A Parábola do Canyon – O Porquê do sofrimento!

RalPh Connor conta num de seus livros, a história de Gwen, uma adolescente voluntariosa, temperamental, que tinha sido acostuma­da a fazer sempre o que queria.

Um belo dia, sofreu um terrível acidente que a deixou paralítica. Encheu-se de revolta, e enquanto se encontrava nesse estado de rebelião, recebeu a visita do missionário que tra­balhava entre o povo das montanhas onde ela morava.

Ele lhe contou a parábola do Canyon.

“No princípio não havia Canyons, mas somente a campina muito vasta e aberta. Um dia o Mestre da Campina andando pelos seus grandes prados onde havia apenas grama, perguntou-lhe: ‘Onde estão suas flores?’ E a Campina respondeu: ‘Mestre, eu não tenho sementes.’

“Então ele falou com os pássaros, e eles tomaram sementes de todo tipo de flores e as espalharam por toda a extensão da campina, e logo ela estava coberta por uma grande variedade de flores! Então veio o Mestre e ficou muito alegre; mas achou que faltavam ainda as flores de que mais gostava entre as quais a violeta e as anêmonas. Então perguntou por elas à Campina.

“De novo ordenou aos pássaros e de novo eles trouxeram as sementes  as espalharam. Mas, novamente, quando o Mestre chegou, não encontrou aquelas flores de que tanto gostava. E perguntou:

”Onde estão aquelas florzinhas de que tanto gosto? E a Campina res­pondeu tristemente:

”’Oh, Mestre, eu não consigo conservar essas flores, porque o vento sopra aqui com muita força e o sol é muito ardente, e elas murcham logo, e secam, e se vão com o vento.

“Então o Mestre falou com o raio, e com um golpe rápido o raio rasgou a  Campina. E ela estremeceu e gemeu em agonia, e por muitos dias se lamentou amargamente pela ferida escura, recortada e profunda.

“Mas o rio derramou suas águas pela fenda e carregou para ali bastante húmus; e novamente os pássaros carregaram sementes e as espalharam, agora pelo Canyon. E depois de muito tempo as rochas ásperas estavam cobertas de musgo macio, de delicadas trepadeiras e cheias de recantos abrigados, onde podiam crescer em profusão aquelas outras flores, e por todo lado as violetas e as anêmonas, até que o Canyon ficou sendo o lugar favorito do Mestre para descanso, paz e gozo.”

Então o missionário leu para ela: “O fruto – eu vou ler flores – do Espírito é: amor, alegria e paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio – e algumas destas só crescem no Canyon

“Quais são as flores do Canyon?” perguntou Gwen mansamente. E o missionário respondeu: “Benignidade, mansidão, longanimidade; e embo­ra as outras – amor, gozo e paz floresçam no lugar aberto, contudo nunca dão flores tão belas e com tanto perfume como no Canyon.

Gwen ficou um bom tempo em silêncio, e então disse, pensativa, enquanto seus lábios tremiam: “Não há flores no meu Canyon. Só rochas ásperas.”

“Logo vai haver, minha querida. O Mestre vai achá-las ali, e nós também as veremos.”

Caro irmão, quando você chegar ao seu Canyon, lembre-se dessa Parábola!

Fonte: Manaciais no Deserto

 

[Maná] O arrebatamento dos salvos

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. 1 Tessalonicenses 4:16-18

O evento do arrebatamento dos santos será um dos maiores eventos da história. Haverá grande alegria para os crentes que serão arrebatados para Cristo. Suas tristezas ficarão para sempre no passado e nunca mais serão experimentados ou lembrados novamente. Abençoados são aqueles que serão participantes disto.

O grande evento do arrebatamento é um evento em que os santos em Cristo terão seus corpos transformados, transfigurados e alçados aos céus. Apenas os salvos em cristo passarão por isso! É reconfortante saber que algum dia nos encontraremos com o senhor e para sempre estaremos com ele. O apóstolo Paulo escreveu:

“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”. 1 Coríntios 15:19

Agora se também temos esperança em Cristo além deste mundo mau, então somos de todos os homens os mais abençoados. A esperança de que algum dia seremos acolhidos pelo nosso Senhor e Salvador nos ares nos dá a força para superar quaisquer desafios que possamos enfrentar neste presente tempo. Está escrito:

“Agora, irmãos, não queremos que ignorem o que acontecerá aos que já morreram, para que não se entristeçam como aqueles que não têm esperança.
Porque cremos que Jesus morreu e foi ressuscitado, também cremos que Deus trará de volta à vida, com Jesus, todos os que morreram.
Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor: nós, os que ainda estivermos vivos quando o Senhor voltar, não iremos ao encontro dele antes daqueles que já morreram.
Pois o Senhor mesmo descerá do céu com um brado de comando, com a voz do arcanjo e com o toque da trombeta de Deus. Primeiro, os mortos em Cristo ressuscitarão.
Depois, com eles, nós, os que ainda estivermos vivos, seremos arrebatados nas nuvens ao encontro do Senhor, nos ares. Então, estaremos com o Senhor para sempre.
Portanto, animem uns aos outros com essas palavras”.1 Tessalonicenses 4:13-18

O apóstolo Paulo relatou o evento do arrebatamento aos crentes de Tessalônica. Eles pensaram que ele aconteceria em seu tempo. Naquela época, alguns dos crentes em Tessalônica eram velhos e alguns tinham morrido, então eles pensavam que não havia esperança para estes, no entanto, por revelação divina, Paulo foi capaz de relatar os eventos que aconteceriam no arrebatamento. Não há barreira para aquilo que Deus se propôs fazer, ou seja, quando a trombeta soar no arrebatamento, o primeiro conjunto de crentes que serão apanhados serão os santos que morreram em Cristo (1 Tessalonicenses 4:16). Eles serão todos ressuscitados! É o que a bíblia registra como a primeira ressurreição. Então dirão:

“Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória”? 1 Coríntios 15:55

Em Apocalipse 20:6, está escrito:

“Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos”. Apocalipse 20:6

Nós que estamos vivos e eles, todos juntos, seremos arrebatados para encontrar o Senhor no ar. Essa será a maior reunião de todos os tempos. Nós veremos nossos entes queridos novamente. Não só vamos vê-los momentaneamente, mas a alegria de estar com eles para sempre será maravilhosa.

