos púlpitos dessas igrejas ecoam apenas mensagens positivas sobre saúde, riqueza, prosperidade, o amor de Deus, o perdão de Deus e como se obter sucesso na vida. Não há preocupação nem interesse de se anunciar “todo o conselho de Deus”, nem estimular trabalhos evangelísticos ou missionários que exijam arrependimento e mudança de vida. Não se menciona a existência do diabo ou de seus anjos. Deus ama a todos e cuida para que nenhum mal chegue perto deles.

8. Os membros da igreja não precisam temer nenhum tipo de reprimenda da liderança

Os participantes de uma igreja da hipergraça serão convencidos que, por causa da forte ênfase na graça, tudo é permitido. Ou seja, nenhuma mudança real se espera deles, apenas que frequentem os cultos e sejam “pessoas melhores e mais felizes”.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/hipergraca-movimento-heretico-igrejas/

SUPLEMENTO

Veja o que é uma Pregação Cristocêntrica logo abaixo e aprenda a conhecer os Falsos Cristãos:


[Exortação] Como identificar se o seu pastor está pregando uma heresia?

heresia

Os nossos dias tem sido marcados pela multiplicação de heresias. Na verdade, existe um número significativo de líderes que por questões espúrias tem fabricado as mais variadas distorções teológicas.  Nessa perspectiva torna-se fundamental que o crente em Jesus aprenda a diagnosticar se o ensino defendido pelos seus pastores de fato é um ensino bíblico. Pensando nisso resolvi elencar sete questões que se observadas poderão auxiliar o cristão a discernir se o ensino pregado é uma heresia ou não.
.
1- Aquilo que o seu pastor está pregando tem base bíblica ou ele está anunciando aquilo que acredita ser uma revelação espirital? Lembre-se nenhuma revelação pode sobrepujar os ensinamentos das Escrituras. A Bíblia deve ser a nossa única e exclusiva regra de fé e nada absolutamente nada pode se sobrepor a ela.
.
2- O texto usado pelo seu pastor está dentro do contexto?  Cuidado com interpretações doutrinárias fundamentadas em versos isolados. Heresias costumam surgir em interpretações individualizadas e departamentalizadas das Escrituras.
.
3- O seu pastor tem usado textos do Antigo Testamento de forma alegórica? Cuidado! Interpretar as Escrituras alegoricamente é extremamente perigoso. Muitas das heresias disseminadas ao longo dos séculos se deveu ao fato de que alguns alegorizaram as Escrituras.
.
4- A fundamentação doutrinária usada pelo seu pastor está de acordo com o ensino geral das Escrituras? Cuidado com ensinos específicos que ferem a Palavra de Deus como um todo.
.
5- O seu pastor se considera um profeta ou apóstolo cuja palavra ou revelação está acima das Escrituras?
Se a sua resposta for sim, lamento lhe informar, mas provavelmente o seu líder espiritual é um falso profeta.
.
6- O seu pastor tem colocado técnicas de autoajuda ou conceitos da psicologia ou psicanálise acima das Escrituras? Cuidado, nenhum ensino, método ou doutrina humana pode prevalecer sobre as Escrituras.
.
7- A mensagem que o seu pastor costuma pregar visa a glória de Deus ou não? Ela é humanista, ensimesmada, e centrada no homem ou focada em Cristo? Lembre-se falsas doutrinas jamais glorificam a Deus e sim aos seus propaladores.
.
Caro leitor, creio veementemente que boa parte dos nossos problemas eclesiásticos se deve ao fato de  não sabermos identificar heresias. Acredito também que isso se deva ao fato de nos últimos anos termos abandonado as Escrituras.
.
O reformador João Calvino costumava dizer que o verdadeiro conhecimento de Deus está na Bíblia, e de que ela é o escudo que nos protege do erro.
.
Em tempos difíceis como o nosso, precisamos regressar à Palavra de Deus, fazendo dela nossa única regra de fé, prática e comportamento.
.
Pense nisso!

[Apostasia] Os “apóstolos” e a suas manias de inventar doutrinas!

