[e-News] Bianca Toledo anuncia separação de Felipe Heiderich por caso pedofilia

bianca-toledo

A missionária Bianca Toledo, famosa pela sua experiência de ressurreição, anunciou pelas redes sociais que está se separando do marido, o pastor Felipe Heiderich. Num vídeo em que explica o caso, ela desabafa, afirmando que ele está envolvido com homossexualidade e com pedofilia.

Segundo ela, Felipe fez uma tentativa de suicídio após confessar tudo. Ela levou o caso à justiça e ele agora se encontra acautelado em uma clínica psiquiátrica, diagnosticado com psicose maníaco depressiva, neurose grave e síndrome de múltiplas personalidades. Nos últimos dias, a missionária postou três vídeos, onde relata tudo o que aconteceu com o casal.

No mais recente, postado nesta terça-feira (5), esclarece que está aguardando “a justiça do Céu e a justiça dos homens”. Afirma que, como mãe de filho pequeno, está passando por um dos piores momentos de sua vida. Bianca explica que está sofrendo muito e que o senador Magno Malta, que acompanha a situação iria se pronunciar.

“Eu fui enganada”, afirmou ela, visivelmente emocionada. Explicou aos seus seguidores que continuará levando a palavra de Deus e pediu orações.

Embora não tenha dado maiores detalhes sobre a separação, na descrição do vídeo afirma: “A anulação do casamento foi aceita como legitima diante das provas apresentadas ao juiz e o pedido de prisão foi feito mediante comprovação suficiente”.

Assista ao seu desabafo:

Fonte: GospelPrime

Minha opinião:

Há algum anos, quando conheci a história do ex-casal, fiquei chocado ao ouvir Felipe dizendo que Bianca era resposta de Deus às suas orações feita por anos, enquanto esperava por ela. Por que o espanto? O problema está em que a Bianca estava casada enquanto o Felipe orava por sua futura esposa. Percebem o contrassenso?

Em outras palavras, Deus destruiu o primeiro casamento de Bianca Toledo, afim de liberá-la a se casar novamente com o Felipe. Isso é um absurdo.

Veja o vídeo desse testemunho à partir de 4 minutos:

Está escrito:

Eu odeio o divórcio“, diz o Senhor, o Deus de Israel, e “o homem que se cobre de violência como se cobre de roupas”, diz o Senhor dos Exércitos.” Malaquias 2:16

Deus não age contra a sua Palavra. Guardei essa situação para mim. Descansei no Senhor. E hoje quando vou ler as notícias no Facebook me deparo com a separação do casal “unido por Deus”. Creio que ficou bem claro o equívoco à respeito da vontade de Deus nesse relacionamento.

Infelizmente tudo isso aconteceu e, com muita dor e muito sofrimento, estamos aprendendo mais uma lição através da vida de nossa irmã Bianca. Oremos pelo ex-casal, afim de que Deus venha gerar arrependimento e conversão em Felipe e console o coração de Bianca.

[Apostasia] Igreja Batista decide em assembléia aceitar homossexuais no rol de membros

image004

Vejam a carta do Pastor abaixo:

E assim caminhamos para o fim. Até que ponto chegamos?
Esse não é ainda o ponto final da história.
“Um Caminho ainda mais excelente. ”
I Coríntios 12:28

No último dia 28 de fevereiro do ano em curso, a Igreja Batista do Pinheiro reunida em assembleia extraordinária, aprovou por maioria absoluta de votos (129 favoráveis, 3 contrários e 15 abstenções) o parecer da diretoria executiva 2015 e 2016, que sugeria a aceitação de pessoas homoafetivas como membros da igreja por batismo, carta de transferência e aclamação. Desta forma, corajosamente os membros presentes na assembleia decidiram de forma histórica que qualquer pessoa que confesse Jesus de Nazaré como Senhor e Salvador da sua vida, independente da sua condição social, econômica e sexual será recebida formalmente no rol de membros da igreja.