Todos os santos verão o senhor e se regozijarão em sua salvação. Essa é a melhor parte do evento, o senhor se tornará visível para nós e viveremos com ele para sempre. O arrebatamento dos santos é um evento que nenhum crente deve se dar ao luxo de perder. Ele trará uma alegria que é indescritível. Neste ponto Jesus cumprirá sua promessa maravilhosa em João 14. Está escrito:

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. João 14:1-3

Vemos como este evento é monumental. Não há intermediários corruptos, ou corretores com seus favoritismos. Até os anjos estão de prontidão neste momento, porque Jesus disse que voltaria. Em outras palavras, Jesus virá e se apresentará pessoalmente. Isso mostra a gravidade deste dia monumental.

Quantas vezes do Reino de Deus anjos foram enviados? Foram despachados para executar deveres? Levar instruções para o benefício dos santos, como verdadeiros espíritos ministradores? No entanto, nenhum serafim, anjo, querubim serão encarregados do dever de receber os salvos, porque este evento está acima deles. Eles também terão que apenas assistir o Mestre Jesus realizá-lo. Está escrito:

“E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. João 14:3

Ele virá de novo, o Senhor Jesus Cristo retornará para nós. No Antigo Testamento, encontramos essa profecia:

“Quem é este que vem de Edom, da cidade de Bozra, com as roupas manchadas de vermelho? Quem é este vestido de trajes reais, que marcha em sua grande força? “Sou eu, o Senhor, anunciando sua justiça! Sou eu, o Senhor, poderoso para salvar!” Isaías 63:1

Quando ele for revelado, será revelado em toda a sua glória e todo o seu poder. Observe e preste atenção! Está escrito:

“Portanto, vigiem, pois não sabem em que ocasião o seu Senhor virá.
Entendam isto: se o dono da casa soubesse exatamente a que horas viria o ladrão, ficaria atento e não permitiria que a casa fosse arrombada.
Estejam também sempre preparados, pois o Filho do Homem virá quando menos esperam”. Mateus 24:42-44

Os crentes não devem prestar atenção a qualquer falso ensino sobre o fato de que não existe tal coisa como arrebatamento. A bíblia nos deu provas suficientes de que um arrebatamento certamente acontecerá. Ela nos deu relatos de dois homens que nunca experimentaram a morte, mas foram transfigurados. Enoque caminhou com Deus a ponto de ser arrebatado. Está escrito:

“E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou”. Gênesis 5:24

Já Elias foi arrebatado da terra por uma carruagem de fogo. Está escrito:

“E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho”. 2 Reis 2:11

Se Deus fez isso antes, pode fazer de novo! Não há impossibilidades com Deus. Os crentes devem, portanto se preparem, pois a experiencia que Elias e Enoque vivenciaram é uma prova bíblica. Esse arrebatamento definitivamente acontecerá. Devemos vigiar, viver uma vida consagrada e esperar sinceramente por ele.

Se formos considerados dignos no arrebatamento dos santos, devemos viver nossas vidas com a consciência de que ele pode ocorrer a qualquer momento, pois ninguém sabe o dia em que acontecerá.

Bem-aventurados aqueles que serão encontrados prontos. Você está pronto para ser arrebatado?

[Maná] A Grandeza de Deus

Deus é grande. Se houvesse alguma outra palavra ou adjetivo para descrever ou quantificar a magnitude da personalidade de Deus, não seria “grande”. Seria algo maior. Tantas coisas na terra apontam para a glória e beleza de Deus. Não podemos negar a Sua grandeza em tudo que criou. Está lá para todos verem e absorverem.

Então quando vejo pessoas que descaradamente (como eu fazia antes) discutem a existência de Deus ou O abandonam para adorar outros “deuses” menores que foram criados por Ele, eu me compadeço de suas almas e oro sinceramente para que Deus abra os seus olhos e lhes dê compreensão, porque a questão não é se ele existe, ou não. A questão é se nós iremos reconhecer sua supremacia em nossas vidas, para nossa própria sobrevivência. Mas a verdade é que todos vão se curvar agora, ou no futuro. Está escrito:

“Tão certo como eu vivo, diz o Senhor, ‘todo joelho se dobrará para mim, e toda língua declarará lealdade a Deus’”. Romanos 14:11

Os anjos estão no céu agora curvando-se diante de Deus por causa de sua grandeza. Eles estão constantemente se curvando e O adorando. Ele é um Deus tão grande. Evie Hill uma vez disse que os anjos gastam seus dias curvando-se diante de Deus e dizendo Santo, Santo, Santo. Eles fazem isso, pois a cada vez que eles levantam suas cabeças e olham para Ele. Outra coisa grandiosa já foi feita, portanto eles se curvam e dizem Santo – nosso Deus é grandioso.

