[Estudo Bíblico] As Disciplinas da Vida Cristã

LEITURA BÍBLICA

2 Timóteo 2.3-12.

3 – Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.

4 – Ninguém que milita se embara­ça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.

5 – E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitima­mente.

6 – O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos.

7 – Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.

8 – Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, res­suscitou dos mortos, segundo o meu evangelho;

9 – pelo que sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa.

10 – Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna.

11- Palavra fiel é esta: que, se mor­rermos com ele, também com ele vi­veremos;

12 – se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará.

INTRODUÇÃO

Infelizmente, pouca importân­cia é dada às disciplinas da vida cris­tã. Mostram as Escrituras, todavia, que, sem o seu exercício, jamais al­cançaremos o alvo que nos traçou Deus através de Cristo: a estatura de um ser humano “perfeito” como perfeito era Adão antes de haver transgredido a lei divina.

Por que as disciplinas da vida cristã são tão importantes? Em que reside o seu mérito? Em sua doutri­na? Ou em sua devoção? Aliás, que doutrina não é devocional e que devoção não é doutrinal? Os santos do Antigo e do Novo Testamento, em sua peregrinação rumo à Jeru­salém Celeste, disciplinavam-se de tal forma que, ousada e bravamen­te, venceram um mundo comprome­tido com o maligno.

Deseja você também triunfar? Não se esqueça das disciplinas es­pirituais. Ande como Jesus andou; torne-se parecido com o seu Senhor.

I. O QUE SÃO AS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

John Wesley cultivava a pieda­de, de tal maneira, que os seus co­legas, na universidade, apelidaram-no de o metodista. No orar e no estudar a Bíblia, metódico. Erguendo-se ele como um perfeito exemplo de vida cristã, não lhe foi penoso avi­var a Inglaterra no século 18. Wesley sabia o quanto são importantes, para o crente, as disciplinas devocionais (Tt 1.7, 8).

1. Definição.

Disciplinas da vida cristã são os exercícios espirituais, prescritos na Bíblia Sagrada, cujo objetivo é proporcionar ao crente uma intimidade singular com o Pai Celes­te, constrangendo os que nos cercam a glorificar-lhe o nome (Hb 12.8).

2. Elementos das disciplinas da vida cristã.

De conformidade com as Sagradas Escrituras, estas são as disciplinas a que deve submeter-se o crente: adoração a Deus, leitura diária sistemática da Bíblia, oração, servi­ço, mordomia do corpo e dos bens, etc.

Tem você se dedicado a essas observâncias? Outros elementos, igual­mente valiosos, poderiam ser aqui ar­rolados; estes, porém, já são mais do que suficientes, para mostrar a subli­midade de nossa carreira cristã.

Para inteirar-se melhor do as­sunto, recomendo a leitura do livro Disciplinas do Homem Cristão de R. Kent Hughes.

II. SÍMBOLOS DAS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

Há pelo menos três figuras que salientam as disciplinas da vida cris­tã: o soldado, o atleta e o agricultor. Sem exercício, perseverança e sacrifí­cio pessoal, jamais seremos bem-sucedidos quer no campo de batalha, quer nas competições públicas ou no amanho da terra (Pv 23.23).

1. A disciplina do soldado.

Como soldados de Cristo, ajamos de modo disciplinado e perseverante, a fim de agradar ao que nos arregimen­tou para a guerra:

“Sofre, pois, comi­go, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra”

(2 Tm 2.3-5).

Tinha o apóstolo, em mente, o antigo soldado grego que, no campo de batalha, pre­feria o sacrifício da própria vida a exis­tir sem honra.

2. A disciplina do atleta.

No tempo de Paulo, eram os atletas mais do que disciplinados. Na con­quista de uma coroa de louro, em­penhavam-se além de suas forças; perseguiam o impossível. Descreve-os o apóstolo:

“E, se alguém tam­bém milita, não é coroado se não militar legitimamente”

(2 Tm 2.5).

Se naqueles estádios, punham-se os competidores a lutar por uma vitória efêmera e corruptível, nós avançamos em busca de eternos ga­lardões. Por isto temos de, à seme­lhança daqueles atletas, portar-nos de maneira viril e disciplinadamente:

“E todo aquele que luta de tudo se abs­tém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível”

(l Co 9.25).

