[Estudo Bíblico] A Leitura Devocional da Bíblia

LEITURA BÍBLICA 

2 Pedro 1.16-21.

16 – Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas arti­ficialmente compostas, mas nós mes­mos vimos a sua majestade,

17 – porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da mag­nífica glória lhe foi dirigida a seguin­te voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido.

18 – E ouvimos esta voz dirigida do céu, estando nós com ele no monte santo.

19 – E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia esclareça, e a estrela da alva apareça em vosso coração,

20 – sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação;

21 – porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem al­gum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.

INTRODUÇÃO

Neste domingo, veremos por que a leitura da Bíblia é-nos tão im­prescindível e vital. Aliás, mais im­prescindível do que o ar que respi­ramos e mais vital do que o pão que nos sustenta (Dt 8.3). Tem você a necessária disciplina para ler e estu­dar a Bíblia? Faz-se a Palavra de Deus parte de seu cotidiano? (Sl 119.97). Ou ela já se perdeu entre os livros de sua estante?

I. O QUE É A BÍBLIA

1. Definição.

A definição mais simples, porém direta e forte, que en­contramos das Escrituras Sagradas é esta: A Bíblia é a inspirada e inerrante Palavra de Deus. Infelizmente, nem todos os teólogos aceitam a ortodo­xia deste conceito; alegam que, nes­te, há um desconcertante simplismo. Todavia, encontra-se esta definição isenta do erro dos liberais e livres das sutilezas dos neo-ortodoxos.

2. A posição liberal.

Os libe­rais sustentam que a Bíblia apenas contém palavras de Deus, mas não é  a Palavra de Deus. Outros liberais vão mais longe: asseveram que a Bíblia não é nem contém a Palavra de Deus; não passa de um livro qualquer.

3. A posição neo-ortodoxa.

Já os neo-ortodoxos lecionam: a Bíblia torna-se a Palavra de Deus à medida que, alguém, ao lê-la, tem um encon­tro experimental com o Senhor Je­sus. Todavia, quer o leitor da Bíblia curve-se quer não se curve ante os arcanos divinos, continuará a Bíblia a ser a Palavra de Deus.

4. A posição ortodoxa.

Os ortodoxos, porém, com base nas Sagradas Escrituras, asseveramos que a Bíblia é, de fato, a Palavra de Deus. Ela não se limita a conter a Palavra de Deus; ela é a Palavra de Deus. Ela também não se torna a Palavra de Deus; ela é e sempre será a Palavra de Deus (2 Tm 3.16).

II. AS GRANDES REIVINDICAÇÕES DA BÍBLIA

É de fundamental importância tenhamos sempre, no coração, as grandes reivindicações da Bíblia Sagrada: sua inspiração, inerrância, in­falibilidade, soberania e completude.

1. A inspiração da Bíblia.

 Já que a Bíblia é a Palavra de Deus, sua inspiração não é comum nem vulgar; é singular e única, porquanto inspi­rada pelo Espírito Santo. As Escritu­ras mesmas reconhecem sua divina inspiração (2 Tm 3.16; 2 Pe 1.21).

2. A inerrância da Bíblia.

Ins­pirada divinamente, há que se con­cluir: a Bíblia acha-se, em termos absolutos e infinitos, isenta de er­ros. Nela, não encontramos a míni­ma inexatidão quer histórica, quer geográfica, seja teológica seja dou­trinária (Sl 19.7;119.140).

REFLEXÃO

“A Escritura é uma revelação e proclama­ção de vida, mas quando é rejeitada é uma proclamação de morte (Dt 30.15;2 Co 2.16).”

(John R. Higgins)

3. A infalibilidade da Bíblia.

A Bíblia não é apenas inerrante; é também infalível. Tudo o que o Se­nhor prometeu-nos, em sua Palavra, cumpre-se absolutamente. Entretan­to, há teólogos que alegam defen­der a infalibilidade da Bíblia, mas lhe rejeitam a inerrância. Ora, como podemos considerar algo infalível se é errante? Sua errância, por acaso, não virá a contraditar-lhe, inevitavel­mente, a infalibilidade?

Quanto a nós, reafirmamos: tan­to a inerrância quanto a infalibilida­de da Bíblia são incontestáveis (Dt 18.22;1 Sm 3.19; Mc 13.31; At 1.3).

