[e-News] Depois de 500 anos, a Igreja Católica reconhece que Lutero estava certo: “O justo viverá pela Fé”.

Cidade do Vaticano (RV) – Realiza-se nesta quarta-feira (05/07), em Wittenberg, na Alemanha, a cerimônia onde a Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas assinará a Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação, importante passo rumo à unidade dos cristãos.

Wittenberg é a cidade onde nasceu a Reforma, em 1517, quando Martinho Lutero apresentou suas 95 teses contra as indulgências.

A nota divulgada, esta segunda-feira (03/07), pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos ressalta que “a Doutrina da Justificação, por graça através da fé, está no centro do Evangelho”.

“O acordo sobre a interpretação de como a salvação trazida por Cristo realmente age no pecador é de extrema importância para os progressos ecumênicos. As Igrejas Reformadas afirmam agora que o consenso sobre as verdades fundamentais da Doutrina da Justificação é conforme à doutrina reformada. Portanto, uma das questões cruciais que causaram o dissenso entre reformadores e autoridades da Igreja Católica no século XVI foi desarmada e resolvida. Isso ajuda no progresso de uma maior comunhão espiritual e eclesial entre protestantes e católicos.”

“Durante uma liturgia ecumênica, os responsáveis pela Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas irão aderir oficialmente à Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação na presença de delegados das Igrejas luterana, metodista e católica.”

O Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos será representado pelo Secretário, Dom Brian Farrell, e pelo Rev. Avelino Gonzalez, da seção ocidental do dicastério.

“Esse evento será mais um passo para o caminho rumo à unidade visível dos cristãos: não ainda a meta, mas uma fase significativa da viagem comum”, ressalta o texto.

No que diz respeito ao consenso ecumênico sobre essa doutrina fundamental, “as Igrejas Reformadas sublinham a importância da relação entre Justificação e compromisso com a justiça no mundo. A graça requer e exige boas obras na construção do Reino de Deus, um reino de justiça, paz e reconciliação. A Justificação leva à solidariedade para com as vítimas da exclusão social e à oposição aos sistemas de injustiças social e econômica.”

Segundo a nota, “ao entender de forma comum este imperativo cristão, católicos, luteranos, metodistas e reformados podem encontrar modalidades mais amplas e intensas de colaboração a serviço da humanidade sofredora”.

“Nesse sentido, os progressos ecumênicos no diálogo não são meramente um esforço acadêmico de especialistas no setor, mas têm um impacto positivo e concreto na maneira em que os cristãos de diferentes confissões vivem e trabalham juntos de maneira solidária e oferecem um testemunho comum do Evangelho na sociedade de hoje”, conclui a nota.

Radiovaticano

Anúncios

[e-News] “Agressão a religiões de matriz africana chegou a nível insuportável”, diz ministra!

Luiza-Bairros-222x155

Ela denuncia evangélicos pentecostais que desejam que essas religiões desapareçam

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, denunciou evangélicos que tratam com intolerância membros de religiões de matriz africana.

“Alguns setores, especialmente evangélicos pentecostais, gostariam que essas manifestações africanas desaparecessem totalmente da sociedade brasileira, o que certamente não ocorrerá”, disse ela.

Luiza Bairros falou com os jornalistas durante o evento em São Paulo que comemorava o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa dizendo que os ataques a membros de religiões como o candomblé e a umbanda chegaram a um nível insuportável.

“O pior não é apenas o grande número, mas a gravidade dos casos que têm acontecido. São agressões físicas, ameaças de depredação de casas e comunidades. Nós consideramos que isso chegou em um ponto insuportável e que não se trata apenas de uma disputa religiosa, mas, evidentemente, uma disputa por valores civilizatórios.”

O evento promovido pela Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial juntou representantes de diversas religiões no centro da capital paulista para tentar mostrar que é possível viver de forma pacífica com pessoas com professem crenças diferentes. Entre os participantes dessa festa estava o pastor luterano Carlos Mussikopf que falou com a reportagem da Agência Brasil sobre o tema.

“Devemos procurar o que nos une, o que nos unifique, o que nós temos em comum. E que a gente também saia da teoria, dos encontros de diálogo e passe para a prática. Existem tantos desafios na sociedade que nós vivemos que exigem uma ação unificada também das religiões. Vamos ver questão da população de rua, da natureza”, disse.

