[Maná] Jesus destruiu a lista

sacrificio

Quanto a mim, que eu, jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo. Gálatas 6. 14

Oh, as mãos de Jesus. Mãos de encarnação quando ele nasceu. Mitos de libertação quando ele curou. Mãos de inspiração enquanto ele ensinava. Mãos de dedicação enquanto servia. E mãos de salvação quando morreu.

A multidão na cruz concluiu que o propósito dos golpes foi espetar as mãos de Cristo numa trave de madeira. Mas ela estava apenas meio certa. Não podemos culpar a multidão por não perceber a outra metade. As pessoas não podiam ver. Mas Jesus podia. O céu podia. E nós podemos.

Através dos olhos das Escrituras vemos o que outros não perceberam, mas que Jesus viu. Ele “apagou as acusações confirmadas que havia contra vocês. Tomando essa lista de pecados, ele a destruiu, pregando-a na cruz de Cristo” (Cl 2.14 NBV).

Entre sua mão e a madeira havia uma lista. Uma longa lista. Uma lista de erros: nossos desejos, mentiras, momentos de ganância e anos de esbanjamento. Uma lista com os nossos pecados.

Ele sabia que o preço daqueles pecados era a morte. Sabia que a fonte daqueles pecados era você e, uma vez que não podia suportar a ideia de uma eternidade sem você, ele escolheu os cravos.

…**…

O teu presente da salvação nos leva a Deus e nos capacita a viver para ele. Tu ofereces esse presente gratuitamente a todo aquele que o aceitar. Recebemos esse presente com alegria e te louvamos por inundares o mundo com graça e nos dares aquilo que não merecíamos.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s