Os anjos no céu sabem quão grande Deus é, mas devemos aprender com eles e reconhecer a grandeza do nosso Deus, porque só Deus é grande.

Nosso problema é focar na “grandeza” dos problemas que enfrentamos na vida. Concentramo-nos na grandeza da situação que enfrentamos. Nesse momento você pode estar enfrentando algo, onde não vê uma saída, porque seus recursos não podem atender às demandas do seu problema, no entanto eu quero encorajá-lo hoje a olhar a grandeza de Deus. Isso é o que o profeta Isaías ensinou. Está escrito:

“Todo o vale será exaltado, e todo o monte e todo o outeiro será abatido; e o que é torcido se endireitará, e o que é áspero se aplainará.

E a glória do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente a verá, pois a boca do Senhor o disse”. Isaías 40:4,5

Vales e montanhas podem ser cognitivos de problemas e coisas que mais tememos. Os desafios que nos mantêm acordados de noite e nos fazem preocupar sobre como sobreviveremos. Nesta passagem, Deus nos assegura as suas habilidades para tornar nossas maiores montanhas, temores, obstáculos e barreiras, que nos impedem, em terra plana, a fim de que sua glória seja revelada e proclamada entre todas as nações da terra.

O verso 31, o último verso do mesmo capítulo, é instrutivo. Diz:

“Mas os que confiam no Senhor renovam suas forças; voam alto, como águias. Correm e não se cansam, caminham e não desfalecem”. Isaías 40:31

Esperar no senhor significa confiar nele com todos os nossos problemas e lançar todos os nossos cuidados sobre ele, porque Ele se importa conosco. Confiar nele significa relaxar e abandonar completamente todo fardo, preocupações e medos. Em 1 Pedro 5:7, está escrito:

“Entreguem-lhe todas as suas ansiedades, pois ele cuida de vocês”. 1 Pedro 5:7

Lance todas as suas preocupações de uma vez por todas sobre ele, porque se preocupa com você com o mais profundo carinho e zelo.

Agora, se você ainda está preocupado com o quer que seja, então a verdade é que você não seguiu as instruções deste verso, isto é, dê a situação, dê o problema para Deus. Uma vez que esteja em suas grandes mãos, você terá descanso. Deus nunca falhou com qualquer um que depositou sua confiança nEle. Ele tem um histórico perfeito! Deus não vai falhar com você! Ele não vai deixá-lo em seu tempo de necessidade, mas você tem que confiar e manter seus olhos nEle.

Quando a vida realmente fica difícil e problemas surgem, podemos ser tentados a pensar que Deus nos abandonou. No entanto não devemos ter esse pensamento ímpio. Isso é manifestação da carne para enfraquecer nossas mentes e nos fazer chafurdar em nossos problemas, pois quando começarmos romantizar nossos problemas e os personalizar, encontrar soluções tornar-se-á difícil.

Desafios existem por razões diferentes. Às vezes, elas surgem para testar nossa fé e fazer com que permaneçamos em Cristo como aconteceu com Jó. Outras vezes, são para nos preparar para algo mais glorioso pela frente. Seja para o que for que estejamos sendo testados, não deveríamos perder nosso foco ou deixar nossos problemas distrair-nos, a fim de perdermos de vista a maior alegria em Cristo à frente.

Nossos problemas não são maiores ou mais importante do que Deus. Não há nada ainda até nos céus que possa contestar a supremacia de Deus ou resistir a sua grandeza. Também nunca haverá poderes que se comparam ao dEle.

Precisamos quebrar nossas defesas e nos entregar completamente a Ele. Assim, deixá-lo reinar supremo em nossa situação. Está escrito:

“Eu sou o Senhor, o Deus de toda a humanidade. Acaso alguma coisa é difícil demais para mim”? Jeremias 32:27

Quando somos tentados a duvidar do absoluto controle de Deus sobre uma situação, devemos permitir essa palavra de Deus, profetizada por Jeremias, soar verdadeira para nós e, assim, trazer conforto e quietude para nossas almas.

Às vezes, continuamos a nos sentir ansiosos e agitados sobre tudo que está acontecendo, pois não demos acesso a Deus e seu controle absoluto. Até que façamos isso e reconheçamos sua supremacia não vamos parar de escalar obstáculos que vão nos deixar constantemente drenados e exaustos.

Por que se preocupar quando você está em Cristo? Por que lutar com todas as suas forças quando você pode lutar de joelhos? Está escrito:

“Não vivam preocupados com coisa alguma; em vez disso, orem a Deus pedindo aquilo de que precisam e agradecendo-lhe por tudo que ele já fez”. Filipenses 4:6

Deus não é apenas grande por causa do coisas que Ele pode fazer. Ele é grande porque a grandeza faz parte do seu ser. Fragmentos de sua grandeza são vistos em tudo que ele criou, inclusive o homem. Quanto mais cedo chegamos à compreensão de sua imensidão, menos suportaremos o opressor fardo dos problemas da vida e alcançaremos o descanso.

[Maná] Como ouvir Deus na oração

Minhas ovelhas ouvem minha voz e eu as conheço e elas me seguem. João 10:27

Conhecer a voz de Deus é um privilégio exclusivamente para os filhos de Deus. Ele quer falar conosco, quer comunicar-se com seus filhos, como vemos em Apocalipse 3:20:

“Eis que estou a porta e bato. Se algum homem ouvir minha voz e abrir a porta eu entrarei e cearei com ele e ele comigo”.