Para ensinar principalmente os jovens a respeitar as religiões a Seppir vai anunciar em breve um plano de apoio a comunidades de matriz africana. “Nós queremos fazer com que essas comunidades também sejam beneficiadas pelas políticas públicas”, disse. Com este projeto é possível que os membros dessas religiões sejam mais respeitados pelas demais.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/luiza-bairros-intolerancia-religiosa-matriz-africana-evangelicos/

[e-News] O ateu Oscar Niemeyer foi para o céu? ‘Pastor’ afirma que sim!

Oscar-Niemeyer-232x155

O arquiteto Oscar Niemeyer foi lembrado em um culto ecumênico no Rio de Janeiro. O último ato formal antes de seu enterro teve um momento inusitado graças às palavras do pastor luterano Mozart Noronha.

Conduziram o culto de despedida ao arquiteto, morto aos 104 anos, dois padres, além do pastor e um rabino.

Reconhecidamente ateu e comunista, há quem pense que Niemeyer não concordaria com um ato religioso para celebrar a partida de sua alma. Afinal, o famoso arquiteto tinha uma visão bastante crua e prática da finitude da vida: “a vida é um sopro, um minuto. A gente nasce, morre. O ser humano é um ser completamente abandonado…”, declarou certa vez.

Mas o pastor luterano surpreendeu a todos os presentes na cerimônia ao ler um poema de sua autoria, onde afirmou que Deus o convidou para entrar no céu, local que Niemeyer nunca acreditou existir. Ainda que não ignore o ateísmo de Niemeyer e o fato de ele ser comunista, Mozart descreveu a suposta chegada ao céu do arquiteto com a bandeira comunista em punho, recebido por anjos que cantavam o hino da Internacional Comunista e ainda acredita que ele foi recebido com festa.

Veja a íntegra do poema lido durante o culto ecumênico:

Numa tarde de verão,
Dia cinco de dezembro
Do ano dois mil e doze,
Vi a Santíssima Trindade
Reunida de emergência,
Ordenando aos seus apóstolos
Receberem Niemeyer
O incansável guerreiro
Que do Rio de Janeiro
Partiu para a eternidade
Deus estava mui feliz
O espírito nem se fala!
E na comunhão do além
Recomendaram que os anjos
Organizassem um coral
Em homenagem ao arquiteto
Cantando a Internacional.
Logo os músicos reunidos,
Sopranos, baixos e tenores,
Com todos os seus instrumentos
Entoaram uns mil louvores
Externando os sentimentos.
Juntaram-se os trovadores,
Mil pintores e poetas,
Abraçando os escritores
Numa festa sem igual.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/oscar-niemeyer-velorio-ceu/

EU wants the Pope as head of new World “peace movement” (via News that matters)

Estarei traduzindo esse artigo pra vocês perceberem que estamos caminhando para uma ÚNICA religião ou Organização Ecumênica Religiosa no Planeta… e quem não estiver de acordo quando ela for estabelecida… vc sabe o que acontecerá!!! INQUISIÇÃO – O RETORNO.

EU wants the Pope as head of new World "peace movement" The European Union wants to adopt the Pope of Rome’s teaching on “Caritas in Veritate”. This is the pontiffs ideas on perspective of politics, economics and theology. To learn more from the Pope, the EU Parliament has arranged several seminar’s. The last one was organized by the … Read More

via News that matters

Tradução:

UE quer o Papa como cabeça do novo “movimento pela paz” mundial

A União Europeia quer adotar os ensinos do Papa de Roma sobre  “Caritas in veritate”(O amor da Verdade). Estas são idéias do Papa sobre as perspectivas de política, economia e teologia.

Para saber mais do Papa, o Parlamento da UE organizou vários seminários. O último foi organizado pelo Partido Popular Europeu, juntamente com a Comissão das Conferências Episcopais da Comunidade Europeia (COMECE).

O Parlamento Europeu tem também feeito disso uma tradição para organizar um encontro anual com todos os líderes religiosos na Europa. Este evento também é inspirado no bispo de Roma e seu esforço ecumênico de reunir pessoas de todas as religiões em um movimento pela paz mundial.

Estas reuniões anuais foram iniciadas pelo Presidente da Igreja Católica Portuguesa da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso em 2005.

Desde 2007, os representantes das igrejas e comunidades religiosas são recebidas pelos três presidentes das instituições européias.

Como foi sua última reunião?

Vamos ler um relatório da agência de notícias católica Zenit.