Celebro esta decisão histórica com muito temor no coração, uma vez que a mesma encerra um debate de 10 anos, onde estudos bíblicos, encontros, mesas redondas, embates, debates e é obvio alguns arranhões (não teria como ser diferente) aconteceram no desenrolar deste período. Durante estes 10 anos fizemos questão de não abrir mão da Bíblia, pois, a mesma continua sendo nossa regra de fé e prática; mergulhamos o mais profundo que pudemos nos estudos exegéticos e hermenêuticos em busca de um consenso que trouxesse paz ao coração na hora de decidir.

Também, não abrimos mão do respeito às opiniões divergentes, exercitando a paciência e crendo que no tempo determinado pelo Espírito Santo de Deus (Eclesiastes 3:1) as ideias, os olhos e os corações seriam abertos para enxergar o real sentido do debate, que constituía em aceitar e amar as pessoas nas suas particularidades, como o próprio Deus nos amou (Efésios 1:18 e 2:4,5).

Nestes quase 46 anos de organização como igreja, nossa comunidade de fé sempre procurou estar atenta e sensível às vozes daqueles que não conseguem ter voz, nem ser ouvidos pela maioria, principalmente do mundo religioso formal. Lamentavelmente, constato numa rápida análise que com o passar dos tempos, o cristianismo e na maioria das suas igrejas se apegaram apaixonadamente muito mais por suas doutrinas, estruturas e estatutos do que pelas vidas/pessoas pelas quais Jesus de Nazaré derramou seu sangue. Tijolos, estatutos, estruturas e tantas outras coisas que geram disputas infindáveis em nosso meio, precisam dar espaço urgente ao grito silencioso do Espírito de Deus que tenta nos lembrar que não fomos chamados para ser régua do mundo, e sim, braços aconchegantes para todos e todas que estão cansados à beira do caminho (Mateus 11:28-30).

Depois de 10 anos discutindo, conversando, orando, chorando e não se deixando vencer pela força coercitiva do fundamentalismo machista e excludente que sempre predominou em nossas leituras e interpretações da Bíblia, recebo esta decisão como uma boa nova do Espírito de Deus que nos mostrou, nas palavras de Helcias Pereira (Coordenador Nacional das APNs), que nos visitava na manhã da decisão: “que nem sempre a arrogância, a ignorância e a estupidez humana prevalecem em relação aos desafios de aceitação ao que é diferente ou mesmo inusitado.” Como diria na mesma manhã da decisão, o irmão Jorge Firemam: “Agradeço a Deus por estar aqui neste dia. Pois para mim era uma questão de honra me fazer presente. O resultado da votação não é apenas pelos “meninos” ou pelas “meninas”, o resultado representa a verdadeira importância do amor e do respeito ao próximo” (Mateus 22:34-40; I João 4: 7-21).

10 anos não são 10 dias ou meses, durante este longo tempo muita gente deu sua preciosa contribuição, costurando com oração, amor e lágrimas a decisão do último domingo. Louvo a Deus pela vida do irmão Júlio Daniel que corajosamente há 10 anos, de forma pura e até inocente declarou sua condição sexual publicamente na igreja, gerando na ocasião, desconforto para alguns e desafio para outros que a partir daquele momento começaram a considerar o tema de forma mais didática e pedagógica em oração. Louvo a Deus por aqueles que não concordando com os debates e os encaminhamentos sobre a temática deixaram a igreja de forma respeitosa e pacífica sem provocar dissenções e dificuldades para comunidade de fé. Louvo a Deus pela vida dos nossos líderes eleitos da gestão 2015 e 2016 que de forma discreta, corajosa e temente ao Senhor Deus produziram um parecer equilibrado e robusto que levou a comunidade a aprová-lo com paz no coração. Louvo a Deus pela nossa pastora e teóloga Odja Barros, que sempre esteve disposta a escrever, pregar e apresentar seminários sobre a temática, sempre a convite da diretoria da igreja, demonstrando equilíbrio, respeito, imparcialidade e um temor ao Senhor Deus que arrebatou nosso povo em vários momentos com a Bíblia aberta e regada de lágrimas. Louvo a Deus por aqueles e aquelas que nestes 10 anos não arredaram o pé da igreja, em detrimento dos debates sobre a temática, sustentando a igreja em oração, recursos e acima de tudo protegendo a comunidade dos ataques e acusações covardes que muitos tentaram colar em nossa história. Parabéns para todos e todas que que fizeram e fazem a história recente da Igreja Batista do Pinheiro por mais esta decisão corajosa, que se soma à prateleira de decisões históricas importantes para a Igreja Evangélica Nordestina e Brasileira.