REFLEXÃO

“Se te abstiveres de conversações supérfluas e passeios ociosos, como também de ouvir novidades e boatos, acharás tempo suficiente e adequado para te entregares a santas meditações.”
(Tomás de Kempis)”

3. A disciplina do agricultor.

A agricultura é a mais antiga das ci­ências; foi o primeiro trabalho de  Adão e Eva (Gn1 .26-30). O cultivo da terra, principalmente depois da queda de nossos primeiros pais, tor­nou-se estressante e árduo. Eis por­que o agricultor tanto carece de dis­ciplina e paciência:

“O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos”

(2 Tm 2.6).

No cultivo do fruto do Espírito também não deve­mos prescindir de disciplina e paci­ência. Afinal, temos de melhorar a cada dia, refletindo em tudo a ima­gem de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Tem você agido com disciplina em seu cotidiano? Porta-se com a bra­vura e o desprendimento do soldado no combate às forças do mal? Abstém-se dos entretenimentos mundanos na conquista da coroa incorruptível? E o fruto do Espírito? Vem você cultivan­do-o pacientemente como aquele que lavra a terra?

III. A EFICÁCIA DAS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

Na História das Assembléias de Deus no Brasil, o irmão Emílio Con­de narra como o Movimento Pentecostal chegou aos longes mais des­conhecidos de nosso país. Diante daqueles relatos, é-nos impossível conter a pergunta: “Como Daniel Berg e Cunnar Vingren lograram tal façanha?” Disciplinados na piedade, foram capazes de suportar o insu­portável e, assim, alargar as fron­teiras do Reino de Deus.

1. As disciplinas da vida cristã são eficazes contra o pe­cado.

Exilado em Babilônia, Daniel jamais deixou-se atrair por aqueles deuses belicosos e sensuais. Afinal, quando ainda adolescente, propuse­ra no coração não se contaminar com os manjares e vinhos do rei (Dn 1.8). E, assim, pôde ele caminhar toda uma longevidade na presença de Deus. Tinha o profeta suficiente disciplina, a fim de recusar as ofer­tas da mais luxuriante metrópole do século VI a.C.

Você é suficiente forte para di­zer não ao pecado?

2. As disciplinas da vida cris­tã são eficazes no serviço cris­tão.

Foi Paulo, certamente, o mais aplicado missionário do Cristianis­mo. Em pouco tempo, quer acompa­nhado por Barnabé, quer auxiliado por Silas, logrou o apóstolo espalhar a mensagem cristã de Antioquia a Roma. Disciplinadíssimo, possuía um senso de abnegação tão grande que, mesmo às vésperas de sua execução pelas autoridades romanas, não dei­xou de anunciar as Boas Novas de Salvação (2 Tm 4).

Deseja você alcançar a excelên­cia no serviço cristão? Aja como um soldado, porte-se como um atleta e cultive a perseverança do agricultor.

CONCLUSÃO

Sem disciplina, não poderemos jamais agradar ao que nos arregi­mentou para o seu exército. Adore­mos, pois, a Deus. Leiamos a Bíblia. Oremos. E exerçamos a mordomia de nossos corpos, haveres e tempo. Somente assim haveremos de exal­tar a Cristo em nosso ser.

Os heróis da fé “não fruíram logo os seus troféus”, conforme can­tamos em nossos cultos de oração. Antes, lutaram de forma denodada e fidelíssima, até que o Senhor fosse plenamente glorificado em seus  corpos. Quando lemos o capítulo 11 de Hebreus, fascinamo-nos, de imediato, por aqueles homens e mulheres que, na marcha para os céus, operaram o impossível. O segredo? A disciplina da piedade.

Sejamos disciplinados em tudo; dominemo-nos em todas as coisas.

Anúncios

Ficar! Certo Ou Errado?

Ficar! Certo Ou Errado?

 

        O mundo em que vivemos tem grande facilidade de lançar costumes e modismos que ferem princípios da Palavra de Deus, desfazendo assim os valores que são pré-estabelecidos nas Escrituras.

Os valores mundanos têm distorcido e influenciado a vida de muitos jovens em várias áreas, distanciando-os cada vez mais das verdades e princípios contidos na Palavra de Deus.

A influência e a pressão que o sistema mundano exerce sobre os jovens, quer sejam crentes ou não, é muito grande, pois quem se encarrega de fazer as mesmas é o Diabo, ele é o deus deste século conforme diz 1Jo 5:19. Ele se empenha em destruir ou distorcer os ensinos de Deus.

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno. (1 João 5:19 ACF)

Sendo sabedor destas verdades o jovem crente deve recorrer à Palavra de Deus para ver até que ponto o “deus deste século”, usando o sistema comandado por ele (O MUNDO), tem influenciado a sua vida ao ponto que a mesma chegue a assimilar os valores e modismos mundanos.

