[Apostasia] “Pastores” gays celebram a 1ª União Estável no Rio

Fim dos Tempos…

Nunca esteve tão claro, como agora, que estamos vivendo o tempo do FIM. Os sinais estão cada vez mais intensos, as epidemias, catástrofes, violência… Temos vivido tempos difíceis!

Na última semana, o Brasil, como nação, deu mais um passo a frente em prol do “politicamente correto”, mas  retrocedeu diante de Deus. Estamos vivendo numa época onde os valores estão invertidos. Atualmente ser honesto, leal e virgem, por exemplo,  é motivo de chacota. Diante dessa sociedade pós-moderna e hedonista, que sobrevaloriza o lazer, o bem estar a qualquer custo, a beleza estética e o prazer, os princípios bíblicos não são mais importantes. O importante é ser “feliz”.

Sabemos que vivemos numa nação onde o Estado é Laico. O que é isso? Para entedermos bem, vou-lhes apresentar as 3 Classes de Estados existentes: Estado Teocrático,  Laico ou Ateísta.

Estado Teocrático (Teocracia)

Teocracia é o sistema de governo em que as ações políticas, jurídicas e policiais são submetidas às normas de alguma religião. O poder teocrático pode ser exercido direta ou indiretamente pelos clérigos de uma religião: os governantes, juízes e demais autoridades podem ser os próprios líderes religiosos (tal como foi Justiniano) ou podem ser cidadãos leigos submetidos ao controle dos clérigos (como ocorre atualmente no Irã, onde os chefes de governo, estado e poder judiciário estão submetidos ao aiatolá e ao conselho dos clérigos).

Exemplos atuais de regimes desse tipo são o Vaticano, regido pela Igreja Católica e tendo como chefe de Estado um sacerdote (o Papa), e o Irã, que é controlado pelos aiatolás, líderes religiosos islâmicos, desde a Revolução Islâmica, em 1979.

A forma de Estado teocrático contém princípios bastante diversos dos que norteiam os estados laicos. Na geopolítica contemporânea, a democracia é peculiar ao Ocidente, as teocracias são atualmente típicas do mundo islâmico – ou muçulmano. Como o próprio nome indica, teo refere-se ao que provém ou está relacionado a Deus – aqui é preciso cuidado para que não se confunda a teocracia com a variante absolutista do Estado monárquico. Nas monarquias ocidentais, o poder real continha uma natureza divina. No entanto, por mais próximos que estivessem o Estado e a Igreja, ambos constituíam esferas separadas: a monarquia detinha o poder político, enquanto a Igreja, os poderes espiritual e moral.

Já nas teocracias tal distinção está ausente. Os poderes político e religioso andam lado a lado. Portanto, quem detêm o controle do Estado regula também os preceitos morais, espirituais, educacionais e culturais. Nada é feito de forma autônoma. Toda e qualquer atitude tomada pelo Estado ou pela sociedade está vinculada a uma única lógica religiosa, que serve como fundamento universal.

Estado Ateísta

Um Estado ateu ou Estado ateísta é a rejeição de todas as formas de religião por um Estado em favor do ateísmo, habitualmente através da supressão da liberdade de expressão e religiosa.Normalmente apenas os governos comunistas procuraram promover o ateísmo como uma lei pública, de acordo com a doutrina do materialismo dialético marxista. Estados ateus foram implementados nos países comunistas da antiga União Soviética, China comunista, Albânia comunista, Afeganistão comunista, Coréia do Norte e Mongólia comunista. O ateísmo nestes países inclui uma oposição ativa contra a religião, e perseguição de instituições religiosas, líderes e fiéis.

A União Soviética teve êxito social em proclamar o ateísmo e discriminar igrejas, essa atitude foi especialmente observada sob Stalin. A União Soviética tentou impor o ateísmo em vastas áreas da sua influência, incluindo locais como a Ásia Central. A Albânia comunista sob Enver Hoxha chegou a proibir oficialmente a prática de qualquer religião.

Estado Laico

A palavra laico significa uma atitude crítica e separadora da interferência da religião organizada na vida pública das sociedades contemporâneas.

Que siga os ditames da sua consciência (quer no caso em que se acredite que seja divinamente inspirada, quer pela razão, intuição, estética ou qualquer processo pessoal), ao invés de seguir, ou obedecer cegamente às regras, hierarquias e autoridades morais ou eclesiásticas de uma religião organizada.

