DEVOCIONAL: UM MÊS PARA VIVER! DIA 27 – Fazendo Um Mundo de Diferença

DIA 27 – Fazendo Um Mundo de Diferença

“A verdadeira medida de um indivíduo é a maneira como ele trata uma pessoa que não lhe fará bem algum” (Ann Landers)

Se você descobrisse que tem apenas um mês para viver e começasse a considerar de que modo poderia deixar um legado global duradouro, poderia sentir-se tentado a pensar: “É tarde demais. Não tenho dinheiro nem poder necessários para fazer diferença neste mundo”.

Mas, nunca subestime o poder de uma pessoa – a habilidade que cada um de nós tem de ser usado por Deus a cada dia para abençoar o resto do mundo.

Raramente encaramos o fato de que temos uma pergunta incômoda no fundo da alma: Como podemos conciliar o fato de vivermos em casas bonitas, termos bons carros e muita comida enquanto bilhões de pessoas vivem hoje com menos de dois dólares por dia?

Não quero fazer você se sentir culpado, mas apenas lembrá-lo de que perdemos a perspectiva.

Perdemos a capacidade de ver além da própria vida por duas razões fundamentais: O desejo humano de controlar o próprio mundo seguro e confortável, e a nossa cultura que nos leva mais a adquirir que a doar.

Se soubéssemos que nosso tempo na terra estivesse esgotando-se, nosso desejo seria fazer tudo o que pudéssemos para impactar os outros.

Não gostaríamos de ter o arrependimento de uma vida mal vivida e voltada para si mesma.

Se de fato soubéssemos que nosso tempo na terra estivesse esgotando-se, nosso desejo seria ter a certeza de que honramos o Deus que amamos, sendo excelentes administradores de tudo o que ele nos concedeu.

Há algum problema em tomar nosso café expresso todos os dias? Em ter coisas bonitas? Em desfrutar as bênçãos em nossa vida? Não. Mas, se quiser sentir a plena Aventura que sua vida tem o propósito de ser, esteja disposto a tomar uma atitude e servir aos necessitados com o amor de Deus.

A Bíblia tem muito a dizer sobre a questão de cuidar das necessidades do pobre.

Somos responsáveis diante de Deus pela maneira como usamos nossas bênçãos para ajudar o pobre e o ferido.

O dinheiro e a maneira como o gastamos também revelam muito sobre quem somos e o que valorizamos.

Deus disse que não há problema em ser abençoado financeiramente, contanto que façamos duas coisas com nosso dinheiro e nossos bens: Desfrutar o que temos, em vez de sempre querer mais, e doar generosamente.

Se fizermos essas duas coisas, cresceremos em maturidade e desfrutaremos um nível de satisfação que o dinheiro jamais pode comprar.

Mas, se armazenarmos nossas bênçãos e consideramos natural o fato de Deus nos dar o que temos, nosso coração ficará endurecido e jamais conseguiremos conciliar as coisas que são mais importantes tanto para Deus quanto para o nosso bem estar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s