4. A soberania da Bíblia.

Evan­gélicos e herdeiros da Reforma Pro­testante, confessamos ser a Bíblia a autoridade suprema em matéria de fé e prática (Is 8.20; 30.21; 1 Co 14.37). Isto significa que encontra-se a Bíblia acima das tradições e primados hu­manos; ela é a inquestionável e abso­luta Palavra de Deus.

5. Completude da Bíblia.

O Apocalipse encerrou, definitiva e irrecorrivelmente, o cânon da Bíblia Sagrada; nenhuma subtração, ou adi­ção, está autorizada à Palavra de Deus (Ap 22.18-21). Portanto, não se ad­mite quaisquer escrituras, profecias, sonhos ou visões que, arrogando-se palavra de Deus, reivindique autori­dade semelhante ou superiora Bíblia.

III. COMO LER A BÍBLIA

Afirmou com muita precisão o teólogo Martin Anstey: “A qualifica­ção mais importante exigida do lei­tor da Bíblia não é a erudição, mas sim a rendição; não a perícia, mas a disposição de ser guiado pelo Espírito de Deus”. Estudemos, pois, a Palavra de Deus, conscientes de que o Senhor continua a falar-nos hoje como outrora falava a Israel e à Igreja Pri­mitiva. Devemos, por conseguinte:

1. Amar a Bíblia.

Nossa pri­meira atitude em relação à Bíblia é amá-la como a inspirada Palavra de Deus. Declara o salmista todo o seu amor às Escrituras: “Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia” (Sl 119.97).

2. Ter fome da Bíblia.

Se ti­vermos fome pela Bíblia, haveremos de lê-la todos os dias. Se é penoso passar sem o pão de cada dia, como privar-se do alimento que nos vem diretamente do Espírito de Deus as Sagradas Escrituras? O profeta Ezequiel, tão logo encontra a Pala­vra de Deus, come-a (Ez 3.3).

3. Guardar a Bíblia no cora­ção.

Ao cantar as belezas da Pala­vra de Deus, o salmista confessa ternamente:

“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” (Sl 119.11).

Os leitores periféricos da Bíblia lêem-na, mas dela se esquecem. Não assim o sua­ve cantor de Israel; mesmo fechan­do-a depois de seu devocional, abria-a em seu coração.

4. Falar continuamente das grandezas singulares da Bíblia.

Eis o que Moisés prescreve aos filhos de Israel, a fim de que estes jamais venham a se esquecer dos manda­mentos do Senhor:

“Estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as intimarás ateus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te. Também as ata­rás por sinal na tua mão, e te serão por testeiras entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas”

(Dt 6.6-9)

IV. OS EFEITOS DA BÍBLIA EM NOSSA VIDA

Quanto mais lermos a Bíblia, mais sábios nos tornaremos. Ela orienta-nos em todos os nossos caminhos; conso­la-nos quando nenhum consolo huma­no é possível; mostra-nos a estrada do Calvário e leva-nos ao lar celestial.

1. A Bíblia dá-nos sabedoria.

“Os teus mandamentos me fazem mais sábio que os meus inimigos; porque, aqueles, eu os tenho sem­pre comigo” (Sl 11 9.98 – ARA).

2. A Bíblia dá-nos a orienta­ção segura.

 “Tu és a minha rocha e a minha fortaleza; … guia-me e encaminha-me” (Sl 31.3).

3. A Bíblia dá-nos o neces­sário consolo.

 “Isto é a minha con­solação na minha angústia, porque a tua palavra me vivificou” (Sl 119.50).

4. A Bíblia dá-nos a provisão de salvação.

“Desfalece-me a alma, aguardando a tua salvação; porém espero na tua palavra” (Sl 119.81 -ARA).

5. A Bíblia leva-nos ao lar celeste.

No encerramento do cânon sagrado, somos revigorados com a viva esperança de, um dia, virmos a tomar posse da Cidade Santa (Ap 22.18-20).

CONCLUSÃO

Tem você lido regularmente a Bí­blia? Ela é o seu consolo? Ou não pas­sa a Palavra de Deus de um simples acessório em sua estante? É hora de nos voltarmos, com mais empenho e amorosa dedicação, ao Livro de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s