Mais que uma decisão histórica, nos alegramos como comunidade de fé em darmos mais um passo rumo ao exercício do que acreditamos ser a proposta de Reino de Deus apresentada por Jesus de Nazaré como sendo um espaço de amor, respeito e acolhimento a todos e todas que desejem fazer parte e vivenciar o evangelho. Nas palavras do pastor e teólogo Marcos Monteiro, todo tipo de preconceito, exclusão, racismo, sexismo, machismo, desrespeito ao diferente e ganância precisam ser denunciados como um “desangelho” (não evangelho).

No final do capítulo 12 do livro de I Coríntios, o apóstolo Paulo, após versar sobre os dons espirituais e comparar a igreja com um corpo e seus membros, utiliza as seguintes palavras para introduzir a temática do capítulo 13 que trata do amor: “Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente ” (verso 31b). Creio que a decisão do último domingo aponta a direção que a comunidade de fé chamada Igreja Batista do Pinheiro, pretende continuar seguindo que é tentar se manter de forma radical no caminho ainda mais excelente, que é o caminho do amor. Podemos errar, e vamos errar, somos humanos e imperfeitos. Entretanto, minha oração é que nossos erros sejam sempre numa tentativa insistente de se parecer cada vez mais com a proposta de graça e vida inaugurada e vivenciada em todo ministério do Senhor Jesus de Nazaré. Que possamos vir a errar, mais que nossos erros sejam por defender a vida acima de toda e qualquer injustiça, que nossa obsessão seja a mesma de Jesus de Nazaré que em vários momentos da sua breve vida, colocando-se ao lado dos excluídos do seu tempo trocou de lugar com os mesmos, sendo expulso do convívio social (Marcos 5: 14-17). O caminho do amor não é romântico, é duro muitas vezes, mas para quem crer e não abre mão de amar, qualquer preço a pagar é pequeno diante do que o poder do mesmo pode produzir na vida daqueles e daquelas que são alvo deste maravilhoso amor de Deus.

Maceió, 04 de março de 2016
Pr. Wellington Santos

Fonte: Veja Tudo

Minha opinião

Desde a Igreja Primitiva, sempre existiram homossexuais no Rol de Membro das Igrejas. Como Paulo mesmo deixa claro. Está escrito:

“Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos,
nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.
Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus.” 1 Coríntios 6:9-11

No entanto, como Paulo deixa claro, eles abriram mão da pratica condenada pelo Senhor e, assim, foram batizados e recebidos no Reino!

Por mais que tentem conciliar o politicamente correto com as Sagradas Escrituras, não há salvação sem arrependimento de pecado! Isso implica mudança, renuncia, abnegação, afim de que com o corpo possamos também glorificar a Deus!

A atitude dessa Igreja demonstra que realmente estamos perto do fim, pois a Apostasia é um dos últimos sinais antes do retorno de Jesus!

Maranata, ora vem Senhor Jesus!

[Apostasia] “Maconheiros de Jesus” usam droga para estudar a Bíblia

maconha

Um grupo de cristãos da cidade Centennial, Colorado (EUA), está chamando atenção por defender que a maconha os aproxima de Deus. Como o nome de “Stoner Jesus”, algo como “Maconheiros de Jesus”, convida “os estudantes da Palavra” para usar marijuana como uma maneira de lhes ajudar a entender os textos bíblicos.

Tudo começou quando Deb Button, 40 anos, casada e com dois filhos, precisou lidar com o divórcio. Ela diz que nunca havia usado drogas, mas aceitou o convite de um amigo. No Colorado, a venda do entorpecente é legalizada.