Antes de qualquer coisa é importante afirmar que não acredito na conteporâneidade do ministério apostólico. Na minha perspectiva este tipo de ministério específico cessou após a morte de João. Os que desejarem ler um pouco mais sobre o assunto poderão fazê-lo clicando (aqui) e (aqui).
.
Bom, boa parte dos evangélicos brasileiros pensam  de forma diferente da ortodoxia cristã. Na verdade, são milhares aqueles que acreditam que o século XXI possui apóstolos da mesma envergadura e autoridade espiritual dos apóstolos do primeiro século. Há pouco soube de apóstolo goiano, que afirmou publicamente que se pudesse conversar com Pedro de “apostólo para apóstolo” o exortaria dizendo que ele errou em escrever parte da suas epístolas.
.
Pois é, os apóstolos modernos se consideram superiores aos apóstolos do primeiro século, e em virtude disso, por se acharem pessoas especiais, acabam fabricando doutrinas espúrias. Veja por exemplo o vídeo abaixo, onde um apóstolo oferece a igreja um treinamento sobre a influência da iniquidade do DNA.
.
.
No curso, apóstolo Fernando, membro da Igreja Batista da Lagoinha promete tratar dos seguintes tópicos:
  • Diferença entre Pecado, Transgressão e Iniquidade
  • Ciclo da Iniquidade
  • A Operação da Iniquidade
  • Conexão Com os Espíritos Geracionais
  • Maldições Geracionais
  • Padrões Geracionais
  • A iniquidade dos Reis de Israel
  • Cativeiros Geracionais
  • Tronos de Iniquidade
  • Os anjos caídos e a iniquidade
  • A iniquidade das 7 nações da terra prometida
  • A Expiação de Levíticos 16
  • A Expiação de Jesus na Cruz
  • Aspectos Genéticos da Iniquidade: DNA, RNA, Células
  • O Cordão Umbilical Espiritual
  • O Papel da Medula óssea na Iniquidade
  • A Regeneração
.
Caro leitor,  por favor responda sinceramente aonde nas Escrituras o Senhor nos ensina a tratarmos do cordão umblical espiritual? Ou ainda descobrirmos o papel da medula óssea na iniquidade? Ou dissertarmos sobre os espíritos geracionais?
.
Ora, vamos combinar uma coisa? Isso é absolutamente antibíblico! Lamentavelmente para esse pessoal relativizar as Escrituras virou moda. Há pouco um pastor me disse o seguinte a respeito da Bíblia, isso aqui não vale de nada, é puro papel! O que importa é ouvir a voz de Deus no meu coração, ainda que aquilo que Ele fale seja diferente daquilo que a Bíblia ensina. (Misericóoordia!!)
.
Pois é, dias dificeis os nossos! Eu diferentemente dos apóstolos prefiro afirmar o que Lutero afirmou: “Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir”
.
Com lágrimas nos olhos,
Misericóordia…
.
Concordo plenamente com o nosso amado irmão Renato! Também tenho encontrado pessoas que dão mais valor, ou igualam escritos seculares aos Sagrados!Isso é o Fim dos Tempos! Mas perseverem com a Palavra de Deus, amados!

Paz…
Arauto de Cristo

Falsos Cristãos

  Falsos Cristãos 

 

 

“Porquanto fizeram loucura em Israel, e cometeram adultério com as mulheres de seus companheiros, e anunciaram falsamente, em meu nome uma palavra, que não lhes mandei, e eu o sei e sou testemunha disso, diz o Senhor.” (Jeremias 29.23)

Infelizmente temos ouvido e visto pessoas que se dizem cristãs, evangélicas; às vezes líderes de igrejas em comunidades que se envolve com mulheres casadas, cometendo adultério e levando vários membros a se desviarem ou acompanharem o mesmo pecado, pois acham ali motivo para o imitá-lo. Vários casos de fornicação, isto digo não onde pessoas que estão em Israel (casa de Deus) vivem mantendo relações sexuais como se casados fossem, e se questionados apresentam uma quantidade enorme de desculpas.

“Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. ” (1 Coríntios 5.1)

Pessoas que se dizem usadas por Deus e entregam revelações mentirosas, sem fundamento bíblico e o povo por falta de conhecimento aceitam, e acreditam que realmente é do Senhor. Mas devemos entender, por exemplo, que Deus jamais vai falar que vai abençoar um casal que vive mantendo relações sexuais sem serem de fato casados, que serão felizes e etc. etc. etc. Jamais irá falar para uma pessoa se separar, que irá abençoar. Deus jamais concorda com algo que é contrario à Palavra Dele.

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que devorais as casas das viúvas, sob pretexto de prolongadas orações; por isso, sofrereis mais rigoroso juízo.” (Mateus 23.14)

Muitos buscam orar, aconselhar e revelar às mulheres jovens e bonitas, fazem visitas e conseguem enganá-las, e muitas das vezes usa a própria Palavra de Deus para pressioná-las e até roubá-las. São Hipócritas, enganadores que sofrerão o juízo de Deus, pois são servos do inferno, discípulos do diabo, e muita gente tem se desviado aceitando as histórias destes.

“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encorbetamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.” (2 Pedro 2.1)

Portanto, devemos sempre viver e ouvir a Palavra de Deus, não podemos confiar sempre em irmãos e irmãs, nem por maior que seja o conhecimento Bíblico, devemos sempre examinar as Escrituras e ouvir diretamente do senhor, isto para não sermos enganados.

“E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o Juízo; e não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios; e condenou à destruição as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente; e livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis (porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, pelo que via e ouvia sobre as suas obras injustas). Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia de Juízo, para serem castigados; mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receiam blasfemar das autoridades; enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor.” (2 Pedro 2,11) Leia e pratique a Bíblia. Que Deus te abençoe.

Um abraço.

Pr.Henrique Lino

fonte: http://ministerioatalaiadedeus.blogspot.com