Por que estou falando tudo isto? Porque quero abordar uma prática mundana que tem sido assimilada pelos jovens descrentes e, infelizmente, por uma grande parte dos jovens crentes.

Já ouvi até no meio dos jovens da minha igreja a expressão: “Fulano ficou à noite passada com Beltrana”.

Em uma definição que fora retirada do livro “Ficar Sim ou Não” do pastor Mauro Clark, o mesmo descreve com muita sabedoria este novo comportamento que está na moda entre a mocidade dos nossos dias. “Ficar: É um relacionamento informal, rápido e descomprometido entre um rapaz e uma moça, durante o qual eles trocam carícias de intimidades variadas, chegando eventualmente ao ato sexual.”

O propósito do nosso estudo é fazer uma análise e vermos se um jovem ou qualquer tipo de pessoa que tem o procedimento de “Ficar” fere ou não princípios cruciais da Palavra de Deus.

Em primeiro lugar, o ficar fere o princípio bíblico da monogamia. Monógamo é uma pessoa que tem um só cônjuge. O inimigo de Deus e nosso quer destruir este princípio áureo ensinado pelo Senhor no início da Sua criação. Em Gên 2:18 a Palavra de Deus diz: “E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o  homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.” “Uma” em “uma ajudadora” é usada para descrever um único ao invés de mais que uma. Então,a  atitude  de  “ficar”  é  usada  pelo  Diabo  para  que  os  jovens  não  dêem importância  a  este  princípio  singelo  e  divino,  acostumando  suas  mentes  a repudiarem a monogamia. 

Em segundo lugar, o ficar fere o princípio bíblico da não defraudação. 1Te 4:6 diz: “Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos.” Enganar é igual a defraudar. DEFRAUDAÇÃO, no sentido mais técnico e específico, dentro do contexto do versículo acima, significa despertar desejos ou excitação sexual na pessoa do sexo oposto mas sem ter condições plenas e lícitas de satisfazer os desejos despertados. É este tipo de sentimento e atitude que são estimulados na vida dos que praticam o “ficar”.

Em terceiro lugar, o ficar fere o princípio bíblico de não se prostituir. 1Te 4:3 diz: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;” A palavra prostituição vem da palavra grega porneia que significa: Prostituir o corpo de uma pessoa para a luxúria de outra. Ou pessoa que se rende à corrupção por causa de lucro. No verso acima Deus declara a Sua vontade santa para os salvos que é a abstinência de prostituição em suas vidas. O “ficar” é uma atitude que leva o crente a agir de maneira desrespeitosa a esta grande vontade de Deus.

Em quarto lugar, o ficar fere o princípio bíblico de não sermos iguais ao mundo. Em Rom 12:2 “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” A expressão “sede conformados” do verso acima significa: conforme à moda da pessoa ou à mente da pessoa e caráter para outro padrão. Então, o mundo que jaz no maligno (1Jo 5:19, acima), se encarrega de lançar modismos e costumes que forçam muitos a serem iguais a ele e não ao Senhor. Um dos grandes esforços do Diabo é levar o homem a desonrar o seu corpo que foi criado por Deus para ser o templo do Espírito Santo. Uma outra palavra que gostaria de destacar no verso acima é a palavra “sede transformados” ou “metamorphoo” que significa: transfigurai, transformai, mudai. Ou seja, a mente do crente deve estar em constante estado de mudança, objetivando ser igual aàdo Senhor Jesus Cristo. A pessoa que tem a mente de Cristo jamais iria aprovar nem tampouco participar deste comportamento pecaminoso chamado “ficar“.

Como filhos de Deus, não devemos deixar que o mundo dite para nós regras, costumes e modismos que não estão baseados na Palavra de Deus. Estas regras, costumes e modismos devem ser avaliados à luz das Escrituras Sagradas passando assim pelo crivo de Deus. Se os mesmos passarem pela peneira de Deus (A Sua Palavra), podemos incorporar em nosso padrão de vida! Mas, se forem reprovados, devemos considerá-los como não aceitáveis em nossas vidas.

Passamos pela peneira da Palavra de Deus, “O FICAR“, atitude comportamental adotada pela maioria dos jovens. Vimos que este tipo de comportamento é descabido para ser incorporado à vida cristã de um jovem crente que quer agradar a Deus verdadeiramente. Espero que, diante da análise que fizemos, você não deseje que tal comportamento faça parte da sua vida.

DEUS TE ABENÇOE! Maranata!

Pr. Aureliano Colaço da Costa Neto