Eu li uma citação maravilhosa de Loren Cunningham. Ele afirmou que Deus almeja nos deixar saber que Ele, não está apenas vivo, bem e no comando do todo o universo, mas também está interessado em falar pessoalmente com seus filhos. E eu não poderia deixar de concordar com estas palavras. A Bíblia diz em Êxodo 33:11:

“E o Senhor falou com Moisés face a face, como um homem fala com seu amigo”.

Conhecer a voz de Deus é muito real. Essa experiência é uma das mais altas formas de relacionamento e intimidade. O que meditação é? Não há nada complicado sobre meditação bíblica. Ela pode ser colocada de forma bem simples, você pode não concordar com minha definição, mas estou disposto a dizer que é ouvir a Deus, mas não é místico, não é assustador, não há mantras envolvidos e nenhuma experiência cósmica.

O Deus que adoramos ainda fala, como uma das maravilhosas verdades ensinadas na Escritura. Porque ele falou, por definição, ainda está falando. O Senhor Jesus Cristo, Lucas relata, começou a fazer e a ensinar. Você está disposto a acreditar nisso? Que o Senhor Jesus Cristo ainda está fazendo e ainda ensinando? Existe, ou não existe, algo como sendo ensinado pelo Espírito?

Deus está falando, mas você está ouvindo? E se você está ouvindo, você está discernindo? É assim que abordamos o assunto da meditação. Queremos ser amigos de Deus e algumas pessoas tiveram esse maravilhoso título. Queremos ser capazes de cantar “ele anda comigo e fala comigo“, mas nós queremos ser capazes de cantar? Porque, na verdade, é a nossa própria experiência. Não é apenas uma música escrita por outra pessoa. Queremos saber na experiência diária o que significa alimentar-se do pão de vida.

Meditação é ouvir a Deus. Agora eu quero enfatizar isso hoje porque é importante. Para deixar claro que não estamos falando sobre o que os gurus modernos falam com ideias estranhas. Bem, a meditação bíblica é completamente o oposto disso. Nossa intenção é ouvir a Deus.

Enquanto lemos os Evangelhos 12 vezes ou mais, vemos nosso Senhor Jesus Cristo desaparecer e se isolar. Agora, o que ele fazia? Bem, às vezes, é nos dito muito especificamente o que ele fazia – ele orava a noite toda para Deus. Mas o importante não era o que ele fazia, mas sim como fazia.

Agora, quero que preste bem atenção. Provavelmente, se eu perguntasse: você ora? Responderia sim. Pelo quê você ora principalmente? Responderia por minhas necessidades, naturalmente, pelos meus amigos, pessoas que estejam doentes etc.

Bem, quando você ora, por quanto tempo você ora? Sobre o que você ora? Então quanto tempo, depois de terminar de falar, você escuta? Você entende que não pode ter um relacionamento íntimo se só você fala, não é mesmo?

Se você é casado ou tem um amigo e, durante um diálogo, ocorre um monólogo, onde só você fala e a outra pessoa nunca tem a chance de dizer qualquer coisa, o que acontece depois de um tempo? O que eles fazem? Eles se fecham. Eles desistem de dizer qualquer coisa, porque você demonstrou que não escuta. Isso, você não está interessado no que eles têm a dizer, pois só está interessado no que você tem a dizer.

Agora eu sei o que você está pensando: quer dizer então que ao fazer as minhas orações devo esperar que Deus fale de volta para mim? Sim. Pela simples razão de que ele nos criou e se revelou a nós através de Seu Filho Jesus Cristo, a fim de desenvolver este relacionamento íntimo conosco. Você nunca poderá ter uma intimidade com alguém, se você não der ouvidos as pessoas, como você pode descobrir suas dores, suas necessidades, seus desejos. Como você pode descobrir o que está acontecendo na vida deles, se você não os ouvir.

E como vimos muitas vezes antes nas crianças e nos adolescentes. O que eles querem em relação aos seus pais? Serem ouvidos. Todo mundo quer ser ouvido.

Portanto eu o pergunto: qual foi a última vez em que você orou, parou e disse ao Senhor agora eu quero ouvir o que tem a me dizer. Talvez você ainda pense que “Deus não fala comigo”! Mas sim Ele fala! O Espírito dele fala com o seu, mas você tem que estar disposto a ouvi-lo. Dê-lhe tempo para falar. Se você faz uma oração e logo se levanta ou vai orar e só se lembra que dormiu, então com toda certeza não ouviu a voz de Deus. Você apenas expressou seus sentimentos.

Lembre-se de que Ele nos criou com o propósito principal de desenvolver uma intimidade pessoal conosco, porque somos a única parte de sua criação com quem Ele pode ter um relacionamento. Ele disse:

“Façamos o homem à nossa própria imagem”. Gn 1:26a

Veja qual foi a maior honra que Ele poderia nos dar senão sermos criados a sua Imagem e portarmos o seu Santo Espírito, a fim de que se conecte com nosso espírito e possamos sentir essa unidade, proximidade, intimidade e indescritível relacionamento, mas você tem que estar disposto a ouvir.

Mesmo assim alguém pode dizer: “eu acho que Deus nunca falou comigo”. Sim, Ele já falou! Poderiam me indagar: você não sabe se Ele já falou ou não. Sim, eu sei. Como posso ter certeza? Porque eu sei quem Ele é. E Deus fala sim e de maneiras diferentes.

Mas, se você vai ter um relacionamento íntimo com Ele, tem que descobrir como ele pensa, age, trabalha. Para isso nós temos a Palavra de Deus para nos ajudar a entender quem ele é.

