[e-News] STF autoriza ensino religioso confessional nas Escolas Públicas


O Supremo autorizou o ensino religioso confessional, vinculado a religião específica, nas escolas públicas brasileiras.

O placar da votação foi apertado: 6 a 5. Coube à presidente do STF, Cármen Lúcia, proferir o voto de desempate.

Ficaram a favor do ensino ligado a religião específica, além de Cármen, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Votaram pelo modelo “não confessional”, sem promoção de crença, Luís Roberto Barroso (relator do caso), Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello.

Fonte

Anúncios