“Quando eu comecei a fumar me senti tão ligado a Deus”, conta ela. Entusiasmada, começou a divulgar os encontros do grupo na internet e rapidamente atraiu interessados. Aos poucos, a ideia foi se espalhando e hoje reúne além de evangélicos, mórmons, católicos, um ortodoxo grego e até um ateu! “Acho que essa planta é sagrada”, dispara Joye.

Os outros participantes têm suas próprias experiências. “Quando eu estou drogado, não consigo ler rápido, então olho para cada palavra”, disse Cindy Joye, uma das participantes.

“Penso no que cada uma delas significa”, explica. “Jesus não saia com os fariseus, mas com pecadores”, insiste Joye. “Se alguém lhe oferecesse um baseado, ele não diria que não.”

Já Mia Williams, que também participa dos encontros, faz uma defesa enfática.

“A Bíblia não diz que você não pode fumar maconha”, dispara. Ela afirma que foi criada em uma igreja batista conservadora, mas hoje não vê problema no consumo da droga. Cita Gênesis 1:29: “Eis que dou a vocês todas as plantas que nascem em toda a terra e produzem sementes’”, convenientemente deixado de fora a parte do versículo que explica que eram para alimento, não para fumo.

O que chama mais atenção nessa situação é o destaque que a mídia deu ao caso, celebrando como se fosse uma espécie de evolução ou tendência entre os jovens.

Nos Estados Unidos já existe até uma igreja que tem como sacramento a maconha. A Primeira Igreja dos Cannabis, no estado de Indiana é reconhecida pelo governo, mas não se define como uma igreja cristã, tendo sua própria filosofia.

Embora a Bíblia de fato não fale sobre a maconha ou outras drogas de maneira específica, existem muitas recomendações no Novo Testamento sobre a suficiência em Jesus. Ou seja, qual benefício uma droga que altera os sentidos poderia trazer a vida de uma pessoa?

A colunista Jennifer Leclaire, da revista Charisma, comentou a situação esta semana. Ela lembra que em contraponto aos frutos do Espírito Santo, as Escrituras falam sobre os frutos da carne: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são […] feitiçaria” (Gl 5.19-20).

O termo grego que aparece como “feitiçaria” na maioria das traduções, no original grego épharmakeia e pode significa “o uso de drogas de envenenamento ou intoxicação, feitiçaria, artes mágicas”. É a mesma raiz da palavra “farmácia” também chamada de “drogaria”.

Obviamente os tempos são outros e existem muitos medicamentos benéficos, mas o uso de substâncias que alteram a consciência na busca do sagrado tem suas origens em cultos pagãos antigos.

Uma olhada rápida nas ferramentas de busca na internet mostra que existem vários sites brasileiros lidando com a questão se é permitido um evangélico fumar maconha.

Embora o foco da política atual seja a possibilidade de impeachment da presidente Dilma, o Supremo Tribunal Federal (STF) está prestes a descriminalizar o consumo de drogas no Brasil.

Assim como ocorreu com o casamento homossexual, uma eventual aprovação do STF fará com que a questão das drogas seja imposta sobre a sociedade como o “natural” e a igreja precisará lidar com isso.

Não é por acaso que a maioria dos centros de tratamento de usuários de droga é mantido por igrejas. Segundo diferentes pesquisas, o uso da maconha é geralmente um primeiro passo, que conduz ao uso de substâncias cada vez mais fortes, como cocaína ou crack.

Fonte: GospelPrime

[e-News] EM NY, PAPA FRANCISCO AFIRMA QUE JESUS “FRACASSOU” NA CRUZ

CORRECTION US Pope Francis

CORRECTION US Pope Francis

Mais uma loucura herética deste falso profeta socialista…

“E (a besta) abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.” Apocalipse 13:6

Após se referir ao muçulmanos como “irmãos” (que adoram o mesmo Deus), Bergoglio compara as falhas humanas ao realizar esse trabalho com a Cruz de Cristo, que muitas vezes parece não dar fruto, mas que somos seguidores de Jesus Cristo, e que a vida de Jesus – humanamente falando – terminou em fracasso, o “Fracasso da Cruz”. (confira aqui na Homilia no próprio site Católico ou clique para download: NOVA IORQUE – Papa e o Fracasso da Cruz)

OOOPS…Foi isso mesmo que o Papa falou? Busquei na Internet a transcrição do seu sermão e confirmei que era isso mesmo que ele havia dito.