Por mais rico que alguém seja, se este livro não fizer parte do seu coração, ela está na pobreza. Não importa quem seja, pois é aqui que a verdade está. A Verdade sobre Deus. Ele nos deu sua palavra, para que ela nos dê entendimento, a fim de compreendermos a maneira como ele pensa e trabalha na vida de uma pessoa.

Intimidade de vida significa que devo estar disposto a escutá-lo. O que Ele quer me dizer? Ore e permita que Ele fale!

[Maná] Obedecendo a voz de Deus

Às vezes precisamos tirar um dia da semana para esperar em Deus, podemos não ter uma ideia do que irá acontecer. Sem agenda, sem lista de oração, às vezes, apenas começando em ler a Bíblia, mas no final do dia estamos completos, porque o Espírito Santo nos conduziu.

Quando aprendermos a esperar em Deus, ele irá mostrar-nos obstáculos em nossos relacionamentos com ele, para que possamos estar livres deles, a fim de amá-lo e servi-lo melhor.

Muitos de vocês não estão onde deveriam estar com Deus agora. Meu o objetivo não é acusar ou condenar, mas ajudar. Quando não permitimos que o Espírito Santo nos guie, não podemos ouvir as palavras de conforto, direção e sabedoria que ele quer nos dar.

Uma das maiores necessidades em nossas vidas é ter tempo com Deus, mas a maioria dos cristãos não dá muito tempo a Ele! Uma condição para a qual muitos de nós precisa se arrepender.

Reconhecendo o Senhorio de Jesus

Hoje no corpo de cristo algo está fora do lugar que precisa ser corrigido. Então o que está fora do lugar? Bem, não estamos reconhecendo a liderança de cristo em nossas vidas. Paulo escreveu:

“Deus submeteu todas as coisas à autoridade de Cristo e o fez cabeça de tudo, para o bem da igreja.

E a igreja é seu corpo; ela é preenchida e completada por Cristo, que enche consigo mesmo todas as coisas em toda parte”. Efésios 1:22,23

A linguagem de escolha usada por Paulo é interessante. Deus colocou todas as coisas sob a autoridade de Jesus. Elas foram submetidas a ele, mas Ele também deu Jesus para a igreja. Ter Jesus, como cabeça, é algo muito precioso e abençoador para o corpo, além disso Jesus é cabeça sobre todas as coisas, não sobre algumas coisas, não sobre quase todas as coisas.

Você pode dizer honestamente na presença de Deus que Jesus está dominando tudo na sua vida? Que não há nada que esteja fora do controle dele? Nada que esteja fora da expressão de sua vontade determinada para você?

Em Efésios, Paulo escreveu:

“Em vez disso, falaremos a verdade em amor, tornando-nos, em todos os aspectos, cada vez mais parecidos com Cristo, que é a cabeça.

Ele faz que todo o corpo se encaixe perfeitamente. E cada parte, ao cumprir sua função específica, ajuda as demais a crescer, para que todo o corpo se desenvolva e seja saudável em amor”. Efésios 4:15,16

Todo o corpo depende da cabeça. É apenas através do relacionamento do corpo com a cabeça que ele obtém alimento, pode crescer e funcionar efetivamente. Se a conexão com a cabeça for impedida toda a vida do corpo é instantaneamente prejudicada.

Paulo disse que “ninguém te engane por sua recompensa”. Colossenses 2:18

Não deixe ninguém te desqualificar. Seria melhor expressar o que Paulo estava dizendo aqui. Não deixe essa pessoa te enganar a ponto de removê-lo de herdar o que Deus tem para você.

Esse tipo de pessoa tem prazer e falsa humildade. Inutilmente inflado por sua mente carnuda. Tal pessoa afirma ser super espiritual, mas é muito carnal, ele ensoberbeceu a mente de tal modo que ele não se consegue apegar à cabeça de quem todo o corpo nutrido e unido por articulações e ligamentos cresce com o aumento que vem de Deus(v.19).

A nova versão internacional diz que ele perdeu a conexão com a cabeça. Assim que isso acontece, corremos o risco de cometer erros, participarmos de alguma forma de engano e algum tipo de falso ensino. Algo que está fora de linha com a verdade de Deus.

A única condição de segurança para o corpo e para cada crente é estar corretamente relacionado com a cabeça. Todo crente verdadeiro tem uma conexão direta divinamente preparada com Jesus Cristo que você não deve deixar ninguém interferir.

Os pastores são pessoas adoráveis, mas eles não podem tomar o lugar de Jesus. A função de um pastor não é ser a sua cabeça, mas para ajudá-lo a cultivar seu relacionamento com aquele que é a tua cabeça. Eles não são responsáveis por dar todas as respostas para todos os seus problemas, mas para mostrar como encontrar as respostas de Jesus para vocês.

Algumas pessoas são preguiçosas e só querem que um ser humano resolva todos seus problemas. Não funciona assim. Também alguns líderes são autoritários e querem controlar as pessoas.

Você tem que ter seu próprio relacionamento pessoal com Jesus. Você tem que ser capaz de ouvi-lo falar com você. Tem que ser capaz de ser dirigido por ele. Tem que ter algo dentro de si que indica quando o Senhor está satisfeito ou não com você. Tem que ser sensível a Cabeça.

Funções da cabeça

Agora vamos discutir cerca de quatro funções de nossas cabeças físicas e como elas se relacionam com a liderança de Jesus.

Esta não é uma lição competente em autonomia. Elas são apenas simples perspectivas práticas. Enquanto revisamos esses quatro, quero que você considere seu relacionamento com jesus e o relacionamento da igreja hoje com sua Cabeça.

Parece que nossas cabeças têm quatro funções principais:

1) Receber informações: todas as partes do corpo se comunicam com a cabeça e ela obtém informações de todas as partes do corpo;

2) Tomar decisões: a cabeça decide o que o corpo deve fazer;

3) Iniciar uma ação: a palavra-chave é iniciar porque aquele que leva a iniciativa é a cabeça;

4) Coordenar a atividade de outros membros do corpo.

O Espírito é o meio pelo qual Jesus, enquanto Cabeça, comunica-se com o corpo, dirige-o, controla-o e o preserva. Então estamos falando sobre um relacionamento com jesus e um relacionamento com o Espírito Santo. Jesus disse:

“Quando o espírito da verdade vier, Ele irá guiá-los em toda a verdade”. João 16:13

Lembre-se que Jesus disse isso a seus discípulos, quando estava prestes a deixá-los. Indicando na realidade que Ele não iria dizer tudo que eles precisavam saber no momento, mas isso não importava porque o Espírito de verdade, isto é, o Espírito Santo iria vir e guiá-los em toda a verdade.

Jesus estava dizendo que, daquele tempo em diante, seu relacionamento conosco seria efetuado através do Espírito Santo.

Ele continuou a dizer que o Espírito Santo não iria falar de si, mas iria dizer o que ouvir. Ele falará sobre o futuro (João 16:13).

Eu acredito que a igreja deveria ter direção sobre o futuro, orientação divina vinda do Espírito Santo. Não sobre tudo, mas para certas coisas que precisamos saber. Dada a situação mundial, a igreja ir para o futuro sem a orientação do Espírito Santo significa ir em direção ao desastre.

Temos apenas vislumbres dos problemas e as pressões que estão vindo em todo o mundo e Vamos precisar do Espírito Santo para nos avisar o que irá acontecer, a fim de não estarmos no lugar errado no momento errado.

Uma das orações que devemos orar regularmente é estar sempre no lugar certo e na hora certa. Apenas o Espírito Santo pode tornar isso possível. Jesus disse:

“Ele me trará glória” João 16:14

Vale a pena mencionar isso novamente em conexão com ser capaz de ouvir o que Deus está dizendo para nós, glorificar a Jesus é uma marca distintiva do Espírito Santo.

Hoje muitas coisas que dizem ser a obra do Espírito Santo falta a marca de glorificar Jesus. Qualquer coisa que exalte uma personalidade humana não é do Espírito Santo.

Pode até ter aparência de algo espiritual, mas não é do Espírito Santo. Tudo que o espírito faz é sempre para glorificar Jesus. Se Jesus não for o centro das atenções, o contorno não é do Espírito Santo.

Cedendo à escolha de Deus

Embora as funções da cabeça sejam essenciais, vamos brevemente concentrar-nos na quarta função coordenar a atividade de outros membros do corpo. Concernente ao nosso relacionamento com cristo isto lida com a questão da iniciativa. Jesus disse aos seus discípulos:

“Vocês não me escolheram; eu os escolhi. Eu os chamei para irem e produzirem frutos duradouros, para que o Pai lhes dê tudo que pedirem em meu nome”. João 15:16

Esta afirmação é inequívoca, não há dúvida sobre isso, ele disse que nos escolheu. E os frutos são duradouros, pois procedem da escolha de Deus.

Você pode ter todos os tipos de programas e atividades religiosas na igreja, mas se Deus não os iniciou não haverá fruto permanente. Jesus também disse que o Pai vai te dar o que você pedir usando o nome dele (João 15:16).

Você entende que a capacidade de orar efetivamente para o Pai procede da vontade de Deus? Podemos orar todos os tipos de orações, mas se elas não são segundo a Deus não teremos nenhuma garantia de que Ele irá respondê-las. Deus está realmente envolvido com aqueles que ele escolheu.

Sempre que tomarmos a iniciativa das mãos de Deus, nós desligamos o Senhorio de Jesus. Um excelente exemplo de dependência da escolha de Deus está no livro de Atos. Está escrito:

“Entre os profetas e mestres da igreja de Antioquia da Síria estavam Barnabé e Simeão, chamado Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, que tinha sido criado com o rei Herodes Antipas, e Saulo.

Certo dia, enquanto adoravam o Senhor e jejuavam, o Espírito Santo disse: “Separem Barnabé e Saulo para realizarem o trabalho para o qual os chamei”. Atos 13:1,2

A nova versão internacional diz enquanto eles estavam adorando o senhor em jejum. Enquanto eles estavam esperando no Senhor sem nenhuma agenda própria, o Espírito Santo disse com efeito qual era a agenda dEle.

Com que frequência a igreja vem a Deus com sua própria agenda e nunca perguntam a Ele qual é a sua vontade. Você não pode tomar suas decisões, escrevê-las e, em seguida, aplicar o nome de Deus como um selo, porque Deus não é um selo. Ele é o Deus Todo-poderoso!

A passagem da escritura continua, então depois de mais jejum e oração os homens colocaram as mãos sobre eles e os enviaram (Atos 13:3). De onde veio a decisão de enviar Paulo e Barnabé? Veio de Deus pelo Espírito Santo.

Antes que esses homens fossem enviados pelo Espírito Santo, eles eram profetas e professores. Em seguida se tornaram apóstolos. Note que eles são chamados de apóstolos duas vezes, mas o povo da cidade estava dividido na opinião sobre eles. Alguns ficaram do lado dos judeus e outros com os apóstolos (Atos 14:4). Um apóstolo é aquele que é enviado, então qualquer um que não foi enviado não pode ser um apóstolo.

Surpreendentemente, embora a iniciativa tenha procedido de Deus o Pai por meio de Jesus Cristo o Filho através do Espírito Santo, eles não foram chamados apóstolos antes da igreja os enviar.

Deus não contorna a igreja na nomeação de ministérios. Quando Paulo e Barnabé acabaram com essa atribuição particular de ministério finalmente voltaram de navio para Antioquia da Síria, onde sua jornada havia começado. Os crentes de lá os haviam confiado a graça de Deus para fazer o trabalho que agora estava completo (Atos 14:26).

Quantos de nós na igreja hoje podemos dizer que executamos o trabalho que nos foi atribuído e não apenas fizemos parte dele, mas completamos todo o trabalho?

A explicação para o cumprimento da tarefa deles é que a iniciativa partiu de Deus. Os líderes da igreja em Antioquia ouviram e seguiram Sua escolha. Qualquer outra coisa não produziria os mesmos resultados.

[Maná] O maior pecado

Qual é o pior pecado de todos? É o adultério? É a fornicação? É roubar? É o assassinato? Mentir? O pior pecado do mundo o qual eu e você estamos mais sujeitos e devemos travar a guerra mais dura é o orgulho. “Deus resiste ao orgulhoso e dá graça aos humildes”. Está escrito:

“Também vós, mais jovens submetam-se ao mais velho, sejam sujeitos um ao outro e se revistam com humildade porque Deus resiste o orgulhoso e dá graça ao humilde”. 1 Pedro 5: 5

A escritura afirma que o diabo caiu por orgulho. Ele foi julgado e expulso do céu por causa de seu orgulho. E aqueles que caem no orgulho, caem na condenação do diabo e este foi o pecado que ele instilou em Adão e Eva quando ele os tentou no jardim. Ele lhes disse que seriam como Deus. Orgulho como auto adoração é atribuir mais valor a si mesmo do que a qualquer outro.

Orgulho, portanto, é “auto sentimento”, pois os pensamentos e afeições da pessoa giram em torno de si. Orgulho é “auto importância”, ou seja, venho a me considerar como mais importante do que outros homens e mulheres que foram feitas na imagem de Deus. Orgulho é “auto elogio” onde estou muito ciente do que tenho feito e estou muito ansioso para receber. Este orgulho de crédito é “auto adoração”.

Agora, deixe-me falar com você um momento sobre o orgulho no Velho Testamento. Nos 39 livros do Antigo Testamento há uma condenação sustentada deste pecado final. Quase todos os livros do Antigo Testamento carregam, por impulso direto ou por implicação, algum ensino sobre a maldade do orgulho. Está escrito:

“Que o Senhor corte os lábios bajuladores e cale a língua arrogante.
Eles dizem: “Mentiremos quanto quisermos. Os lábios são nossos; quem nos impedirá?”. Salmos 12:3,4

Noutro lugar, está escrito:

“Livras os humildes, mas humilhas os orgulhosos”. Salmos 18:27

“Ostentam o orgulho como um colar de pedras preciosas e vestem-se de crueldade.
Tu os puseste num caminho escorregadio e os fizeste cair do precipício para a destruição”. Salmos 73:6,18

Deus diz que é inimigo do orgulho. Está escrito:

“Não tolerarei quem difama seu próximo, não suportarei presunção nem orgulho”. Salmos 101:5

Em provérbios encontramos o aviso sobre este pecado, está escrito:

“Há seis coisas que o Senhor odeia, ou melhor, sete coisas que ele considera detestáveis: olhos arrogantes…” Provérbios 6:16,17

Deus odeia o pecado do orgulho! E, até no novo testamento, ele é condenado. O orgulho está ausente no caráter mais sagrado. Deus é contra o orgulho, portanto, se um homem é piedoso, ele será o menos orgulhoso. Jesus é perfeitamente Deus e, portanto, inteiramente sem orgulho.

As ramificações do orgulho são impressionantes. Não tenho estatísticas para apoiar isso, mas eu acredito que ficaremos surpresos com a quantidade de casamentos e relacionamentos que simplesmente, por causa do orgulho, morrem, cria uma barreira entre duas pessoas, destroem uma intimidade desgastando a confiança entre marido e mulher, poucas coisas são tão tóxicas para um relacionamento quanto o orgulho.

Duas palavras: Me desculpe! Nunca vão sair da boca de uma pessoa orgulhosa. Ela é incapaz de se desculpar. Isso acontece por duas razões, primeiro uma pessoa orgulhosa pode não ser capaz de ver seus próprios erros. Segundo uma pessoa orgulhosa pode não estar disposta a admitir culpa, mesmo quando sabem que estão erradas.

Tudo bem estar errado, ninguém é perfeito. Pedir desculpas e reconhecer não faz de você menos homem ou mulher por admitir um erro, em vez de sempre apontar o dedo. Orgulho exige que pareçamos melhor do que outros. Uma pessoa orgulhosa se torna um especialista em encontrar falhas nos outros. É como se cursassem aulas de localização de falhas. Uma vez que eles veem a vida através dessa lente problemas é tudo o que eles veem e realmente acreditam que encontrar falhas é seu dom e prontamente apontam as falhas de todos: chefes, colegas de trabalho, amigos e até mesmo seu cônjuge.