Politicamente, poderíamos dividir os países em duas categorias, os laicos e não laicos, nos países politicamente laicos a religião não interfere na política.

Países não laicos são teocráticos (forma de governo onde o povo é controlado por um sacerdote ou líder religioso que governa, supostamente, segundo o desejo de uma divindade), e a religião tem papel ativo na política e até mesmo constituição.

Um Estado secular ou estado laico é uma nação ou país que é oficialmente neutro em relação às questões religiosas, não apoiando nem se opondo a nenhuma religião. Um estado secular trata todos seus cidadãos igualmentes independentes de sua escolha religiosa e não deve dar preferência a indivíduos de certa religião.

De acordo com o exposto acima vivemos num Estado Laico, onde não há um integração ou subordinação à nenhuma corrente filosófica-religiosa. O bem comum é o denominador que rege a nação e a igualdade de direito o limita.

Baseado nisso, sabemos que, por ser cidadãos, securlamente falando, como seres humanos, os homoafetivos possuem direitos e vedá-los seria um ato de discrimação. Portanto é legítima a sua busca por igualdade de tratamento diante do Estado. Já que o Estado é Laico, ou seja, neutro nas questões, posições e/ou inclinações religiosas .

Não estou fazendo Apologia àquilo que Deus abomina. Mas Deus permite que rebelemos contra ele. Ele não impõe nada sobre nós, apenas aguarda que respeitemos os seus princípios por amor e gratidão. Jesus não veio implantar um Estado Teocrático. Ele disse:

“O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” Jo 18:36

Ele veio conquistar um Reino diferente que é perceptível, mas não totalmente visível. Está escrito:

“E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior.

Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós.” Lc 17:20-21

Portanto o Reino de Deus não é estabelecido por Leis Humanas, mas sim por nossa submissão à sua Soberania. Quando somos obedientes  à sua Vontade, quando praticamos, ao renuciarmos as obra da carne, a sua Palavra, o REINADO de Deus sobre nós é manifestado! É um Reino Espiritual que atua e rege sobre o coração de cada um de nós!

Jesus não tentou mudar o Mundo Político, mas governar sobre o coração humano. Paulo não protestou contra a escravidão da época, mas buscou ensinar seus discípulos a ‘andar em espírito’.

Ainda bem que estamos num Estado Laico, onde ainda possuímos uma certa libertadade para ensinar a vontade de Deus. Ao invés de buscarmos iniciar uma Guerra aparentemente ideológica para “os que se perdem”, temos que tentar manifestar longanimidade, misericórdia e amor para conseguirmos ter uma oportunidade para instruí-los à respeito daquilo que é certo fazer diante de Deus.

Pois bem… o que me fez escrever esse artigo não foi a suposta vitória dos homoafetivos à respeito da União Estável. Mas a falta de respeito de “alguns deles” em usar o nome de Deus em vão. Querem buscar por seus direitos.. que façam, mas terem a coragem de assumir uma identidade cristã, sabendo que têm vivido de forma contrária aos ensinamentos de Cristo, isso chega a ser PALHAÇADA. Alguns podem pensar que estou sendo “preconceituoso”, mas vamos ver o que a Bíblia diz sobre isso:

“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;” Lv 18:22

Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles. Lv 20:13

De acordo com Antigo Testamento, quem praticasse tal ação teria que ser apredejado até a morte. Sabemos que o que acontecia no A. T.  era figura das coisas que temos em Cristo Jesus na atual dispensação da Graça. Atualmente, não apredejamos ninguém, mas o que Deus queria ensinar é que “deitar-se como o mesmo sexo” é pecado e tem como pena: a morte. Está escrito:

“Porque o salário do pecado é a morte…” Rm 6:23

Alguns podem pensar que o Antigo Testamento não é mais praticado, então lhes darei mais alguns versículos agora do Novo Testamento. Está escrito:

“E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;” Rm 1:27-28

Isso é o que acontece. Muitos rejeitam o conhecimento, a Bíblia e se deixam levar pelos desejos da carne, assim, cometendo “torpeza”! Paulo avisa a esses que não herdarão o Reino de Deus (que vem quando O obedecemos), está escrito:

“Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?

Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” I Co 6: 9-10

Mediante os versos citados acima, que tipo de BíBlia é adotada pelos Pastores que, além de fundarem uma Igreja dita “Evangélica”, firmaram um compromisso, gerando uma União Estável, onde ocorre um ATO ABOMINÁVEL diante de Deus – o sexo entre pessoas do mesmo sexo! Como eles podem se autointitularem cristãos, vivendo de forma contrária aos ensinamentos bíblicos? Vejamos o que um dos “conjuges” disse:

Para o “pastor” Fábio, a cerimônia foi representativa, mas não só do ponto de vista pessoal. Ele disse:

“- Este dia (do casamento) é importante na vida de muitas pessoas. A nossa iniciativa é para mostrar que é possível ser gay, ser cristão e ser evangélico.

Com essa união entre pessoas do mesmo sexo, eles, com toda certeza, firmaram a sua escolha em permanecer no PECADO e serem tratados como GAYS. Mas para serem Evangélicos e, consequetemente, Cristãos, eles ainda devem deixar de endurecer o coração diante do Espírito Santo; devem se arrepender e se converterem do seu mau caminho para que vivam!

Amados, essa é mais uma evidência de que estamos vivendo o Tempo do Fim. A Apostasia está em andamento. Atualmente muitas Igrejas ditas “Evangélicas” têm-se conformado com os desejos pecaminosos de seus membros. Não é mais o homem que tem que se submeter a Deus, mas Deus, em algumas Igrejas, para muitos que continuam perdidos, é que está se conformando à vontade do Homem pecador. Triste!

Cabe a nós orarmos, buscarmos nos santificar e aproveitar as oportunidades para ensinar àqueles que estão em trevas espirituais!

Jesus os abençoe!

Arauto de Cristo

Fonte : Extra-Globo

8 pensamentos sobre “[Apostasia] “Pastores” gays celebram a 1ª União Estável no Rio

  1. Se existisse apenas o capítulo 22 de Apocalipse para asseverar que os impuros não herdarão o Reino de Deus, esta passagem por sí só já seria suficiente, mas a Palavra de Deus é enfática ao condenar não somente o homossexualismo, mas toda e qualquer tipo de prática sexual pervertida abominável aos olhos do Senhor em muitas de suas passagens.
    O inferno homossexual começou logo em Gênesis quando o coitado do Ló, vivia numa cidade infestada de pervertidos e tarados sexuais.
    Sem o temor de Deus vive-se no pecado e escravizado é por ele, tal como Satanás acorrenta todo aquele que se submete aos requintes desse desvio de conduta.
    E como dizia o nosso Senhor Jesus, quando essas coisas pavorosas tomarem conta de vossas nações olhai, olhai para os céus porque a vossa redenção está próxima.
    Anátema seja toda fornicação do Inferno mas viva o namoro, o noivado e o casamento dos heterossexuais porque ele são divinos e aprovados pelo Espírito Santo.

  2. Caro pastor, passo para trás á a sua opinião preconceituosa sobre a união de gays no Brasil. Pior do que isso, só o fato de o senhor se autorizar a falar em nome de Deus. Achar-se uma criatura tão divina a ponto de ser digna de falar em nome de Deus só tem um nome: megalomania.

    • A Paz…. seja bem vindo!

      Amado, não sei a quem você se referiu, mas irei deixar uma resposta para sua reflexão!

      Caso você esteja se referindo ao artigo, creio que ficou claro que a busca dos homoafetivos por seus direitos num Estado Laico é totalmente LEGÍTIMA, pois perante as Leis Humanas que regem essa nação somos IGUAIS e temos que ser tradados dessa forma.

      Agora, no contexto Bíblico, aí não é uma OPINIÃO minha, mas sim o que Deus deixou escrito em sua Palavra (leia-se BÍBLIA), isso(“casamento Homoafetivo”), como já exposto acima no artigo, é uma ABOMINAÇÃO para o Deus representado na Bíblia. O Deus dos cristãos. O Deus da Bíblia.

      Repetindo, não é uma opinião minha, mas sim do Deus da Bíblia que os Cristãos buscam adorar e seguir. Eu apenas mostrei os versículos que manifestam a desaprovação de Deus diante desse comportamento.

      Nesse caso é ainda pior, pois os conjuges afirmam ser “Pastores”. A Bíblia é bem clara sobre que tipo de relacionamento os Pastores representantes de Deus devem ter. Está escrito:

      “Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.

      Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;” I Tm 3:1-2

      “Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei:

      Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.” Tito 1:5-6

      Pelo exposto acima, podemos entender que para se tornar um representante de Cristo e exercer a função de Pastor(Episcopado) na Igreja, a pessoa deve possuir um relacionamento monogâmico e heterossexual. (“…Marido de uma mulher;”). Isso não é opinião minha. Está escrito na Bíblia!

      Diante de Deus já é errado a união sexual entre pessoas do mesmo sexo. Ainda pior é tentar ser um representante de Deus nessa condição. A Bíblia não apóia, condena. Eu estou fundamentando minha opinião na Bíblia. Na realidade, não é a minha opinião, eu sou apenas um canal. A opinião nesse caso é de Deus.

      Jesus o abençoe!

      • não temos muito o q comentar ,isso é simplismente os sinais se comprindo…..não se asuste der gloria

  3. Já a alguns anos atrás um Pastor comentando sobre este assunto, disse que se os habitantes de Sodoma e Gomorra vivessem nos dias de hoje, sentiriam vergonha; e bem sabemos que estas duas cidades foram destruídas pelo juízo divino, principalmente pelo pecado do homossexualismo; Jesus nos exorta em Sua Palavra que o pecado é progressivo, quanto mais formos nos aproximando dos finais dos tempos todas estas coisas se multiplicariam, e é exatamente o que estamos vendo. Eu tenho muita pena destas pessoas, a Palavra de Deus (Bíblia) diz que o diabo cega o entendimento destas pessoas, todos ouvem a verdade, mas preferem a mentira satânica, por isso mesmo Deus permitirá a operação do erro que culminará com a vinda do anti-cristo. É muito triste pois todas estas pessoas um dia entrarão no inferno e de lá não poderão sair, e isto será por toda eternidade. Mas o livre arbítreo não os desculpará diante de Deus no juízo final.

  4. OS EVANGELICOS PREOCUPAM TANTO EM SENTAR-SE NO TRONO DE DEUS QUE ESQUECEM DO AMOR AO PROXIMO.
    DEUS NAO DÁ DA SUA GLORIA A OUTREM.
    MATEUS 7 = PARE DE JULGAR E APRENDA A AMAR. DEUS NAO AMA O PECADO MAS AMA O PECADOR E NOS PRECISAMOS AMO-LOS TAMBEM.
    TODA AUTORIDADE E CONSTITUIDA POR DEUS ASSIM COMO TODA A LEI E POR PERMISSAO DELE. NAO CABE A NOS
    NÓS EVANGELICOS DEVIAMOS ESTAR CUIDANDO COM MAIS AMOR DOS DOMESTICOS DA FÉ QUE ESTAO SOFRENDO COM AS INDIFERENÇAS, ACEPÇOES, PRECONCEITOS DE CLASSE, FALTA DE AMIZADES, IRMANDADES E FRATERNIDADES.
    JOAO 8.32
    = SO JESUS PODE SALVAR.
    NOSSO PAPEL É PREGAR O EVANGELHO COM AMOR AOS SOFREDORES QUE SOFREM NAS PRISOES ESPIRITUAIS.
    MATEUS 25
    PREOCUPE COM TODOS ESTES ENSINOS DE JESUS E DESCOBRIRÁ QUE SAO ESSES JESUS QUE TANTO SOFREM POR FALTA DE NOSSO AMOR.
    DEUS É AMOR.
    TUDO QUE PROVEM DELE EM MIM E AMOR E JUSTIÇA.
    CUIDEM CADA UM DE SI MESMO. A LEI PRECISO ORGANIZAR OS MENOS FAVORECIDOS E DESVALIDOS E JULGADOS POR UMA SOCIEDADE HIPOCRITA E INJUSTA, BEM COMO JULGADOS PELOS RELIGIOSOS QUE NAO SABEM CUIDAR NEM DA PROPRIA VIDA.
    EVANGELICOS VAI LER BIBLIA=CLT=COD CIVIL=COD PENAL=COD CONSUMIDOR=CONSTITUIÇAO=LEIS.
    DEUS NAO PAROU NO TEMPO COMO QUEREM OS RELIGIOSOS APRISIONADORES DE ALMAS EM FUNÇAO DOS DIZIMOS E OFERTAS PARA A OSTENTAÇAO DE SEUS LUXOS PESSOAIS E DESCABIDOS COMO SERVOS E REPRESENTANTES DE JESUS.
    JOAO 15
    TITO 3.8
    HEB 4.12
    APOCALIPSE 01
    SHALON
    CPL LIMA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s