Fiquei pensando: “Eu não compreendo como um homem que se diz conhecedor das Escrituras possa dizer tal coisa”.

A morte de Jesus – mesmo humanamente falando – não foi um fracasso. É como se Ele tivesse tentado fazer algo e não conseguiu e acabou morrendo na cruz. A cruz era o objetivo final, Ele veio para isso. Sendo Deus encarnado, Ele pagou pelos nossos pecados nos reconciliando com o Pai, fazendo exatamente aquilo que Ele veio fazer, ou seja, morrer na cruz para se cumprir tudo o que estava escrito na Lei de Moises e dos Profetas. (Mateus 24:44)

Nenhum apóstolo, chamou a cruz de fracasso. Jesus sofreu a vergonha da cruz, (Hebreus 12:2) a maldição da cruz, (Gal 3:13) mas não o fracasso da cruz por que eles sabiam que a cruz não tinha sido um fracasso.

Não houve tempo suficiente para alguém achar que a cruz era um fracasso pois logo após a sua morte, estando Jesus ainda na cruz, o centurião e os homens que estavam ali reconheceram que Jesus era o Filho de Deus após o terremoto e tudo o que havia acontecido. (Mateus 27:54). Os discípulos estavam com medo, mas sabiam que Jesus seria morto e ressuscitaria, pois Ele mesmo os havia dito. (Marcos 10: 33)

A ideia de a cruz ser um fracasso é inexistente na história, tanto que três mil pessoas se converteram na primeira pregação de Pedro pois era sabido por todos que Jesus tinha feito milagres (Atos 2:22) e certamente as centenas de testemunhas oculares da sua ressureição eram provas suficientes para crerem Nele.

Citar a morte de Jesus na cruz como um fracasso do Jesus humano é uma heresia que menospreza seu sacrifício expiatório, não tem base Bíblica, Teológica nem Histórica e foge de todo o ponto central do evangelho. Jesus em nenhum momento na sua vida humana fracassou, sua vida foi perfeita, o plano de Deus foi perfeito.

Se Jesus não tivesse morrido na cruz, ele teria humanamente fracassado. Mas é exatamente por que Ele morreu na Cruz, que sua vida – humana – e morte não foi o “Fracasso da Cruz”, e sim, a “Vitória da Cruz”.

Texto: Joel M Stevao
Pastor, Teólogo, Apologista

Via: http://apologian.blogspot.com.br/ e http://www.acidigital.com/noticias/texto-homilia-do-papa-francisco-nas-vesperas-com-sacerdotes-e-religiosas-em-nova-iorque-15174/

SUPLEMENTO

Entenda biblicamente a relação da Igreja Católica com a Besta que sobe do Mar em Apocalipse. Veja as palestras abaixo:

[Apostasia] Assembleia de Deus muda estatuto para permitir divórcio de pastores

divorcio1

A denominação mais rígida em sua doutrina dentre as igrejas evangélicas parece que não é mais tão rígida assim: a Assembleia de Deus decidiu mudar seu estatuto para permitir que pastores e demais líderes possam se casar novamente, liberando o divórcio.

A decisão foi ratificada em julho deste ano no CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira), que ocorreu no mês de julho em Brasília e contou com a participação dos líderes da denominação, mas seu teor só agora foi divulgado na internet.

Pelo documento divulgado, a resolução diz que “O ideal divino para o casamento é que ele seja uma união para a vida toda”, mas pondera que devido a violência, adultério, abusos físicos e psicológicos bem como abandono emocional ou espiritual podem fazer com que seja “imperiosa a dissolução do matrimônio”.

Para tanto, caso sejam esgotadas as tentativas de reconciliação, a igreja “admite o divórcio e nova núpcia”. Ou seja: caso o pastor não consiga se reconciliar, poderá se separar de sua esposa e contrair novo casamento, sem que sofra qualquer sanção da igreja. A decisão, no entanto, não é válida para membros, mas apenas para pastores.