Agora aqui está o impulso de toda a mensagem. Se me torno orgulhoso como indivíduo, Deus é contra mim. Imagine o horror de viver uma vida, onde Deus é contra você. O poderoso rei de todos os reis, o senhor de todos os senhores está contra você. Deus odeia este pecado como vimos de uma maneira particular, Deus resiste ao orgulhoso, mas deve haver uma ausência de orgulho na verdadeira humildade, então descobrimos que Deus dá graça ao humilde.

Um caráter orgulhoso está mais próximo do Diabo do que de Jesus Cristo. Deus resiste ao orgulhoso, mas Deus dá graça ao humilde. O espírito de orgulho é o absoluto rei, pai de todas qualidades destrutivas que podem entrar em nossa personalidade e a verdade é que ninguém está a salvo disso, ninguém está imune. Todos têm que ficar de olho nessa qualidade negativa e lutar a fim de não deixarem o espírito de orgulho se firmar e agarrar sua personalidade.

O orgulho diz a Deus: eu sou mais importante do que você. Seu orgulho segue seu próprio caminho, em vez do caminho do Senhor. Só Deus é digno de receber honra, glória e louvor, mas o orgulho tenta roubar a glória de Deus. Está escrito:

“Eu sou o Senhor; este é meu nome! Não darei minha glória a ninguém, não repartirei meu louvor com ídolos esculpidos”. Isaías 42:8

Deus não compartilha sua glória com qualquer pessoa. O humilde diz: siga seu caminho comigo Espírito Santo e uma pessoa orgulhosa diz: isso é o que eu farei a seguir, este é meu próximo passo.

Se nós temos algum orgulho, Deus vai resistir-nos. Como esperamos ser liderados pelo Espírito, se Deus está nos resistindo? O verso que acabamos de ler diz que Deus resiste o orgulhoso. O Espírito Santo é Deus e, se você tem um espírito orgulhoso, Ele está resistindo a você. Portanto você está vivendo uma vida sem o Espírito Santo, pois o orgulho bloqueia a voz do Espírito Santo. Ele pode fazer pouco, ou nada, em alguém que está cheio de orgulho. Um versículo que pode ajudá-lo a lidar com este espírito de orgulho é João 15:5 que afirma:

“Além de mim, você não pode fazer nada”.

Outra versão diz que “sem mim, você nada pode fazer”. Isso nos diz claramente como dependemos de Deus e precisamos dele para fazer absolutamente tudo. Tudo que nós tomamos como garantido. Tudo o que fazemos consciente e subconscientemente. Nós precisamos dele para respirar, para caminhar e para ter sucesso em cada coisa que você é o melhor. A Bíblia é tão clara! Ela não diz que “sem mim você pode fazer algumas coisas”, ela diz que “sem mim, você nada pode fazer”. Não há espaço nesse verso para interpretação. Não precisamos ir para sua origem grega ou hebraica. Somos totalmente dependentes do Senhor Jesus Cristo em tudo que nós fazemos, portanto, o orgulho não tem lugar em nossas vidas.

Você entende que o orgulho foi o primeiro pecado a ser cometido, quando o diabo se levantou e disse: eu vou, eu vou, eu vou. Se alguém tiver um espírito orgulhoso, ele está se comportando mais como o diabo do que Jesus Cristo. É por isso que a Bíblia diz que Deus resiste ao orgulhoso.

Portanto tornar-se orgulhoso faz com que Deus esteja contra você. Imagine o horror de viver uma vida, onde Deus seja seu inimigo? O Rei mais poderoso de todos os reis, o Senhor de todos os senhores esteja contra você?

Agora alguns de vocês talvez estejam orgulhosos de seu nascimento, mas Deus cuidou dos assuntos sobre a concepção de Jesus. Alguns de vocês estão orgulhosos de seus bens, mas o filho do homem não tinha onde deitar a cabeça. Alguns se orgulham de sua aparente respeitabilidade, mas sobre o Senhor disseram “pode sair alguma coisa boa de Nazaré”. Algumas pessoas têm orgulho de sua aparência, mas aquele que é bonito para Deus não tinha parecer, nem formosura, nenhuma beleza era vista, para que o desejássemos. Alguns estão orgulhosos do que aprenderam, mas eles tiveram que dizer como este conhece as letras que nunca estudou. Outros orgulhosos de suas superioridades, mas Jesus declarou ao mundo estou entre vocês como aquele que serve. Alguns estão orgulhosos de seu sucesso, mas ele veio sozinho e o seu próprio povo não o recebeu. Já outros estão orgulhosos de sua habilidade, mas ele disse não sou capaz de fazer nada por mim mesmo. Homens no mundo têm orgulho de poderem fazer o que quiserem, mas o filho perfeito de Deus disse que procuro fazer não minha própria vontade, mas a vontade daquele que me enviou. Estão orgulhosos de seus intelectos, mas Jesus declarou “como meu pai me ensinou, então falei essas coisas”.

A leveza e humildade de Cristo são inseparáveis. Esse é o ensino aqui. Se você for humilde será como Cristo. Caso não seja, você não é cristão, pois onde há orgulho há ruína espiritual.

O que fazer sobre o orgulho? Medite sobre isso em I Coríntios 4.7:

“Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido”?

Medite nisso em que entramos no mundo sem nada e devemos deixá-lo com nada, exceto nossos pecados. Nós recebemos todos os dons perfeitos vindos de cima e todas as virtudes que nós possuímos, cada vitória e cada pensamento da santidade vem somente dele.