Este foi o apelo do Bispo Adrianus van Luyn, Presidente da COMECE, para os líderes da UE por ocasião da 6 ª reunião anual dos presidentes da UE com os líderes religiosos na Europa, que foi realizada em 19 de julho na Comissão Europeia.

A reunião foi organizada por José Manuel Barroso, Presidente da Comissão Europeia e co-presidido por Herman Van Rompuy, o presidente do Conselho Europeu e Jerzy Buzek, presidente do Parlamento Europeu. Foi dedicado à luta contra a pobreza e a exclusão social.

Cerca de vinte figuras importantes dentre os cristãos, religiões judaica e muçulmana, assim como da sikhs e hindus – provenientes de catorze Estados-Membros – se reuniram para discutir a importância de combater a pobreza e a exclusão social na perspectiva da governação europeia.

Meu comentário (do autor):

A melhor maneira de explicar o que está acontecendo, é apresentar a lista dos convidados para do jantar “ecumênico” das Uniões Européias .

Vamos dar uma olhada.

Os Presidentes da Comissão e o Parlamento discutiram o combate à pobreza e à exclusão social, com líderes religiosos europeus em 19 de julho de 2010
Lista de Participantes:

IGREJA ANGLICANA:

O reverendo Christopher Hill Direito,
Bispo de Guildford

IGREJAS DA REFORMA
Hochwürdigen Prälat Herrn FELMBERG Dr. Bernhard,
Bevollmächtigter des Rates der Kirche in Deutschland Evangelischen União bei der Europäischen,

Sua Excelência o Senhor Peter Skov-Jakobsen
Bispo de Copenhaga, a Igreja, Evangélica Luterana na Dinamarca

Sua Excelência Klátik Miloš,
Bispo da Igreja Evangélica de Confissão de Augsburgo, na Eslováquia

Monsieur le Docteur Pasteur Liagre Guy
Président du Synode de l’Église Protestante Unie de Belgique

CONFERÊNCIAS DAS IGREJAS EUROPÉIAS:
Filho Emmanuel Eminência Metropolitano de France
Président de la Conférence des Eglises européennes

Comunidades islâmicas:
Dr. Dalil Boubakeur
Recteur de la Grande Mesquita de Paris

Imam Bekir Alboğa
Islamische Türkisch União der Religion für Anstalt

Shaykh Ibrahim Mogra
Secretário-Geral Adjunto do Conselho Muçulmano da Grã-Bretanha

Imame Yahya Pallavicini
Vice-Presidente de la Comunità religiosa Islamica

HINDU COMUNIDADES
Swami Maharaja Sivarama
Comissão de Administração da Sociedade Internacional para Consciência de Krishna

COMUNIDADES SIKH:
Mohinder Singh Bhai Sahib
Presidente do Guru Nanak Jatha Sewak nishkam

LÍDERES JUDEUS
Excelência Filho Rabino Gilles Bernheim Grande
Grande Rabino de França et Vice-Presidente de la Conférence des Européens Rabbins

Excelência Filho Guigi Albert Grande Rabino
O vice-presidente de la Conférence des Européens Rabbins

Sua Excelência o rabino Michael Schudrich
Rabino-Chefe da Polónia

Dayan Abraão Yonoson,
Juiz da Corte Rabínica do Rabinato Chefe da Sinagoga Unida do Reino Unido e da Commonwealth

IGREJAS ORTODOXAS 
Arcebispo de Atenas e de toda a Grécia 

Sua Eminência Simeão
Metropolitana da Europa Ocidental e Central und.
Igreja Ortodoxa da Bulgária

Filho Cardeal Joseph le Metropolitano
Representante de l’Eglise Orthodoxe Roumaine auprès des Instituições européennes

Sua Senhoria
Porfyrios Bispo de Nápoles
Representante da Igreja Ortodoxa de Chipre à UE

IGREJA CATÓLICA ROMANA

Sua Eminência o Cardeal Péter Erdö
Arcebispo de Esztergom-Budapeste
 

Sua Excelência Monsenhor Stanislas Zvolensky
O arcebispo de Bratislava

Sua Excelência o Senhor Dom Adrianus van Luyn
Bispo de Roterdão
Presidente da Comissão da Conferência Episcopal da Comunidade Europeia (COMECE)

Flaminia Giovanelli Dama,
Sotto-segretaria dello Pontificio Consiglio della della Giustizia e Pace