A Assembleia de Deus tenta conter os escândalos de separação enfrentados nos últimos tempos, onde diversos líderes de renome deixaram suas esposas por outras mais jovens, o que foi motivo de revolta por parte dos cristãos, principalmente na internet.

O documento redigido e sancionado na convenção foi assinado por um grande número de pastores, e está disponível na íntegra abaixo(obs: para uma melhor resolução, clique ma imagem):

AD1 AD2 AD3 AD4 AD5 AD6 AD7

E aí, pode separar?

Seguindo literalmente os evangelhos, o divórcio não é bem quisto por Deus, e nem pela maioria dos cristãos, que interpretam de forma literal as palavras de Jesus sobre estar em adultério quem casa-se de novo estando seu antigo cônjuge vivo.

Fonte: portaldotrono

[e-News] SUPREMA CORTE DOS EUA MANDA REMOVER MONUMENTO AOS DEZ MANDAMENTOS DO CAPITÓLIO.

Neste exato momento meus olhos contemplam, admirados, uma notícia que trouxe choque!

Suprema Corte de Oklahoma manda que o monumento aos Dez Mandamentos do Capitólio do Estado seja removido… Para que os iramos tenham uma noção de localização, Oklahoma está localizado no chamado “Cinturão Bíblico” dos Estados Unidos, onde há forte influência das religiões.

Captura de Tela 2015-06-30 às 17.23.31

Pesquisando rapidamente sobre a notícia (lida no site da FoxNews, link aqui: http://insider.foxnews.com/2015/06/30/court-10-commandments-monument-must-come-down-okla-capitol ) relembramos uma outra noticia de meados de 2014 em que um grupo de satanistas tinha o intento de erguer um monumento a Baphomet e coloca-lo no gramado deste mesmo Capitólio, para honrar o senhor das Trevas. (link aqui:http://www.vice.com/pt_br/read/veja-como-esta-ficando-o-novo-monumento-satanico-que-deve-ser-construido-no-capitolio-de-oklahoma).

Posteriormente, em Dezembro, eles mostraram a estatua quase pronta, em bronze. Segundo os idealizadores satanistas, a intenção era dispo-la no gramado junto ao monumento dos Dez mandamentos (uma afronta maligna)! Eles disseram que a estatua foi pensada para servir como testemunho da igualdade de representação de todas as religiões sob a lei dos EUA.! link aqui: http://www.vice.com/pt_br/read/a-estatua-satanica-que-deve-ser-colocada-no-capitolio-de-oklahoma-esta-ficando-otima)

Assistimos pasmados o declínio de uma nação que teve sua base cristã desde a fundação, mas que agora naufraga espiritualmente de uma forma absurda, abandonando e rejeitando o Único e Verdadeiro Deus!

Como já nos alertou décadas atras nosso amado e saudoso irmão o pastor David Wilkerson, que disse ter tido uma visão dada por Deus, em que ele via que os Estados Unidos da America estava mergulhado em um caldeirão de bruxa, e a mesma o mexia em suas aguas borbulhantes com uma grande colher…

O resultado não poderia ser diferente! A nação mergulhada em bruxaria, ocultismo, satanismo, paganismo, imoralidade… Abandonaram ao Senhor Deus Todo Poderoso, o Salvador e foram após os ídolos que causam a destruição e a ruína. Como já nos alerta a Palavra de Deus, por meio do profeta Oséias “Israel rejeitou o bem; o inimigo persegui-lo-á.” (Oséias 8:3)

Não há como esperar um futuro abençoado e próspero depois dos últimos acontecimentos que temos presenciado! Certamente o juízo em breve chegará!

Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei. 1 Samuel 15:23

Agora falta pouco!

Maranata, vem Jesus!

Via: https://blogaultimatrombeta.wordpress.com/

SUPLEMENTO

O que está acontecendo nos EUA – APOSTASIA –  já nos foi revelado por Profecias contidas em Apocalipse. Confira os Estudos abaixo: